Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,144
Bovespa 70.011,25
CDI 9,14% a.a
Poupança (mês) 0,5192%
Euro R$ 3,726
Libra R$ 4,037
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do Dólar Hoje e Euro hoje


Bolsas de NY: Dow Jones fecha acima dos 22 mil pontos

SÃO PAULO  –  O Dow Jones voltou a fazer história nesta quarta-feira ao fechar pela primeira vez acima da marca de 22 mil pontos. E esse novo capítulo de alta do índice de “blue chips” americanas não teria sido escrito sem ajuda da Apple, empresa de maior valor de mercado nas bolsas de Nova York.

Após ajustes, o Dow Jones terminou em alta de 0,24%, a 22.016,24 pontos. O índice alcançou na máxima intradia 22.036,10 pontos.

O S&P 500 conseguiu virar nos minutos finais e terminou em alta de 0,05% a 2.477,57 pontos, praticamente igualando o recorde de fechamento de 2.477,83 pontos. O Nasdaq encerrou sem variação a 6.362,64 pontos.

No S&P 500, os setores industrial, de serviços públicos e de tecnologia sustentaram o índice no positivo com altas de, respectivamente, 0,44%, 0,43% e 0,28%.

As ações da companhia da maçã, um dos 30 componentes do Dow Jones, subiram 4,72% no maior ganho individual do índice. A alta da Apple sozinha compensou as cinco maiores quedas.

A capitalização de mercado da Apple atingiu US$ 782,34 bilhões, com o papel valendo US$ US$ 157,14.

Com os 22 mil pontos de hoje, o Dow Jones registrou o terceiro marco de mil pontos do ano, série que começou com os 20 mil conquistados em 25 de janeiro. Pouco mais de um mês mais tarde, em primeiro de março, o indicador ultrapassaria os 21 mil pontos.

Apesar do avanço decisivo da Apple nesta quarta-feira, no caminho entre os 21 mil e os 22 mil pontos, a maior contribuição veio dos papéis da Boeing, que acrescentaram 380 pontos ao Dow Jones no intervalo, seguidos dos de McDonald’s, com adição de 171 pontos, das ações de UnitedHealth, que somaram 166 pontos e da dona do iPhone, com contribuição de 126 pontos.

Segundo Drexel Hamilton, analista da Brian White, as ações da Apple devem manter tendência de alta em meio ao ciclo de lançamento do smartphone que vai marcar os 10 anos do lançamento do iPhone. “Acreditamos que os investidores agora vão se sentir mais confiantes com o papel diante do ciclo do futuro iPhone 8, com lançamento esperado para os próximos meses”, afirmou.

Fonte: Valor Econômico

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Mais lidos

Dono do banco Clássico chega a ganhar R$ 1 bi com elétricas
José João Abdalla Filho, conhecido Juca Abdalla, dono do banco Clássico, viu seu patrimônio aume...
Bolsas de NY caem após ameaça de Trump de paralisar governo por muro
SÃO PAULO  -  Na sessão seguinte ao melhor dia em meses para as bolsas de Nova York, as incertez...
Mercado segue otimista e fecha acima dos 70 mil pontos; Eletrobras cai
SÃO PAULO  -  A bolsa de valores resistiu à tendência de realização de lucros depois da alta ...
Dólar fecha com a maior queda ante o real desde julho
SÃO PAULO  -  O dólar sofreu nesta quarta-feira a maior queda diária em seis semanas. A moeda ...
Juros futuros registram queda nesta quarta-feira
SÃO PAULO  -  Em meio ao maior volume em quatro semanas, os juros futuros experimentaram forte pr...
Juros futuros têm queda firme, com otimismo sobre política econômica
SÃO PAULO  -  Em meio ao maior volume em quatro semanas, os juros futuros experimentaram forte pr...

Publicidade