Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,200
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Euro R$ 3,760
Libra R$ 4,220
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do Dólar Hoje e Euro hoje


Bolsas de NY registram novos recordes, com aprovação do orçamento

SÃO PAULO  –  As bolsas de Nova York mantiveram, nesta quinta-feira (5), a rotina recente de recordes. Mas, hoje, os principais referenciais acionários americanos foram além e registraram mais do que máximas de pontos. O S&P 500 marcou seis quebras seguidas de sua melhor marca de fechamento, na maior sequência em 20 anos.

Após ajustes, o Dow Jones fechou em alta de 0,50% a 22.775,39 pontos. O S&P 500 ganhou 0,56%, a 2.552,07 pontos. O Nasdaq avançou 0,78%, a 6.585,35 pontos.

Dois indicadores também obtiveram novas máximas intradia. O Dow Jones alcançou 22.777,04 pontos e o Nasdaq atingiu um pico de 6.587,21 pontos na sessão. O S&P 500 chegou perto, mas ficou a um ponto de superar o recorde absoluto de pontos obtido em 3 de outubro, quando registrou 2.553,13 pontos.

No Dow Jones, o pódio dos ganhos foi formado por Goldman Sachs, que avançou 2,39%, seguido de Microsoft, com subida de 1,71%, e do J.P.Morgan, que teve alta de 1,35%.

Todos os três indicadores já contabilizam, cada um, mais de 40 ultrapassagens de seus maiores patamares em todos os tempos apenas neste ano.

As altas desta quinta-feira vieram a reboque da aprovação pela Câmara dos Deputados dos Estados Unidos do orçamento de US$ 4,1 trilhões. A peça segue agora para o Senado, que pode aprovar a proposta com maioria simples. A tarefa parece relativamente simples, pois os republicanos ocupam a maior parte dos assentos da casa, com 52 representantes, contra 46 dos democratas.

Reforma tributária

Segundo analistas, a aprovação do orçamento representa o primeiro passo para que o projeto de reforma tributária proposta pelo governo do presidente Donald Trump possa seguir adiante. A perspectiva de avanço dos cortes de impostos animou os investidores, especialmente em relação aos papéis de instituições financeiras. O setor liderou as altas do S&P 500, com avanço de 1,04%, seguido das ações de tecnologia, que ganharam 0,96%.

“Nós tivemos boas notícias sobre a reforma tributária. Obviamente, ainda não é um negócio fechado, mas trata-se de um passo na direção certa”, afirmou JJ Kinahan, estrategista-chefe de mercados da TD Ameritrade. Mas “nós não sabemos até o momento quem serão os vencedores e perdedores, se a reforma tributária for aprovada”, ressalvou.

Os ganhos em Wall Street têm recebido suporte dos sinais persistentes de que a economia dos EUA continua na trajetória certa e a expectativa de outro trimestre de resultados corporativos acima da média.

Com isso, o dólar, retomou a trajetória de alta, influenciado pela maior expectativa de nova elevação de juros pelo Federal Reserve em dezembro. Os futuros dos Fed Funds, usados para apostas nas tendências da política monetária americana, passaram a apontar 88% de chance de que o BC dos EUA suba os juros pela terceira vez no ano ante 77,5% na quarta-feira.

“Os investidores estão olhando para o crescimento econômico de uma forma ampla, não apenas nos EUA, mas globalmente”, disse Kate Warne, estrategista de investimentos na Edward Jones. “Os agentes de mercado também estão de olho na próxima temporada de balanços e se sentindo otimistas sobre as companhias”, acrescentou.

Fonte: Valor Econômico

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Mais lidos

Dólar abre a semana em alta e fecha a R$ 3,1851
SÃO PAULO  -  O dólar cravou o maior patamar de fechamento em quase duas semanas frente ao real ...
Ibovespa cede 0,43% nesta segunda-feira, mas sustenta 75 mil pontos
SÃO PAULO  -  O Ibovespa cedeu nesta segunda-feira mais uma vez à realização de lucros e acomo...
Cenário externo puxa juros futuros de médio e longo prazo para cima
SÃO PAULO  -  As taxas de juros dos contratos de médio e longo prazos voltaram a apontar para ci...
Com horário de verão, bolsa fechará às 18h a partir de segunda-feira
SÃO PAULO  -  Com o início do horário de verão no Brasil a partir do próximo domingo (15), o ...
Ibovespa recua e dólar fica perto de R$ 3,19 com cena externa no foco
SÃO PAULO  -  O Ibovespa opera em queda nesta segunda-feira, dia de volume fraco de negócios por...
Ibovespa opera em baixa com Vale e siderúrgicas
SÃO PAULO  -  O Ibovespa volta a operar em queda nesta segunda-feira, dia de volume fraco de neg...

Publicidade