Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,183
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Euro R$ 3,753
Libra R$ 4,199
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do Dólar Hoje e Euro hoje


Ibovespa encerra a semana com alta de 2,14%

SÃO PAULO  –  Nesta semana, o Ibovespa quase retomou o patamar dos 67.540 pontos perdidos no início da crise política. O índice marcou 67.135 pontos na quarta-feira com a vitória do presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, mas não teve forças para sustentar esse patamar. Hoje, o Ibovespa encerrou o pregão com leve alta de 0,18% aos 66.898 pontos. Na semana, a bolsa acumula ganho de 2,14% e no ano, de 11,08%.

Mesmo não tendo se firmado acima dos 67 mil pontos, os investidores consideram que o mercado de ações está próximo de ingressar em uma trajetória de alta. Na próxima semana chega ao fim as férias do hemisfério norte o que deve garantir a maior participação dos investidores estrangeiros no mercado de ações. Os balanços corporativos que serão divulgados nos próximos dias também devem movimentar o mercado de ações.

Além disso, a vitória de Temer na Câmara aumentou a percepção dos investidores de que o presidente terá mais facilidade para aprovar a reforma da Previdência Social, considerada essencial para o equilíbrio do déficit fiscal. A equipe de estrategistas do UBS, liderada por Ronaldo Patah, reviu a recomendação para a bolsa de valores de “underweight” (abaixo da média do mercado) para neutra. Eles consideram que o Ibovespa pode chegar a 77 mil pontos em 12 meses.

De acordo com relatório distribuído a clientes, os estrategistas consideram que a economia brasileira descolou da turbulência política. A inflação em queda, os juros em baixa e as menores taxas de desemprego minimizaram as incertezas políticas. Os executivos também afirmam que o presidente Michel Temer teve uma importante vitória na Câmara, o que vai permitir que ele retome a aprovação das reformas estruturais.

A vitória de Temer também teve impacto sobre a volatilidade das ações brasileiras, que caiu para o menor patamar dos últimos quatro anos. O índice CBOE Brazil ETF Volatility, que mede a volatilidade implícita do iShares MSCI Brazil Capped ETF, composto por ações brasileiras, marcou 24,33 pontos, queda de 2,45% em relação ao fechamento do dia anterior.

A última vez que a volatilidade atingiu um nível próximo a esse foi em 1º de dezembro de 2013, quando o indicador marcou 23,39 pontos. Como comparação, no dia seguinte ao início da crise política, em 18 de maio, o indicador chegou a 57,62 pontos. Quanto maior é o indicador, maior a instabilidade do mercado acionário.

Entre as ações mais negociadas do Ibovespa, os destaques de alta ficaram com os papéis ON da CSN, que subiram 3,98%. As demais ações de empresas siderúrgicas também subiram. Os papéis PN da Gerdau tiveram alta de 2,47% e as ações da Gerdau Metalúrgica ganharam 1,69%.

Os papéis PNA da Vale subiram 1,36% e as ações ON ganharam 1,79%, seguindo a valorização do preço do minério de ferro no mercado internacional. A tonelada do produto subiu 1,63% para US$ 74,12, em Qingdao, na China. A Vale informou nesta manhã que não há qualquer deliberação nos órgãos administrativos da empresa sobre eventual compra da mina de Casa de Pedra, que pertence à CSN.

As ações PNA da Braskem subiram 4,06%. Segundo reportagem do Valor, a Odebrecht e a Petrobras, sócias controladoras da empresa, trabalham em uma grande operação de mercado para transferir para a sede da companhia para os Estados Unidos e lançar ações na bolsa de valores de Nova York.

As ações da Petrobras também subiram acompanhando a valorização do preço do petróleo no exterior. Os contratos futuros de petróleo WTI com vencimento em setembro subiram 1,1% a US$ 49,58 o barril. Os papéis PN tiveram alta de 0,68% e as ações ON ganharam 0,58%.

Entre as maiores baixas do dia ficaram os papéis da BB Seguridade, que caíram 2,34%, e da Cielo, com baixa de 1,13%. A seguradora divulga o resultado financeiro do segundo trimestre na segunda-feira. A expectativa é de que os números fiquem mais fracos do que no primeiro trimestre deste ano. Já a Cielo anunciou nesta semana que teve lucro de R$ 994,3 milhões no segundo trimestre, alta de 0,5% em relação ao mesmo período do anterior. O resultado ficou abaixo da estimativa dos investidores. O Bradesco BBI revisou a recomendação para as ações de compra para neutra.

Fora do Ibovespa, as ações do IRB caíram 2,86%. A resseguradora divulgou hoje que teve lucro líquido de R$ 232 milhões no segundo trimestre, alta de 15% em relação ao mesmo período do ano anterior. As ações ordinárias da Sulamerica subiram 0,64% e os papéis preferenciais fecharam estáveis a R$ 5,85. A empresa teve lucro de R$ 80,6 milhões no segundo trimestre, queda de 36,3% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Fonte: Valor Econômico

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Mais lidos

Dólar abre a semana em alta e fecha a R$ 3,1851
SÃO PAULO  -  O dólar cravou o maior patamar de fechamento em quase duas semanas frente ao real ...
Ibovespa cede 0,43% nesta segunda-feira, mas sustenta 75 mil pontos
SÃO PAULO  -  O Ibovespa cedeu nesta segunda-feira mais uma vez à realização de lucros e acomo...
Cenário externo puxa juros futuros de médio e longo prazo para cima
SÃO PAULO  -  As taxas de juros dos contratos de médio e longo prazos voltaram a apontar para ci...
Com horário de verão, bolsa fechará às 18h a partir de segunda-feira
SÃO PAULO  -  Com o início do horário de verão no Brasil a partir do próximo domingo (15), o ...
Ibovespa recua e dólar fica perto de R$ 3,19 com cena externa no foco
SÃO PAULO  -  O Ibovespa opera em queda nesta segunda-feira, dia de volume fraco de negócios por...
Ibovespa opera em baixa com Vale e siderúrgicas
SÃO PAULO  -  O Ibovespa volta a operar em queda nesta segunda-feira, dia de volume fraco de neg...

Publicidade