Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,128
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Euro R$ 3,753
Libra R$ 4,244
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do Dólar Hoje e Euro hoje


Ibovespa fecha em queda em meio a incertezas sobre governo Trump

SÃO PAULO  –  Depois de seis dias de alta consecutiva, o Ibovespa sucumbiu ao aumento da aversão aos ativos de risco. As incertezas sobre o governo do presidente americano Donald Trump deixaram os investidores mais cautelosos, que aproveitaram para realizar os lucros recentes. O Ibovespa fechou com queda de 1,67% aos 67.540 pontos e giro financeiro de R$ 8,3 bilhões, inflado pelo vencimento de opções sobre o Ibovespa.

O índice que mede a volatilidade das ações de empresas brasileiras subiu 11,98% hoje para 36,09 pontos. O dado medido pelo CBOE Brazil ETF Volatility é o maior desde 15 de dezembro do ano passado, quando o indicador marcou 35,92 pontos. “A bolsa caiu, reagindo ao noticiário dos Estados Unidos e passando por um movimento de realização de lucros”, diz Ari Santos, gerente de mesa Bovespa da H.Commor DTVM. No mês, o Ibovespa tem alta de 3,27%.

A queda da bolsa de valores só não foi mais intensa porque o preço das commodities no mercado internacional subiu e impediu que os papéis da Vale e da Petrobras registrassem quedas expressivas. Como as ações dessas empresas representam 17,55% da composição do Ibovespa, ajudaram a impedir uma maior desvalorização do principal índice da bolsa de valores.

O preço do minério de ferro subiu 1,7% no porto de Qingdao, na China, para US$ 62,20 a tonelada. As ações PNA da Vale caíram 1,93% e os papéis ordinários tiveram baixa de 1,54%. Os contratos futuros de petróleo WTYI com vencimento em junho subiram 0,84% para US$ 49,07 o barril. As ações preferenciais da Petrobras caíram 0,57% e as ações ordinárias tiveram baixa de 0,56%. As ações do sistema financeiro também fecharam em baixa, com destaque para os papéis do Banco do Brasil, que recuaram 2,71%.

O presidente americano, Donald Trump, admitiu ter repassado à Rússia, em encontro com diplomatas, informações confidenciais sobre a luta contra o Estado Islâmico. O deputado republicano Justin Amash, do Michigan, disse que há mérito para o impeachment de Trump se comprovado que ele pediu ao ex-diretor do FBI James Corney para encerrar uma investigação federal.

Hoje, Trump disse que “nenhum político na história” foi tratado de maneira tão má e injusta quanto ele. Em discurso em uma cerimônia de formatura da Academia da Guarda Costeira, no Estado americano de Connecticut, ele evitou tratar das polêmicas mais recentes de sua administração.

Fonte: Valor Econômico

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

Mais lidos

Dólar resiste à pressão externa e cai com sinais de fluxo positivo
SÃO PAULO  -  O dólar terminou a sessão em queda, deixando para trás a pressão observada mais...
Dólar resiste à pressão externa e cai com sinal de fluxo positivo
SÃO PAULO  -  O dólar terminou a sessão em queda, deixando para trás a pressão observada mais...
Ibovespa oscila em dia de Fed, mas retoma os 76 mil pontos
SÃO PAULO  -  Em um dia que pressão por realização de lucros e reunião do Federal Reserve, o ...
Juros futuros reduzem queda após Fed, mas mantêm viés de baixa
SÃO PAULO  -  Os juros futuros reduziram a queda durante a tarde desta quarta-feira, seguindo a r...
Banco Central ganha R$ 1,275 bilhão com swaps em setembro até dia 15
BRASÍLIA  -  O Banco Central (BC) registra ganho de R$ 1,275 bilhão com as operações de swap c...
Mercados têm dia calmo, de olho nos juros dos EUA; Ibovespa recua
SÃO PAULO  -  Os mercados financeiros nacionais operam de olho na decisão do banco central dos E...

Publicidade