Greve geral na Espanha convocada por sindicados tem adesão massiva

Uma greve geral convocada pelos sindicatos espanhóis União Geral de Trabalhadores (UGT) e Confederação Sindical de Comissões Operárias (CCOO), e que acontece durante as 24 horas desta quinta-feira, dia 29, adesão “em massa” já durante as primeiras horas da manhã. O objetivo é protestar contra a reforma trabalhista no país, proposta pelo governo do presidente do governo eleito em novembro passado, Mariano Rajoy.
De acordo com a UGT e as CCOO, a paralisação atinge as principais obras de infraestrutura e nas indústrias de materiais de construção, além de “praticamente todos os trabalhadores” do setor metalúrgico. Até o momento, não foram reportados incidentes dignos de menção. Segundo os sindicatos, o mesmo “acompanhamento em massa” é observado no turno da noite dos serviços de coleta de lixo, correios e hospitais.
Nem mesmo as principais emissoras de televisão do país estão transmitindo, seguidas ainda pela adesão de rádios públicas.
A provisão de energia elétrica alcançava 20.245 megawatts às 3h, 17% abaixo do nível registrado na mesma hora da última quinta-feira.
Por outro lado, os voos programados operam até agora com normalidade, segundo informou a entidade aeroportuária Aena. Já os trens operam com 30% da capacidade, e o metrô, com 20%.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
29/03/2012 07:04:32

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

EUA: Estoques de petróleo sobem para 353,4 milhões de barris

Os estoques de petróleo registraram alta de 7,1 milhões de barris na semana passada, para total de 353,4 milhões de barris. As informações são do Departamento de Energia dos EUA.
No período, os estoques de gasolina recuaram em 3,5 milhões de barris, ao passo que as reservas de destilados caíram em 700 mil barris.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
28/03/2012 11:36:10

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Irã e potências internacionais retomarão negociações em abril, diz chanceler iraniano

(Ag. Brasil)  – Sob intensas sanções internacionais, o governo do Irã retomará as negociações em torno do seu programa nuclear com o grupo P5+1, formado pela Rússia, China, Grã-Bretanha, França e pelos Estados Unidos, além da Alemanha. A reunião está marcada para o dia 13 de abril. O local ainda será definido, mas a expectativa é que ocorra em Istambul, na Turquia. As conversas ocorrerão logo depois de a comunidade internacional condenar mais rigor na segurança nuclear.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irã, Ali Akbar Salehi, confirmou hoje (28) que as conversas com as autoridades turcas estão avançadas e que há disposição do governo da Turquia em colaborar nas negociações.
“Eu, pessoalmente, acredito que Istambul é a melhor opção para abrigar as negociações. Mas essa decisão será definida pelo Supremo Conselho de Segurança Nacional”, disse o chanceler. Ele lembrou que nas conversas com a chefe da Diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton, observou disposição em buscar um acordo.
O chanceler disse ainda que negociadores iranianos e turcos estão em permanente contato. Representantes do Irã e do P5+1 participaram de duas rodadas de negociações – uma na Suíça e outra na Turquia. Os iranianos exigem que as negociações sejam retomadas sem precondições.
Desde 2010, aumentaram as sanções ao Irã. O país é alvo de restrições econômicas, financeiras, bancárias e militares em decorrência do seu programa nuclear,que é suspeito de produzir armas atômicas. As autoridades iranianas negam essas suspeitas.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
28/03/2012 08:00:16

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

EUA: Confiança do consumidor cai em março

A confiança do consumidor norte-americano registrou em março queda puxada pela baixa expectativa em relação à situação do emprego no país, informou nesta terça-feira o Conference Board.
No período, foram registrados 70,2 pontos, abaixo do esperado, de alta moderada para 70,9 pontos. Em fevereiro, o resultado foi revisado para cima, e passou de 70,8 pontos para 71,6 pontos.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
27/03/2012 11:05:22

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Expectativa – Confiança do consumidor: 70,9 pontos em março

A confiança do consumidor norte-americano deverá registrar em março estabilidade, de acordo com a expectativa de analistas de mercado financeiro.
É estimado que o indicador registre 70,9 pontos, contra 70,8 pontos em fevereiro. O resultado será anunciado em breve.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
27/03/2012 10:45:26

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

Dilma chega a Índia para reunião do Brics

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff chegou hoje (27), por volta das 5h30 (13h30 – horário da Índia), a Nova Delhi, na Índia, onde participa da 4ª Cúpula do Brics – grupo que reúne o Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul. Ela descansa nesta terça-feira e amanhã começa uma agenda lotada, que inclui uma homenagem na Universidade de Nova Delhi, onde receberá o título de doutora honoris causa e dois jantares. A presidenta deve retornar ao Brasil no dia 31.

Dilma desembarcou na Índia acompanhada por cinco ministros – Antonio Patriota (Relações Exteriores), Aloizio Mercadante (Educação), Marco Antonio Raupp (Ciência, Tecnologia e Inovação), Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Helena Chagas (Comunicação Social), além do governador de Sergipe, Marcelo Déda, e 110 empresários.
  
Durante a cúpula, cuja principal reunião será na quinta-feira (29), o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, apresentará a proposta de criação do banco do desenvolvimento do Brics. A ideia é que a instituição se dedique aos investimentos em projetos de infraestrutura e desenvolvimento em nações pobres. O processo de criação do banco deve ocorrer a longo prazo.
Além de Dilma e Singh, participarão da cúpula os presidentes Dmitri Medvedev (Rússia), Hu Jintao (China) e Jacob Zuma (África do Sul). Nas discussões, os líderes se esforçarão para mostrar à comunidade internacional que o bloco pode ser referência no cenário econômico e político.
O objetivo do Brics é ampliar as relações comerciais internas e externas, incentivando a expansão dos mercados exportadores e importadores. Para o Brasil, é fundamental indicar que o mercado exportador do país não se limita apenas aos produtos agrícolas. Os empresários que integram a comitiva presidencial participarão do Fórum Empresarial, que reúne representantes dos países que integram o bloco.      
A intenção é que os presidentes e o primeiro-ministro da Índia assinem uma declaração que fixa a determinação do Brics de ampliar os acordos bilaterais, por intermédio de suas instituições bancárias de desenvolvimento econômico, utilizando moedas locais.
Os presidentes e o primeiro-ministro também devem discutir propostas para a defesa da paz e da segurança no Oriente Médio e Norte da África. Os destaques deverão ser a Síria, devido à onda de violência que dura mais de um ano, e o Afeganistão, que vive momento de apreensão depois do massacre de civis por um sargento  norte-americano.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
27/03/2012 08:13:21

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Obama apela à comunidade internacional para enfrentar ameaças do terrorismo nuclear

(Ag. Brasil)  – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu mais cooperação internacional para enfrentar a ameaça de terrorismo nuclear. O apelo foi feito durante o discurso de abertura da 2ª Conferência sobre Segurança  Nuclear, em Seul, na Coreia do Sul. O discurso foi acompanhado por 53 líderes estrangeiros. O vice-presidente Michel Temer representa o Brasil nos debates.

Obama disse que a segurança do mundo depende das medidas que forem adotadas na conferência. Segundo ele, uma pequena quantidade de armas nucleares em mãos erradas pode resultar na “morte de milhares de pessoas inocentes”.
O presidente norte-americano fez o apelo no momento em que os governos do Irã e da Coreia do Norte desafiam a comunidade internacional com seus programas nucleares. Os dois países mantêm em segredo as pesquisas envolvendo a energia nuclear.
Durante as discussões, os líderes dos Estados Unidos, da França, Bélgica e Coreia do Sul se comprometeram a reduzir a utilização de urânio altamente enriquecido nos reatores das usinas nucleares. A ideia, segundo eles, é incentivar a busca pela utilização de um combustível mais seguro.
Os líderes formalizaram um pacto para estimular o uso de urânio com baixo enriquecimento e não mais com 90%, como ocorre atualmente. O primeiro-ministro sul-coreano, Kim Hwang-sik, disse que há cerca de 200 reatores em investigação que utilizam o urânio altamente enriquecido.
Pelo acordo firmado hoje, o governo dos Estados Unidos assume a responsabilidade de fornecer, ao longo do ano, cerca de 100 quilos de urânio de baixo enriquecimento à Coreia do Sul. Os sul-coreanos vão processar o material antes de enviá-lo, em 2013, ao grupo francês Areva-Cerca, que o converterá em combustível de alta densidade.
Em seguida, o rendimento do produto será testado nos reatores de investigação da França e da Bélgica. O combustível utilizado nesses reatores representa a maior proporção de urânio altamente enriquecido no setor civil, que utiliza mais de 600 quilos do material todos os anos.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
27/03/2012 08:10:36

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

EUA: Venda de Casas pendentes caem 0,5% em fevereiro

As vendas de casas pendentes nos EUA registraram queda de 0,5% em fevereiro, de acordo com informações da Associação Nacional dos Corretores de Imóveis.
O resultado, porém, segue acima do de fevereiro do ano passado.  

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
26/03/2012 11:20:12

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Expectativa – Venda de Casas pendentes: +1% em fevereiro

As vendas de casas pendentes nos EUA deverão avançar 1% em fevereiro, de acordo com a expectativa de analistas de mercado financeiro.
Em janeiro, houve alta de 2% do indicador. O resultado será anunciado em breve.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
26/03/2012 10:43:52

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Obama defende redução de arsenais nucleares nos Estados Unidos e na Rússia

(Ag. Brasil) – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje (26) que o governo norte-americano vai intensificar os esforços com os russos para reduzir seus arsenais nucleares. Em Seul, na Coreia do Sul, onde participa da Cúpula de Segurança Física Nuclear, Obama disse que é possível que os Estados Unidos mantenham sua estratégia nuclear e reduzam o arsenal ao mesmo tempo.

O presidente americano fez um apelo aos governos da Coreia do Norte e do Irã para que desistam dos programas nucleares e evitem confrontos. Obama disse que violações de tratados internacionais terão consequências.
A expectativa é reunir 58 presidentes e primeiros-ministros no encontro que vai até amanhã (27). O vice-presidente da República, Michel Temer, representa o Brasil. Para especialistas, a 2ª Cúpula sobre Segurança Física Nuclear é o momento de examinar os compromissos assumidos na reunião anterior, em Washington, em 2010.
O objetivo é retomar as discussões sobre a necessidade de que a operação das instalações nucleares e o manejo do material nuclear sejam realizados da forma mais segura possível. As normas para a segurança das atividades nucleares são regidas e controladas pela  Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea).
O governo brasileiro defende que a segurança física nuclear considere um ambiente global, fortalecendo a promoção dos usos pacíficos e legítimos da energia nuclear. Para as autoridades brasileiras, é fundamental para garantir a segurança a promoção do desarmamento e a não proliferação nuclear.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
26/03/2012 07:05:51

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One