Senado dos Estados Unidos reforça sanções contra o Irã

(Ag. Brasil) – O Senado dos Estados Unidos aprovou uma lei que estabelece novas sanções econômicas ao Irã, devido às suspeitas de irregularidades envolvendo o programa nuclear do país. A lei, que já foi aprovada pela Câmara dos Representantes, reforça as medidas adotadas pela Casa Branca, como a proibição de negócios com empresas vinculadas à Guarda Revolucionária iraniana.

A nova lei também restringe ainda mais a concessão de vistos a iranianos ligados ao governo e inclui sanções aos indivíduos e empresas que forneçam tecnologia ou recursos para que Teerã possa usar a fim de reprimir seus cidadãos, como gás lacrimogêneo, balas de borracha e equipamentos de vigilância.
A decisão dos parlamentares norte-americanos foi tomada às vésperas da reunião de alto nível entre os representantes do chamado P5+1 (Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China) e autoridades do Irã, em Bagdá, no Iraque, que ocorrerá de amanhã (23) a quinta-feira (24).
O senador Bob Menéndez (Partido Democrata) disse que a medida é uma forma de enviar uma mensagem ao governo iraniano de que “não poderá comprar tempo” com o processo de diálogo e que isso pode causar um maior isolamento econômico.
Os Estados Unidos e parte da comunidade internacional suspeitam que o Irã planeja usar seu programa de enriquecimento de urânio para fabricar armas nucleares. As autoridades iranianas negam as suspeitas e informam que o objetivo do programa nuclear é pacífico.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
22/05/2012 07:55:56

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Americanas - semana_consumidor
Localiza-Reserva-300x250

Vítimas de terremoto passam a noite em acampamentos na Itália

(Ag. Brasil)  – Milhares de pessoas tiveram que deixar suas casas depois de o terremoto de 6 graus na escala Richter atingir o Norte da Itália, na região de Bolonha. As pessoas passaram a noite de ontem para hoje (21) em abrigos com medo de novos tremores de terra que ainda afetam a região. Pelo menos sete pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas. Diversos edifícios históricos foram danificados.

O terremoto desse domingo (20) é o pior ocorrido na Itália desde o de L’Aquila, que matou cerca de 300 pessoas em 2009. O Norte da Itália é atingido frequentemente por terremotos de pequeno porte.
Equipes de segurança civil da cidade de Finale Emilia montaram barracas em um campo de futebol para acomodar centenas de moradores. Muitos tiveram as casas destruídas, mas alguns estavam com medo de retornar ao lugar onde moravam. “A situação atual é muito tensa, mas não dramática”, disse o coordenador da equipe, Diego Gottarelli.
Um segundo tremor de magnitude 5,1 graus na escala Richter atingiu o Norte da Itália, destruindo mais edifícios, que estavam com as estruturas fragilizadas. O epicentro do primeiro terremoto foi entre as cidades de Finale Emilia, San Felice e Sermide, que ficam cerca de 35 quilômetros ao norte de Bolonha. Também foi percebido em Milão e Veneza.
As vítimas incluem dois trabalhadores de uma fábrica de cerâmica em Sant’Agostino. Uma terceira pessoa, que deve ser de origem marroquina, segundo informações preliminares, morreu em Ponte Rodoni do Bondeno e um trabalhador de Tecopress di Dosso morreu depois que o telhado em que estava caiu. Três mulheres também morreram de ataques cardíacos em consequência do terremoto, segundo relatos.
A TV italiana mostrou diversos edifícios históricos da região reduzidos a escombros. O teto de uma capela do século 6, reformada em San Carlo, próxima à cidade de Ferrara, caiu, deixando as estátuas e a decoração interna expostas. A restauração da capela havia durado oito anos.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
21/05/2012 07:01:40

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Polishop - 300x250-shinetherapy-12jul
Drogasil-Loreal-300x250w-min

Diretor-geral da agência nuclear das Nações Unidas visita o Irã em busca de entendimento

(Ag. Brasil) – O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), vinculada às Nações Unidas, Yukiya Amano, chegou hoje (21) a Teerã, capital iraniana, para conversar com as autoridades sobre o programa nuclear do país. O programa é alvo de suspeitas internacionais de desenvolver armas atômicas. As autoridades negam as suspeitas.

Amano visita o Irã acompanhado por dois assessores – Herman Nackaerts e Rafael Mariano Grossi, ambos peritos em energia nuclear. O grupo foi recebido no aeroporto pelo representante do Irã na Aiea, Ali Asghar Soltanieh.
De acordo com informações do governo do Irã, Amano e os dois peritos se reunirão com o chefe da Organização de Energia Atômica (cuja sigla em inglês é Aeoi), Abbassi Davani, o secretário-geral do Conselho Supremo de Segurança Nacional (cuja sigla em inglês é SNSCI), Saeed Jalili, e o ministro das Relações Exteriores, Ali Akbar Salehi.
Salehi disse que Amano e sua equipe estão no Irã para manter conversações com autoridades iranianas sobre a cooperação mútua. Salehi acrescentou que, no ano passado, convidou Amano para uma visita a Teerã.
Segundo Salehi, a nova estratégia de cooperação tem o objetivo de “remover ambiguidades e abordar várias questões”. Nos últimos anos, o Irã é alvo de uma série de sanções econômicas, comerciais, militares e financeiras devido às suspeitas, por parte da comunidade internacional, em relação ao programa nuclear.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
21/05/2012 06:53:19

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

HU-Semana-Consumidor-300x250
Drogasil-Loreal-300x250w-min

EUA: Filadélfia Fed cai para -5,8 pontos em maio

O índice que mede a atividade de negócios na região da Filadélfia registrou em maio queda brusca, para -5,8 pontos, informou nesta quinta-feira o federal Reserve. Leituras negativas apontam para desaceleração da atividade de negócios no local.
O resultado veio muito abaixo do esperado, de alta para 10 pontos.
Em abril, o indicador havia ficado em  foi de 8,5 pontos.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
17/05/2012 11:04:14

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Polishop - 300x250-trio-de-panelas-goumet-plus-flavorstone-1-tampa-12jul
Drogasil-repelentes-300x250-mind

Governo da França anuncia que vai cortar 30% dos salários dos novos ministros

(Ag. Brasil) –  O novo primeiro-ministro da França, Jean-Marc Ayrault, disse que vai cortar em 30% o salário dos 34 ministros. A decisão foi tomada como parte do plano de austeridade fiscal já em curso em outros países europeus,que visa a reduzir os gastos públicos e a retomar o crescimento da economia.

Segundo Ayrault, a proposta será encaminhada ao Conselho de Ministros, na primeira reunião no Palácio do Eliseu (cujo nome em francês é Champs-Élysée), com o presidente da França, François Hollande. O corte de salários foi tema de campanha de Hollande.
A nova equipe ministerial do governo da França é composta por 17 homens e 17 mulheres. Na lista estão o ex-primeiro-ministro Laurent Fabius, que ocupará a pasta das Relações Exteriores, e o ex-ministro para Assuntos Europeus Pierre Moscovici, que será o titular do Ministério da Economia.
Paralelamente, Hollande se prepara para participar das primeiras cúpulas internacionais como presidente eleito. Ele viaja para os Estados Unidos, onde participa das reuniões do G8 (grupo integrado pelos Estados Unidos, pelo Japão, a Alemanha, o Reino Unido, a França, Itália, o Canadá e a Rússia), nos dias 18 e 19, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) – sobre a retirada das tropas do Afeganistão até o fim de 2014.
Eleito no dia 6 de maio com 51,6% dos votos, Hollande tornou-se o sétimo presidente da 5ª República e permanecerá cinco anos no cargo, podendo concorrer à reeleição. Ele é o primeiro socialista a chegar à Presidência, depois de 17 anos da direita no poder.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
17/05/2012 07:50:34

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Polishop - 300x250-trio-de-panelas-goumet-plus-flavorstone-1-tampa-12jul
Empório.com-Clube-Desbravadores-300x250

Na Grécia, governo temporário comandado por magistrado assume

(Ag. Brasil) – Um governo temporário, formado por 16 ministros, em sua maioria funcionários públicos de alto escalão e professores universitários, assumiu hoje (17) o poder na Grécia. A principal tarefa do grupo é preparar as eleições legislativas de 17 de junho. Sondagens indicam que a esquerda radical deve vencer o novo pleito.

O governo temporário foi nomeado depois que o presidente grego, Carolos Papoulias, tentou, sem sucesso negociar com os líderes partidários em busca de acordo para fechar um governo de coalizão. Foram várias tentativas fracassadas.
O magistrado Panaiotis Pikramenos, de 67 anos, é o novo primeiro-ministro do governo temporário. Desde 2010, ele preside o Conselho de Estado, a Suprema Corte da Grécia. A nomeação de Pikramenos foi decidida ontem (16), em uma reunião entre Papulias e os líderes dos partidos políticos.
O único partido que se recusou a participar do encontro foi o de extrema-direita Amanhecer Dourado, que representa os neonazistas. Paralelamente, o governo provisório tenta ganhar tempo para evitar mais conflitos em torno das discussões sobre as medidas de austeridade acordadas com o Fundo Monetária Internacional (FMI) e a União Europeia.
A incerteza continua a alimentar a tensão nos mercados. Na Grécia, a população corre aos bancos e os saques nas contas bancárias já totalizam, em média, 800 milhões de euros por dia desde o começo desta semana.
As bolsas europeias permanecem no vermelho. Ontem, todas as bolsas europeias fecharam em queda e a mais atingida foi a de Madri. Hoje, na Europa, as bolsas abriram hesitantes. Londres abriu em queda de -0,19%, Paris com leve alta de + 0,19%.
Nos mercados, os rumores de uma saída da Grécia da zona do euro estão cada vez mais fortes mas, oficialmente, a Comissão Europeia rejeita a ideia, considerada muito complexa e cara.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
17/05/2012 07:14:16

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Mobly-300x250
Drogasil-repelentes-300x250-mind

EUA: Produção Industrial sobe acima do esperado em abril

A produção industrial norte-americana registrou alta de 1,1% em abril, a maior alta desde dezembro de 2010, informou nesta quarta-feira o federal reserve.
O resultado veio bem acima do esperado, de +0,5%, e foi puxado pelo setor de mineração e automobilístico.
A produção de março foi revisada para queda de 0,6%, contra estabilidade prevista anteriormente.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
16/05/2012 10:25:13

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Polishop - 300x250-trio-de-panelas-goumet-plus-flavorstone-1-tampa-12jul
OQVestir - 300x250-lastcall_summersale