Ibovespa perda 0,74% aos 56.310 pontos

A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou a segunda-feira em queda, acompanhando a desvalorização de índices das principais economias do planeta. Nesta sessão, investidores receberam a noticia de que depois da Grécia e da Irlanda, desta vez foi a vez da Hungria recorrer ao FMI e a Comissão europeia para pedir “assistência financeira”.
 
O anúncio contribuiu para a queda dos mercados, que também operam de olho no único indicador da economia norte-americana. A Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos Estados Unidos informou hoje que as vendas de casas existentes no país aumentaram em 1,4% para uma taxa com ajuste anual de 4,97 milhões, ante 4,9 milhões de setembro. Para o indicador, o mercado estimava resultado de 4,8 milhões de unidade.

Com isso, o Ibovespa caiu 0,74% aos 56.310 pontos e volume de negócios de R$ 11,34 bilhões. Confira o gráfico:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
21/11/2011 18:16:08

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

CVC - Promo Verão - Finance One
LATAM - Destinos Nacionais - Finance One

Bovespa acompanha mercados externos e opera em baixa de 1,70%

A Bolsa de Valores de São Paulo opera em queda nesta segunda-feira, acompanhando a desvalorização de índices da economia norte-americana, que por sua vez acompanham com reservas a situação da divida da crise da Europa.
Nesta sessão, investidores receberam a noticia de que depois da Grécia e da Irlanda, desta vez foi a vez da Hungria recorrer ao FMI e a Comissão europeia para pedir “assistência financeira”.
O anúncio contribuiu para a queda dos mercados, que também operam de olho no único indicador da economia norte-americana. A Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos Estados Unidos informou hoje que as vendas de casas existentes no país aumentaram em 1,4% para uma taxa com ajuste anual de 4,97 milhões, ante 4,9 milhões de setembro. Para o indicador, o mercado estimava resultado de 4,8 milhões de unidade.
Desta forma, a Bovespa recua 1,70% neste momento, aos 55765 pontos. Veja gráfico abaixo:


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
21/11/2011 13:31:08

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

MercadoPago-01-300x250_cheio-Finance-One
CVC - Hoteis - Finance One

Europa segue no foco e bolsas acumulam perdas

A semana que sucedeu as renúncias dos primeiros-ministros da Itália e da Grécia foi marcada pela posse dos novos líderes para os países do centro da crise europeia. No entanto, a escolhas de Mario Monti e Lucas Papademos não conseguiram dar tranquilidade aos mercados.

Em meio a tantas incertezas e especulações, chegou-se a cogitar a redução da zona do euro e até mesmo o fim do bloco monetário. O líder italiano, Monti, destacou que o fim da moeda comum poderia levar o continente de volta para os anos 50.

Enquanto fica de olho nos rumos dos acontecimentos europeus, os Estados Unidos lutam também para alavancar a economia local e evitar que o país também entre em uma onda recessiva e piore ainda mais os indicadores econômicos.

Por aqui, apesar da desvalorização do Ibovespa, o destaque positivo ficou para o upgrade da dívida soberana do Brasil, de BBB- para BBB. A nova avaliação foi agência de classificação de risco S&P.

Mercado Externo

Nos EUA, os primeiros indicadores foram divulgados apenas na terça-feira, dia de feriado no Brasil. Com isso, o índice que mede a atividade manufatureira na região de Nova York apresentou melhora na pesquisa de novembro, indo para 0,6 pontos, depois de registrar -8,5 pontos em outubro. Os dados foram divulgados a pouco pelo escritório regional do Federal Reserve.
 
Já o índice de preços ao produtor apresentou em outubro uma queda de 0,3%, ficando próximo da projeção de 0,2% do mercado. Foi a maior retração registrada em 20 meses. Os dados são do Departamento de Trabalho do país. O núcleo do indicador, que exclui os gastos com energia e alimentos, ficou estável no período.
 
Ainda na terça, o varejo americano em outubro apresentou um crescimento nas vendas de 0,5%, com os consumidores mantendo o ritmo acelerado de consumo. Os dados são do Departamento de Comércio do país. O mercado estimava alta de 0,2%.
 
Os estoques de negócios no mês de setembro ficaram estáveis em relação aos dados de setembro. O mercado estimava um leve aumento de 0,2%. Os dados foram divulgados a pouco pelo Departamento de Comércio do país.
 
Na quarta, dia mais movimentado da semana, o destaque ficou para  inflação ao consumidor norte-americano, que recuou 0,1% em outubro, puxada pela queda dos preços da gasolina, informou o Departamento de Trabalho do país. Já o Núcleo do indicador, que exclui do cálculo os preços de energia e dos alimentos, avançou 0,1%, dentro do esperado pelo mercado.
 
Os investidores estrangeiros realizaram em setembro compras líquidas de US$ 84,5 bilhões em notas do tesouro e títulos americanos em setembro. Os dados foram divulgados pela Secretaria do Tesouro.

Já a produção industrial registrou em outubro alta de 0,7%, informou nesta quarta-feira o Federal Reserve. O resultado veio acima do esperado, de 0,4%. Em setembro, o indicador teve o resultado revisado para -0,1%, contra projeção anterior de alta de 0,2%. 
 
A confiança do setor imobiliário apresentou em novembro um avanço em relação a outubro, ao registrar 20 pontos no período, informou a Associação Nacional dos Construtores de Imóveis. Os dados do mês anterior foram revisados para baixo e ficaram em 17 pontos.  O indicador atingiu o nível mais alto desde abril de 2010.
 
Na quinta-feira, o novos pedidos de auxílio-desemprego recuaram na semana passada em 5 mil, para total de 388 mil, informou o Departamento de Trabalho do país. O resultado veio pior do que o esperado, de alta para 395  mil solicitações. Os pedidos do período anterior foram revisados de 390 mil para 393 mil. Já a média das últimas 4 semanas recuou em 4 mil, para um nível de mais de 396 mil, o mais baixo desde abril.
 
Já as novas construções de casas nos Estados Unidos mostraram uma retração em outubro após o forte avanço de setembro. De acordo com os dados divulgados pelo Departamento de Comércio, o indicador de casas iniciadas avançou 0,3% para um total de 628 mil unidades. O mercado estimava 605 mil.

Para encerrar o dia,  Fed de Filadélfia informou que o índice da manufatura recuou para 3,6 pontos em novembro, após registrar 8,7 pontos em outubro. O resultado abaixo do que o esperado pelo mercado, de 9 pontos.

Finalmente, na sexta-feira, a Conference Board informou nesta sexta-feira que o risco de uma recessão da economia americana diminuiu consideravelmente em outubro. A constatação é devido a divulgação do índice dos indicadores antecedentes, que avançou 0,9% no mês do levantamento, contra expectativa de 0,5%.
Dentro deste cenário, o Dow Jones encerrou a semana acumulando queda de 2,9% aos 11.796 pontos, enquanto o S&P 500 caiu 3,8% em cinco dias e ficou com 1.215,69 pontos. Confira os gráficos:


Mercado Interno

A projeção de analistas do mercado financeiro para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 2012, caiu pela quarta semana consecutiva. A estimativa para o índice, desta vez, passou de 5,57% para 5,56%. Para 2011, a projeção também foi levemente reduzida, de 6,5% para 6,48%. Essas informações estão no boletim Focus, publicação semanal do Banco Central (BC), elaborada com base em estimativas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.


De acordo com a avaliação dos analistas, a taxa básica deve encerrar 2011 em 11% ao ano. Atualmente a Selic está em 11,5% ao ano. Portanto, os analistas esperam por uma redução de 0,5 ponto percentual, na última reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, marcada para os dias 29 e 30 deste mês. Com a menor expectativa de inflação, a projeção para a Selic ao final de 2012 foi reduzida de 10,5% para 10% ao ano.

Já o IPC-S de 15 de novembro de 2011 apresentou variação de 0,38%, taxa 0,04 ponto percentual (p.p.) acima da registrada na última apuração.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revisou, para cima, a taxa de queda do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2009. A soma de todos os bens e serviços produzidos no país caiu 0,3% naquele ano, em vez da redução de 0,6% divulgada anteriormente. Com a correção, o PIB brasileiro de 2009 chegou a R$ 3,24 trilhões.

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) variou 0,44%, em novembro. A taxa apurada em outubro foi de 0,64%. Em 12 meses, o IGP-10 variou 6,48%. A taxa acumulada no ano é de 5,14%. O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.
 
O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) variou 0,48%, em novembro. Em outubro, a variação foi de 0,81%. Os Bens Finais registraram taxa de variação de 0,46%, em novembro, ante -0,23%, em outubro. Contribuiu para esta aceleração o subgrupo alimentos in natura, que teve sua taxa elevada de -2,16% para 2,19%. O índice relativo a Bens Finais (ex), calculado sem os subgrupos alimentos in natura e combustíveis, registrou variação de 0,29%. No mês anterior, a taxa foi de -0,04%.
 
O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), na cidade de São Paulo, apresentou a quinta alta seguida, ao atingir 0,59% na segunda prévia do mês, um aumento de 0,06 ponto percentual sobre o resultado anterior (0,53%).
Com este contexto incerto, o principal índice da bolsa paulista, o Ibovespa, encerrou a semana acumulando perdas de 3,1% aos 56.731 pontos. Confira o gráfico, as maiores altas, baixas e as ações mais negociadas da semana:

Maiores Altas

Ativo

Código

Último

Variação
MARFRIG

MRFG3

7,85

6,80%
JBS

JBSS3

5,41

5,25%
BMFBOVESPA

BVMF3

10,58

3,39%
LIGHT S/A

LIGT3

27,30

3,14%
KLABIN S/A

KLBN4

6,83

2,86%

Maiores Baixas

Ativo

Código

Último

Variação
GAFISA

GFSA3

5,18

-17,52%
TELEMAR N L

TMAR5

46,80

-15,22%
SANTANDER BR

SANB11

13,16

-11,50%
ROSSI RESID

RSID3

9,33

-11,48%
BROOKFIELD

BISA3

5,63

-10,63%
Mais Negociadas

Ativo

Código

Último

Volume

Segmento
VALE

VALE5

R$ 41,25

2.324.367.616,00

Minerais Metálicos
PETROBRAS

PETR4

R$ 21,75

1.221.128.768,00

Exploração e/ou Refino
ITAUUNIBANCO

ITUB4

R$ 30,45

724.097.216,00

Bancos
BRASIL

BBAS3

R$ 24,26

528.817.584,00

Bancos
OGX PETROLEO

OGXP3

R$ 13,90

520.346.560,00

Exploração e/ou Refino


 

Mercado Cambial

No mercado de câmbio, com uma semana mais curta e um cenário de muita incerteza e pessimismo, a moeda americana sentiu os efeitos e fechou com alta. A preocupação dos investidores com a situação da Europa ampliou a procura por dólares e elevou a moeda em 2,1% em quatro sessões. Com isso, a moeda encerrou a semana negociada a R$ 1,7810. Confira o gráfico:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
18/11/2011 19:02:32

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

CVC - Promo Verão - Finance One
LATAM - Destinos Nacionais - Finance One

Bovespa opera em alta em dia de possível recuperação global

A Bolsa de valores de São Paulo opera em alta nesta sexta-feira, dia de agenda fraca e recuperação dos mercados acionários globais, que apesar de ainda estarem cautelosos se mostram mais otimistas em relação à situação da Europa.
Nesta sessão, destaque para o Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10), que variou 0,44%, em novembro. A taxa apurada em outubro foi de 0,64%. Em 12 meses, o IGP-10 variou 6,48%. A taxa acumulada no ano é de 5,14%. O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.
Nos EUA, investidores conhecerão o resultado dos indicadores antecedes, referentes a outubro passado.
Desta forma, a Bovespa avança 0,33%, aos 57176 pontos. Veja gráfico abaixo:


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
18/11/2011 12:11:42

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

MercadoPago-01-300x250_cheio-Finance-One
CVC - Hoteis - Finance One

Ibovespa encerra em alta em dia de agenda cheia

Em uma sessão marcada pelo ajuste da bolsa ao feriado de ontem no Brasil e as atenções voltadas para a Europa, o principal índice acionário Ibovespa, encerrou a jornada desta quarta-feira com leve alta.

destaque para os índices da economia norte-americana. Entre eles, o Índice de Preços ao Consumidor, que recuou 0,1% em outubro, puxado pela queda dos preços da gasolina. As informações são do Departamento de Trabalho do país. Em contrapartida, o núcleo do indicador, que exclui os preços de energia e dos alimentos, avançou 0,1%.
 
O Fluxo de Capital Estrangeiro, medido pela Secretaria do Tesouro dos EUA, atingiu US$ 68,6 bilhões em setembro. Os investidores estrangeiros realizaram compras líquidas de US$ 84,5 bilhões em notas do tesouro e títulos americanos.
 
Já o índice de Produção Industrial também avançou em outubro. O indicador subiu 0,7%, segundo o Federal Reserve dos EUA, acima do esperado de 0,4%.
 
No Brasil, as Sondagens da América Latina recuou de 5,6 para 4,4 pontos entre julho e outubro de 2011. Reflexo das incertezas do cenário econômico mundial, o índice ficou abaixo da média histórica, sinalizando a entrada da região na fase de declínio do ciclo econômico, após permanecer na fase de boom entre julho de 2010 e julho de 2011.
 
Enquanto isso, o IPC-S apresentou variação de 0,38%, 0,4% acima do registrado na última apuração. Quatro das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. O principal destaque foi o grupo Alimentação, cuja taxa de variação passou de 0,34% para 0,42%.  

Com isso, o Ibovespa encerrou com alta de 0,52% aos 58.560 pontos e volume de negócios de R$ 6,11 bilhões. Confira o gráfico, mas maiores altas, baixas e as ações mais negociadas do dia:


Maiores Altas

Ativo

Código

Último

Variação
JBS

JBSS3

5,75

6,48%
KLABIN S/A

KLBN4

6,87

5,37%
ELETROBRAS

ELET6

24,63

3,14%
LIGHT S/A

LIGT3

27,70

2,97%
SOUZA CRUZ

CRUZ3

22,20

2,92%

Maiores Baixas

Ativo

Código

Último

Variação
GAFISA

GFSA3

5,60

-8,50%
TELEMAR N L

TMAR5

50,15

-7,13%
B2W VAREJO

BTOW3

10,88

-4,98%
MARFRIG

MRFG3

7,60

-3,18%
SANTANDER BR

SANB11

14,25

-3,06%

Mais Negociadas

Ativo

Código

Último

Volume

Segmento
VALE

VALE5

R$ 42,28

836.730.718,00

Minerais Metálicos
PETROBRAS

PETR4

R$ 22,11

455.535.883,00

Exploração e/ou Refino
ITAUUNIBANCO

ITUB4

R$ 32,13

250.925.832,00

Bancos
OGX PETROLEO

OGXP3

R$ 14,04

218.556.607,00

Exploração e/ou Refino
GAFISA

GFSA3

R$ 5,60

167.577.092,00

Construção Civil

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
16/11/2011 18:16:06

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

MercadoPago-01-300x250_cheio-Finance-One
CVC - Hoteis - Finance One

Bovespa avança mais de 1% em dia de agenda fraca e otimismo generalizado dos mercados

Em dia de agenda fraca, a Bolsa de Valores de Sã Paulo opera em alta acentuada na manhã desta sexta-feira acompanhando o movimento de valorização global.
No pregão de hoje, os mercados reagem positivamente à aprovação do pacote de austeridade pelo senado da Itália, o que acelera o processo de renúncia do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Dos 169 senadores presentes, 156 votaram a favor, 12 contra e houve apenas uma abstenção. As propostas seguem agora para a Câmara. A previsão é que amanhã (12) os deputados votem o plano.
No começo desta semana, Berlusconi disse que aguardava apenas a votação no Parlamento para deixar o cargo. Desgastado, o primeiro-ministro perdeu a maioria no Parlamento e teve dificuldades de levar adiante o pacote do governo.
No Brasil, destaque para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) de outubro, que registrou 0,43%, e para o Índice Nacional da Construção Civil (INCC) do mesmo mês, que apresentou variação de 0,38%.
Além disso, o emprego industrial mostrou variação negativa de -0,4% frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, após avançar 0,5% em agosto. Com esses resultados, o índice de média móvel trimestral de setembro repetiu o patamar do mês anterior e permaneceu com o quadro de estabilidade verificado desde o final do ano passado.
Por último, o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) do mês de setembro apresentou variação de 0,55%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 4,30%, no ano e, 7,45%, nos últimos 12 meses.
Ainda hoje, investidores conhecerão o resultado da confiança do consumidor norte-americano, a ser anunciada às 12h55 de Brasília.
Neste momento, a Bovespa avança 1,37%, aos 58105 pontos. Veja gráfico abaixo:


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
11/11/2011 11:49:11

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

CVC - Caribe - Finance One
LATAM - Destinos Nacionais - Finance One

Bovespa reduz ganhos; Dow Jones avança 0,74%

Em dia de agenda cheia, que trouxe a divulgação de importantes dados da economia global, a Bolsa de Valores de São Paulo opera em leve alta na tarde desta quinta-feira, acompanhando a valorização de Wall Street.
Neste momento, a Bovespa avança 0,19%, aos 57662 pontos, ao passo que o Dow Jones tem +0,74%, aos 11867 pontos.
Veja gráficos abaixo:



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
10/11/2011 15:45:21

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

CVC - Caribe - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Bovespa opera no vermelho em dia de pessimismo global generalizado

Em dia de agenda fraca e pessimismo instalado global, a Bolsa de Valores de São Paulo opera em baixa na manhã desta quarta-feira, de olho na situação política e econômica da Grécia e da Itália.
No pregão de hoje, destaque para alguns dados da economia doméstica. Entre eles, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas recuou 3,3% na comparação entre a média do trimestre findo em outubro de 2011 com o mesmo período do ano passado. Em setembro, a queda havia sido de 1,5% na mesma base de comparação. O resultado confirma a tendência de desaceleração do setor ao longo dos últimos meses.
Já a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) na primeira prévia de novembro. Brasília é a única cidade em que a inflação ficou estável (0,61%).
Ainda hoje, investidores conhecerão os estoques de petróleo dos EUA.
Neste momento, a Bovespa recua 2%, aos 57844 pontos. Veja gráfico abaixo:


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
09/11/2011 11:56:22

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

CVC - Caribe - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Bovespa opera em alta em dia de agenda fraca e instabilidade global

Em dia de instabilidade e olho na situação da Grécia e da Itália, a Bolsa de Valores de São Paulo opera em alta na manhã desta segunda-feira, dia de agenda fraca e queda nos mercados internacionais.
No pregão de hoje, investidores acompanham os desdobramentos políticos nos países europeus, que tentam encontrar uma solução para a crise que afeta os primeiros ministros Silvio Berlusconi e Georges Papandreou, da Itália e da Grécia, respectivamente.
No Brasil, destaque para o Índice de Confiança de Serviços, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), que caiu pelo terceiro mês consecutivo em outubro 0,4%, ao passar de 130,3 pontos em setembro para 129,7 pontos. Em relação a outubro do ano passado, a queda foi de 1,9%.
Além disso, na primeira semana de novembro, a balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 543 milhões, em um período de apenas três dias úteis. No começo do mês, as exportações ficaram em US$ 3,18 bilhões e as importações em US$ 3,72 bilhões. Os dados foram divulgados a pouco pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Desta forma, a Bovespa avança 0,26%, aos 58820 pontos. Veja gráfico abaixo:


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
07/11/2011 11:38:54

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

MercadoPago-01-300x250_cheio-Finance-One
LATAM - Destinos Nacionais - Finance One

Bovespa volta do feriado em alta de olho na Grécia e na agenda do dia

A Bolsa de Valores de São Paulo opera em alta acentuada nesta quinta-feira, dia de agenda cheia e valorização global, puxada pela retomada do otimismo em relação à situação da Grécia.
O dia que antecedeu a abertura da reunião da cúpula do G-20 foi marcado por reuniões de líderes europeus sobre a situação da Grécia. Os países da UE decidiram dar um ultimato, impondo três condições para a manutenção do programa de resgate: obtenção de um voto de confiança do Parlamento de Atenas, realização da consulta popular no menor prazo possível e a adoção de uma questão direta sobre se a população quer ou não seguir na zona do euro.
O ultimato foi definido durante uma reunião realizada ontem em Cannes.  Participaram do encontro a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, e os presidentes do Conselho Europeu e da Comissão Europeia, Herman Van Rompuy e José Manuel Durão Barroso, além de Papandreou.
A imposição pressionou o primeiro ministro grego, que hoje chegou a cogitar deixar o cargo e suspender o referendum. As informações não foram confirmadas por ele, que prometeu dar uma declaração até a noite desta quinta-feira esclarecendo algumas questões.
Na agenda do dia, destaque para os novos pedidos de auxílio-desemprego, que recuaram na semana passada em 9 mil, para total de 397 mil. As informações são do Departamento de Trabalho do país.
Além disso, a produtividade das empresas americanas no terceiro trimestre do ano avançou 3,1%, com os trabalhadores produzindo mais bens e serviços em menos horas de trabalho. Os dados foram divulgados na manhã de hoje pelo Departamento de Trabalho do país. O mercado trabalhava com um avanço de 2,5%. O levantamento mostra que a produção aumentou 3,8% no período, com as horas trabalhadas subindo apenas 0,6%. Com isso, o custo unitário do trabalho caiu 2,4%, a maior queda em seis trimestres.
Destaque ainda para o setor de Serviços, que apresentou queda em outubro, de acordo com o índice do Insituto of Suply Management. O índice recuou para 52,9 pontos no período, e veio abaixo do esperado, de alta para 53,5 pontos.
Já os pedidos às fábricas norte-americanas avançaram 0,3% em setembro, e atingiram assim total de US$ 453,5 bilhões, informou nesta quinta-feira o Departamento de Comércio do país. O resultado veio acima do esperado, de queda de 0,2%.
No Brasil, o IPC-S de 31 de outubro de 2011 registrou variação de 0,26%, 0,05 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa divulgada na última apuração. Das sete capitais pesquisadas, três registraram decréscimo em suas taxas de variação.
Desta forma, a Bovespa avança neste momento 1,24%, aos 58034 pontos. Veja gráfico abaixo:


Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/11/2011 12:33:50

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

MercadoPago-01-300x250_cheio-Finance-One
LATAM - Destinos Nacionais - Finance One