Câmbio – Cena política local e internacional definem rumos do dólar na semana


São Paulo, 05/12 (Enfoque) –

O dólar comercial chegou ao final da semana que abriu dezembro acumulando ganhos de 1,7%, negociado ao final do período a R$ 3,4680. O resultado foi consequência de uma semana marcada pela queda dos preços das commodities no cenário externo e pela menor atuação do Banco Central no mercado de câmbio.

A semana que tem início neste dia 5 tem como destaque principal a divulgação do IPCA de novembro. Além disso, fatores políticos internos devem manter a pressão nos negócios. No cenário externo, destaque para a vitória do NÃO no referendo constitucional da Itália, que levou à renúncia do primeiro-ministro. Com isso, cresce a possibilidade de um partido que prega a saída do país de sair da zona do euro vencer a próxima eleição parlamentar.

Mercado Externo

Na primeira semana cheia de dezembro, a agenda econômica americana é de pouco movimento, com destaque para a balança comercial e também o de produtividade e custo do trabalho. Os analistas começam a se preparar para a reunião do Fomc, marcada para os dias 13 e 14 de dezembro.

Mercado Interno

A divulgação dos números do IPCA de novembro é o principal destaque da agenda no cenário interno. Além disso, o mercado está na expectativa das reações do mercado aos posicionamentos do Congresso mediante a possibilidade de uma nova crise política no governo de Michel Temer, o que poderia levar a mais dificuldades para aprovação do ajuste fiscal.

Swap

O Banco Central vai realizar nesta segunda-feira uma sessão de leilão de swap cambial reverso para fins de rolagem dos contratos de janeiro de 2017. A operação, que vai durar 10 minutos, está marcara para às 11h30. Serão oferecidos ao todo 15 mil novos contratos, com opções de vencimento em março e junho.  

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (1) posição consolidada de US$ 372.500 milhões, sendo que quarta-feira (30) a posição era de US$ 372.761 milhões. A variação foi negativa em US$ 261 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 05/12/2016 07:57:58

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

Focus: Mercado vê IPCA em 6,72% e PIB em -3,49 no final de 2016


São Paulo, 28/11 (Enfoque) –

O Banco Central divulgou mais uma edição do Relatório Focus nesta segunda-feira. O documento reduziu a projeção do IPCA no ano de 2016 de 6,80% para 6,72%, enquanto a projeção para o final de 2017 permaneceu em 4,93%.

As apostas do BC para a cotação do dólar apresentaram uma nova elevação, indo de R$ 3,30 para R$ 3,35, em meio a um novo cenário de incertezas.  Para o próximo ano, o valor manteve-se em R$ 3,40. No caso da Selic, a expectativa de 2016 a aposta foi mantida 13,75%; enquanto a de 2017 ficou em 10,75%.

O mercado piorou novamente a aposta do PIB indo de -3,40% para -3,49%. Para o ano que vem, a projeção ficou caiu de 1,00% para 0,98%.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 28/11/2016 08:30:43

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Pauta do Dia: Desconfiança com Opep faz petróleo cair e puxa bolsas para baixo


São Paulo, 28/11 (Enfoque) –

Ásia

As bolsas de valores da Ásia encerram a sexta-feira com resultados opostos, em meio a um cenário de incertezas com a recuperação do valor do dólar e também com a queda do meio do petróleo, que poderia passar por um corte no volume de produção. No entanto, não há grandes esperanças de a Opep mudar o volume de produção da commodity.

Europa

Os mercados acionários da Europa operam no vermelho. O sinal é de alerta para os investidores em meio às incertas quanto a próxima reunião da Opep que poderia decidir ou não por um corte na produção do petróleo. Com o pessimismo sobre o assunto, o preço do barril cai no mercado internacional e contamina os mercados.

EUA

Os índices futuros das bolsas americanas indicam que a segunda-feira deverá começar com perdas para os mercados de ações. Após o feriado que fez com que a semana fosse mais tranquila, o período que começa hoje deve ser bastante movimentando. Para começar, na terça-feira será divulgado os dados do PIB americano do terceiro trimestre, enquanto na quarta-feira será publicado o Livro Bege. Além disso, será conhecido também durante os próximos dias dados do mercado de trabalho americano do mês de novembro.

Brasil

Por aqui, o destaque, além do calendário econômico americano, deve ficar para a votação da PEC do Teto no Senado. A previsão é que o texto seja submetido ao plenário na terça-feira. Destaque também para a reunião do Copom, que vai decidir na quarta-feira se vai ou não realizar uma nova redução da taxa de juros.  

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 28/11/2016 08:27:42

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Chamada de Pré Abertura – Índice Futuro BMF: +0,3% +190 pontos aos 62.670 pontos


São Paulo, 24/11 (Enfoque) –

Var.%: 0,3
Var. Ptos: 190
Valor: 62.670

Nossa previsão acima foi baseada na oscilação do Mini S&P futuro com critérios de análise técnica:

– Variação do Mini S&P Futuro desde o fechamento da sessão anterior:

Var.%: 0,1
Var. Ptos:
1,75
Valor: 2.201,00

Veja como se comportou o Mini S&P desde o fechamento da sessão anterior no gráfico intraday de 15 minutos:

 

Veja como se comportou o Mini S&P desde o fechamento da sessão anterior no gráfico diário:

 

 

Analista de Valores Mobiliários responsável:

Fausto de Arruda Botelho CFTe; CNPI

Em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 388, eu Fausto de Arruda Botelho, analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório declaro que:

1.       As análises e recomendações refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à (Enfoque).

2.       Não mantenho vínculo com qualquer pessoa natural que atue no âmbito das companhias cujos valores mobiliiários foram alvo de análise neste Relatório.

3.       A Enfoque não administra fundos, carteiras e clubes de investimentos

4.       A Enfoque não possui participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise neste relatório.

5.       A Enfoque não está envolvida  na aquisição , alienação ou intermediação de valores mobiliários das objeto de análise neste relatório.

6.       Não sou titular, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto da análise neste Relatório, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de meu patrimônio pessoal, e não estou envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado.

7.       Nem eu nem a Enfoque recebemos remuneração por serviços prestados e não temos relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo da análise neste relatório, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta(s) companhia(s).

8.       Minha remuneração não está, atrelada à precificação de quaisquer dos valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto de análise neste Relatório, nem às eventuais receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Enfoque com esta(s) companhia(s).

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 24/11/2016 08:33:55

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Chamada de Pré Abertura – Índice Futuro BMF: -0,2% -125 pontos aos 62.520 pontos


São Paulo, 23/11 (Enfoque) –

Var.%: -0,2
Var. Ptos: -130
Valor: 62.520

Nossa previsão acima foi baseada na oscilação do Mini S&P futuro com critérios de análise técnica:

– Variação do Mini S&P Futuro desde o fechamento da sessão anterior:

Var.%: -0,0
Var. Ptos:
-0,5
Valor: 2.198,25

Veja como se comportou o Mini S&P desde o fechamento da sessão anterior no gráfico intraday de 15 minutos:

 

Veja como se comportou o Mini S&P desde o fechamento da sessão anterior no gráfico diário:

 

 

Analista de Valores Mobiliários responsável:

Fausto de Arruda Botelho CFTe; CNPI

Em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 388, eu Fausto de Arruda Botelho, analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório declaro que:

1.       As análises e recomendações refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à (Enfoque).

2.       Não mantenho vínculo com qualquer pessoa natural que atue no âmbito das companhias cujos valores mobiliiários foram alvo de análise neste Relatório.

3.       A Enfoque não administra fundos, carteiras e clubes de investimentos

4.       A Enfoque não possui participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise neste relatório.

5.       A Enfoque não está envolvida  na aquisição , alienação ou intermediação de valores mobiliários das objeto de análise neste relatório.

6.       Não sou titular, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto da análise neste Relatório, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de meu patrimônio pessoal, e não estou envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado.

7.       Nem eu nem a Enfoque recebemos remuneração por serviços prestados e não temos relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo da análise neste relatório, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta(s) companhia(s).

8.       Minha remuneração não está, atrelada à precificação de quaisquer dos valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto de análise neste Relatório, nem às eventuais receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Enfoque com esta(s) companhia(s).

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 23/11/2016 08:42:24

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

Pauta do Dia – Agenda cheia marca véspera de feriado nos EUA


São Paulo, 23/11 (Enfoque) –

Ásia

As bolsas de valores da Ásia encerram a quarta -feira com rumos distintos. O dia foi marcado pelos mercados reagindo à alta dos preços das commodities e também aos níveis recordes atingidos pelas bolsas de valores americanas. No entanto, o resultado não se repetiu no continente.

Europa

Os mercados acionários da Europa iniciaram a quarta-feira no azul, seguindo o bom momento do mercado de ações americano. No entanto, com o passar o tempo o mercado foi ficando indefinido, com o mercado na expectativa da ata do Fomc e também da aprovação do orçamento do Reino Unido.

EUA

Os índices futuros de Wall Street apontam um início da jornada sem definição de rumos para as bolsas americanas. A quarta-feira será um dia de agenda econômica cheia, com alguns indicadores que tradicionalmente são divulgados na quinta-feira antecipados para hoje por conta do Dia de Ação de Graças. Destaque para os pedidos de bens duráveis, de auxílio-desemprego e também a ata da reunião do Fomc.

Brasil

Com a crise envolvendo o ministro Geddel Vieira Lima perdendo força, as atenções da cena política voltam-se para as discussões sobre a aprovação da PEC do Teto. Além disso, o governo deve divulgar nos próximos dias o projeto de reforma da Previdência. Os dados econômicos do Brasil e dos EUA também merecem a atenção do investidor.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 23/11/2016 08:36:16

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

Câmbio – Véspera de Feriado dos EUA movimenta negócios na quarta-feira


São Paulo, 23/11 (Enfoque) –

O dólar comercial fechou a terça-feira com leve valorização de 0,2% a R$ 3,3580, sendo que no decorrer do dia a divisa chegou a cair 0,7% em meio a um cenário positivo para o mercado de ações. O dia foi marcado por uma agenda econômica fraca.

A véspera do dia de Ação de Graças nos Estados Unidos traz uma agenda bastante cheia, sendo praticamente o último dia útil do período, com destaque para a ata da reunião do Fomc e também os pedidos de bens duráveis.

Mercado Externo

A quarta-feira será um dia de agenda econômica cheia, com alguns indicadores que tradicionalmente são divulgados na quinta-feira antecipados para hoje por conta do Dia de Ação de Graças. Destaque para os pedidos de bens duráveis, de auxílio-desemprego e também a ata da reunião do Fomc.

Mercado Interno

Com a crise envolvendo o ministro Geddel Vieira Lima perdendo força, as atenções da cena política voltam-se para as discussões sobre a aprovação da PEC do Teto. Além disso, o governo deve divulgar nos próximos dias o projeto de reforma da Previdência. Os dados econômicos do Brasil e dos EUA também merecem a atenção do investidor.

Swap

O Banco Central não agendou nenhuma operação de swap cambial reverso para a quarta-feira, seja para rolagem, seja para novas operações.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na segunda-feira (21) posição consolidada de US$ 372.983 milhões, sendo que sexta-feira (18) a posição era de US$ 372.735 milhões. A variação foi positiva em US$ 237 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 23/11/2016 08:26:32

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One

Chamada de Pré Abertura – Índice Futuro BMF: +0,5% +310 pontos aos 61.970 pontos


São Paulo, 22/11 (Enfoque) –

Var.%: 0,5
Var. Ptos: 310
Valor: 61.970

Nossa previsão acima foi baseada na oscilação do Mini S&P futuro com critérios de análise técnica:

– Variação do Mini S&P Futuro desde o fechamento da sessão anterior:

Var.%: 0,3
Var. Ptos:
6,25
Valor: 2.199,50

Veja como se comportou o Mini S&P desde o fechamento da sessão anterior no gráfico intraday de 15 minutos:

 

Veja como se comportou o Mini S&P desde o fechamento da sessão anterior no gráfico diário:

 

 

Analista de Valores Mobiliários responsável:

Fausto de Arruda Botelho CFTe; CNPI

Em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 388, eu Fausto de Arruda Botelho, analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório declaro que:

1.       As análises e recomendações refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à (Enfoque).

2.       Não mantenho vínculo com qualquer pessoa natural que atue no âmbito das companhias cujos valores mobiliiários foram alvo de análise neste Relatório.

3.       A Enfoque não administra fundos, carteiras e clubes de investimentos

4.       A Enfoque não possui participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise neste relatório.

5.       A Enfoque não está envolvida  na aquisição , alienação ou intermediação de valores mobiliários das objeto de análise neste relatório.

6.       Não sou titular, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto da análise neste Relatório, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de meu patrimônio pessoal, e não estou envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado.

7.       Nem eu nem a Enfoque recebemos remuneração por serviços prestados e não temos relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo da análise neste relatório, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta(s) companhia(s).

8.       Minha remuneração não está, atrelada à precificação de quaisquer dos valores mobiliários de emissão da(s) companhia(s) objeto de análise neste Relatório, nem às eventuais receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Enfoque com esta(s) companhia(s).

 

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 22/11/2016 08:46:11

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Câmbio – Expectativa de ata do Fomc segue determinando ritmo dos negócios


São Paulo, 22/11 (Enfoque) –

O dólar comercial fechou a jornada de segunda-feira com desvalorização de 0,85%, negociado a R$ 3,3540 no final do dia. O resultado foi consequência de um dia favorável no mercado de ações com notícias que impulsionaram os papéis da Petrobras e do Banco do Brasil.

A terça-feira é mais um dia de poucos indicadores econômicos na agenda, com o mercado na expectativa da ata da última reunião do Fomc. Além disso, o feriado do Dia de Ação de Graças deve concentrar o movimento financeiro até a quarta-feira.

Mercado Externo

A jornada desta terça-feira traz como principal destaque da agenda econômica a divulgação dos números de vendas de casas existentes nos Estados Unidos. No entanto, o mercado está atento aos dados que serão divulgados amanhã, principalmente a ata da reunião do Fomc.

Mercado Interno

Se por um lado o notícias do cenário econômico foram positivos para os negócios, com o plano de reestruturação do Banco do Brasil e a alta do preço do petróleo, a crise com o ministro Geddel Vieira Lima trouxe preocupação para os investidores. Na pauta do dia, destaque para a divulgação do PNAD trimestral.

Swap

O Banco Central realiza nesta terça-feira uma operação de swap reverso para fins de rolagem dos contratos com vencimento em dezembro de 2016. Serão oferecidos até 19.815 contratos com essa finalidade, com vencimento em fevereiro e março de 2017. A operação está marcada para 11:30 e 11:40.

Não está previsto, inicialmente, nenhuma operação de swap cambial reverso sem a rolagem.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (18) posição consolidada de US$ 372.735 milhões, sendo que quinta-feira (17) a posição era de US$ 373.481 milhões. A variação foi negativa em US$ 746 milhões. Confira o gráfico:

 

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 22/11/2016 07:52:54

Ricardo Eletro - Finance One
LATAM - Ofertas Brasil - Finance One

Vendas do Tesouro Direto somam R$ 1,9 bilhão em outubro


São Paulo, 18/11 (Enfoque) –

A venda de títulos a pessoas físicas por meio do programa Tesouro Direto somou R$ 1,885 bilhão em outubro, informou hoje (18) o Tesouro Nacional. O programa atingiu 1,24 milhão de cadastrados no mês passado, com aumento de 74,4% nos últimos 12 meses. Somente no mês passado, cadastraram-se 50.539 investidores.

O valor médio por operação em outubro foi de R$ 10.710,48. As aplicações de até R$ 5 mil corresponderam a 70,3% das operações no período, o que sinaliza a utilização do programa por pequenos investidores. O total de operações de investimentos realizadas no mês, 175.997, foi o mais alto da série histórica.

Os títulos mais procurados em outubro foram os indexados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, respondendo por 60% dos investimentos. Os títulos atrelados à Selic, taxa básica de juros da economia, equivaleram a 21,6% do total. Por fim, os títulos prefixados, cujos juros são definidos antecipadamente, representaram 18,4%.

No mês, o estoque do Tesouro Direto alcançou R$ 38,1 bilhões, um aumento de 4,1% em relação a setembro e de 66,2% sobre outubro de 2015.

O Tesouro Direto foi criado em janeiro de 2002 para popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas possam adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro, via internet, sem intermediação de agentes financeiros. O aplicador só tem de pagar uma taxa à corretora responsável pela custódia dos títulos. Mais informações podem ser obtidas no site do Tesouro Direto.

A venda de títulos é uma das formas que o governo tem de captar recursos para pagar dívidas e honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver o valor com um adicional que pode variar de acordo com a Selic, índices de inflação, câmbio ou uma taxa definida antecipadamente, no caso dos papéis prefixados.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 18/11/2016 16:59:15

Ricardo Eletro - Finance One
CVC - Hoteis - Finance One