Câmbio – Agenda fraca deve manter baixo volume de negócios


São Paulo, 20/12 (Enfoque) –

O dólar comercial encerrou a jornada de segunda-feira com queda de 0,3% negociado a R$ 3,3770, seguindo assim tendência oposta ao mercado de ações que recuou mais de 2% na véspera. A moeda americana ainda busca um ponto de equilíbrio após a decisão do Fomc de elevar os juros e demonstrar que será mais agressivo em 2017.

A agenda desta terça-feira traz poucos indicadores de destaque no cenário econômico, com maior destaque para os dados do cenário interno. Praticamente em recesso, o Congresso deve votar ainda nesta semana a prorrogação das dívidas dos estados.

Mercado Externo

Sem indicadores na agenda desta terça-feira, o mercado está em ritmo de final de ano e aguardando os últimos números importantes de 2016, como é o caso do PIB do 3º trimestre, que será divulgado na próxima quinta-feira.

Mercado Interno

A proximidade do final do ano e o recesso no judiciário e no legislativo deve diminuir a pressão nos mercados. No entanto, ainda há um temor grande em relação à delação da Odebrecht e de Eduardo Cunha. Indicadores da nossa economia devem servir de base para a próxima reunião do Copom, marcada para janeiro.

Swap

O Banco Central não programou para a terça-feira nenhuma espécie de intervenção no mercado de câmbio por meio de leilões de contratos de dólar comercial.

Reserva Cambial                 

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (16) posição consolidada de US$ 371,289 bilhões, sendo que quinta-feira (15) a posição era de US$ 371,260 bilhões. A variação foi negativa em US$ 89 milhões. Confira o gráfico:

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 20/12/2016 08:07:22

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)