Agosto começa com superávit comercial de US$ 637 milhões | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,785
Euro R$ 4,411
Bitcoin R$ 24.106,25
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,020
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Agosto começa com superávit comercial de US$ 637 milhões


São Paulo, 08/08 (Enfoque) –

Na primeira semana de agosto, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 637 milhões, resultado de exportações de US$ 3,435 bilhões e importações de US$ 2,798 bilhões. No ano, as exportações somam US$ 110,020 bilhões e as importações, US$ 81,154 bilhões, com saldo positivo de US$ 28,866 bilhões. Os dados foram divulgados hoje pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

As exportações, na semana, tiveram média diária US$ 687 milhões, desempenho 6,8% menor que a média verificada em todo o mês de agosto do ano passado (US$ 737,4 milhões). Nesta comparação, houve retração nas vendas externas de básicos (-27,4%) – principalmente por conta de petróleo em bruto, milho em grão, farelo de soja, soja em grão, café em grão, carne bovina e de frango. Por outro lado, cresceram as exportações de produtos semimanufaturados (+27,8%) – puxadas por ouro em forma semimanufaturada, açúcar em bruto, catodos de cobre, celulose, semimanufaturados de ferro e aço e couros e peles – e manufaturados (+7,7%) – devido a veículos de carga, açúcar refinado, óxidos e hidróxidos de alumínio, tubos flexíveis de ferro e aço, bombas, compressores e partes, máquinas e aparelhos para terraplanagem.

Em relação a julho de 2016, quando a média diária das exportações foi de US$ 777,6 milhões, a retração foi de 11,7%, causada pela diminuição dos embarques de produtos básicos (-24,4%)  e manufaturados (-7,8%). Entretanto, também nesta comparação há crescimento das exportações de semimanufaturados (+15,6%).

O desempenho médio diário das importações na primeira semana de agosto de 2016 foi de US$ 559,6 milhões, valor 8,1% abaixo da média registrada em de agosto do ano passado (US$ 609,3 milhões). Nesse comparativo, decresceram os gastos, principalmente, com veículos e partes (-35%), produtos farmacêuticos (-19,7%), equipamentos mecânicos (-17,2%), instrumentos de ótica e precisão (-10,8%) e produtos plásticos (-6,9%).

Já na comparação com junho deste ano, as importações mantiveram-se constantes. Destaca-se aumento nas compras de adubos e fertilizantes (+58%) e equipamentos eletroeletrônicos (+10,2%).

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 08/08/2016 16:02:15







Mais lidos

11 eventos de empreendedorismo em 2018 para você ficar ligado
Empreender é a sua meta para 2018, mas você não sabe por onde começar? E o que todo empreendedor...
Fuja desses 5 erros ao administrar suas finanças pessoais
Você sabe como administrar suas finanças pessoais? A sua resposta pode até ser sim, se você est...
Franquia home office: como lucrar trabalhando em casa
Abrir uma franquia home office é mais fácil e barato do que você imagina. E a notícia boa é: o ...
Cuidados ao contratar um seguro de celular
Ter um seguro é essencial para garantir a segurança e a comodidade caso algo dê errado ou não sa...
Investir em Portugal vale a pena? Descubra!
Vale investir em Portugal. Não é só a facilidade da língua que pode atrair investidores brasilei...
Conheça os 31 planos de saúde suspensos pela ANS
Muitas pessoas têm planos de saúde para evitar que em momentos de necessidade tenham que recorrer ...





Notice: Undefined variable: hidden in /var/www/finance-one/wp-content/themes/financeone_estrategia/single.php on line 46

Publicidade