Início Cartão de Crédito Anuidade diferenciada do cartão: entenda o que é e como funciona

Anuidade diferenciada do cartão: entenda o que é e como funciona

0
vários cartões de crédito juntos
0
(0)

Você costuma realizar suas compras com cartão de crédito? Então, provavelmente já se perguntou como são cobradas as taxas anuais desse utensílio. O que muita gente não sabe é que existem dois tipos de cobrança: a anuidade convencional e a anuidade diferenciada. A segunda é a que mais gera dúvidas para quem está começando a utilizar cartão.

A escolha de um bom cartão passa por compreender se o pagamento dessas taxas de fato vale a pena para o seu orçamento. Muitas vezes essas taxas representam benefícios a mais para a fatura – como os programas de pontos e milhas. Por outro, podem ser uma cobrança à toa que apenas pesa nas suas finanças mensais e anuais.

Por isso, é importante conhecer as diferenças entre os tipos de cobranças anuais do cartão.  Mas, afinal, o que é anuidade diferenciada? Tire suas dúvidas a seguir!

O que é anuidade?

A anuidade é uma cobrança feita por parte das operadoras de cartão de crédito e também pelos bancos em algumas modalidades de conta corrente. Como o próprio nome sugere, a taxa tende a ser cobrada uma vez por ano. Entretanto, há uma nova forma de diluir essa cobrança em parcelas ao longo dos 12 meses – a chamada anuidade diferenciada. 

A justificativa para a cobrança da taxa é poder oferecer ao cliente uma gama de serviços exclusivos. O valor da anuidade varia entre as operadoras, mas, com o aumento de opções de cartões gratuitos disponibilizados no mercado, os valores têm se tornado mais competitivos. 

Por isso, é importante que o consumidor pesquise muito bem antes de escolher um cartão de crédito ou conta corrente, porque há maneiras de reduzir ou mesmo cancelar a cobrança de anuidade.

Anuidade Tradicional x Anuidade Diferenciada: principais diferenças

Agora ficou mais fácil de entender a diferença entre os dois tipos de anuidade; Enquanto a modalidade tradicional trata de uma anuidade paga em apenas uma parcela, a anuidade diferenciada é uma forma diluída da cobrança. É uma opção interessante para quem deseja parcelar em mais vezes a cobrança anual – sobrecarregando menos as finanças mensais.

Nesse caso, a cobrança é dividida em 12 vezes e a operadora desconta uma pequena parcela mensal do seu cartão. Porém, é preciso ficar atento: a anuidade diferenciada costuma ser acrescida de juros, ou seja, o valor final acaba se tornando maior que o pagamento único da taxa. 

Apesar de cômoda, a anuidade diferenciada tende a ser mais cara que a opção de pagamento único. (Fonte: Divulgação)

Como reduzir ou cancelar a anuidade do cartão?

Você sabia que há maneiras de reduzir as cobranças de anuidade do cartão ou até mesmo cancelá-las? Com uma competitividade maior no mercado, as instituições passaram a oferecer contratos flexíveis e vantajosos para seus clientes.

O Santander, por exemplo, cobra algo em torno de R$35 a parcela da sua anuidade. Entretanto, se o cliente gastar acima de R$100 ao mês há isenção de cobrança da taxa. Há ainda a opção de cancelar totalmente a cobrança.

O cancelamento da anuidade acarreta em perda de alguns benefícios, mas é perfeitamente possível – e legal perante a lei. Para isso, você deve entrar em contato diretamente com o seu banco para renegociar o contrato. A administradora do cartão fará uma nova análise de perfil para recalcular seus gastos e estabelecer um novo acordo. 

Cartões isentos de anuidade

Com a popularização dos bancos digitais, tanto operadoras de cartão como bancos tradicionais passaram a ofertar opções gratuitas e vantajosas para fidelizar seus clientes. Atualmente, há diversas opções de cartões sem anuidade disponíveis no mercado para quem deseja se livrar da anuidade. 

Confira algumas das principais operadoras de cartões isentos de anuidade:

  • Nubank;
  • Next;
  • Neon;
  • Méliuz;
  • C6 Bank;
  • Banco Inter;
  • Digio;
  • Santander SX.

Os cartões de crédito sem anuidade costumam oferecer menos benefícios quando comparados com as opções pagas. Por isso, é importante que você faça uma análise do seu perfil e das suas finanças para compreender se vale a pena ou não pagar para ter vantagens como milhas e outras pontuações.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com os amigos e familiares e aproveite para se informar sobre as principais notícias de Finanças Pessoais no blog da FinanceOne.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui