Bancos esperam que juros cheguem a 12,25% até abril | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,2693
Bitcoin R$ 27.820,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,874
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Bancos esperam que juros cheguem a 12,25% até abril

As instituições financeiras estimam que a taxa básica de juros (Selic) deve subir, pelo menos, mais um ponto percentual e fechar 2011 em 12,25% ao ano, segundo pesquisa divulgada hoje (3) pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). A expectativa dos 33 analistas ouvidos pela Febraban é que haja um aumento de 0,5 ponto percentual da taxa Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, em março, e outro aumento igual na reunião seguinte, em abril. A Selic está fixada em 11,25%.

Apesar da previsão de aumento dos juros, o economista-chefe da Febraban, Rubens Sardenberg, acredita que o custo do crédito ao consumidor pode cair caso o governo federal faça um ajuste fiscal. Essas medidas evitariam, na avaliação do economista, interferências do Banco Central na economia para combater a inflação.

No fim do ano passado, o Banco Central elevou os depósitos compulsórios e retirou de circulação R$ 61 bilhões, diminuindo a quantidade de recursos disponível para empréstimos. Para 61% dos analistas que participaram do estudo da Febraban, ainda não foi possível saber o impacto da elevação dos depósitos compulsórios nos preços e no mercado de crédito.

De acordo com Sardenberg, as ações do governo para controlar as despesas também determinarão como será o comportamento da inflação nos próximos meses. Essa também foi a opinião de metade dos analistas ouvidos na pesquisa da federação.

O economista ressaltou que o cenário internacional deve pressionar os preços no mercado interno, refletindo a elevação dos preços das commodities (produtos básicos cotados internacionalmente) e a recuperação das economias da Europa e dos Estados Unidos. Segundo a pesquisa da Febraban, a expectativa é que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fique em 5,5% em 2011, acima da previsão feita em dezembro, de 5,2%.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), o setor financeiro espera crescimento de 4,6% em 2011 e 4,5% em 2012. Para o câmbio, a previsão é que, em dezembro, o preço do dólar chegue a R$ 1,75. Hoje (3), o dólar comercial fechou em R$ 1,67.



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/02/2011 18:15:35

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

Foi demitido? Saiba como obter o seguro desemprego
O seguro desemprego tem sido um recurso importante para os milhares de desempregados no Brasil. Os d...
Como começar a investir com R$3 mil?
Investir com pouco dinheiro é uma questão para muitas pessoas. Parece que para fazer uma aplicaç...
Restituição do Imposto de Renda 2018: veja cronograma
Em 2018, os milhares de contribuintes tiveram até 30 de abril para declarar o Imposto de Renda. Ago...
Cerca de 7 milhões de brasileiros têm FGTS atrasado
FGTS atrasado é uma realidade para cerca de 7 milhões de brasileiros. De acordo com a Procuradoria...
Brasileiros no Japão: emissão de vistos cresce 145%
Muitos brasileiros estão buscando novas oportunidades em outros países, e o motivo desse fluxo mig...
BC aumenta oferta do swap cambial e dólar fecha em queda
Após seis altas consecutivas, o dólar fechou em queda nos últimos dias esta semana. Para o alívi...




Publicidade