Bitcoin é o novo interesse dos investidores de Wall Street | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,4167
Bitcoin R$ 32.290,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,054
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Bitcoin é o novo interesse dos investidores de Wall Street

O Bitcoin é a nova aposta dos investidores de Wall Street. A Intercontinental Exchange (ICE), que controla a bolsa de Nova York, tem trabalhado na criação de uma plataforma de negociação online para moedas digitais.

De olho em uma oportunidade, o banco Goldman Sachs já se antecipou. A instituição financeira quer se tornar o primeiro banco a negociar criptomoedas. Seu representantes, além de anunciarem que o Bitcoin não é uma fraude, afirmaram que vão oferecer contratos atrelados às moedas digitais.

Outros grandes bancos, como JPMorgan, Goldman Sachs e Bank of America começaram a investir bastante no setor de blockchain e criptomoedas. O motivo é simples: eles querem facilitar a crescente demanda de bancos por estes serviços.

As startups que lidam com esta nova tecnologia, como a Bluzelle, já começaram a desenvolver redes envolvendo a mesma para grandes conglomerados. Seus clientes são grandes empresas como HSBC, KPMG, Microsoft e MUFG.

A aposta do Goldman Sachs, no entanto, vem num momento em que a corretora de ativos convencionais passa por um período difícil. O que obriga a empresa a buscar alternativas de crescimento.

bitcoin

Bitcoin poderá valer US$ 700 mil

A aposta de que o Bitcoin poderá alcançar a marca dos US$ 700 mil é de John Pfeffer. Ele é empreendedor e investidor britânico.

Segundo ele, a moeda digital atingirá um valor total equivalente quando houver 18 milhões de unidades da moeda. Vale lembrar que hoje há em torno de 17 milhões, dos 21 milhões que podem existir.

Para John Pfeffer, o Bitcoin pode valer ainda mais ao ser usado como reserva internacional pelos governos. Como já é feito com o dólar e o euro atualmente, que são armazenados em grandes quantidades para pagamento de dívidas.

Outro fator que contribuiria para o valor da criptomoeda chegar a esse patamar para o investidor é a lei da oferta e procura.

Adoção em alta

bitcoinO que é claro é que 2017 foi um ano crucial para o Bitcoin. A maior moeda digital aumentou em popularidade globalmente.

Isso porque o seu valor aumentou acentuadamente. Os números são:

Janeiro – US$ 985
Maio – US$ 2,2 mil
Agosto –  US$ 4,7 mil
Outubro – US$ 6,9 mil
Novembro – US$ 10 mil
Dezembro – US$ 13 mil

De olho nessa valorização, a Universidade de Cambridge fez um estudo para estimar o números de usuários únicos das criptmoedas. Verificou-se que existem mais de 5,8 milhões de pessoas que participam ativamente do comércio eletrônico por meio de moedas digitais.

Prova da força disso é que o ministro das Finanças do Luxemburgo, Pierre Gramegna, sugeriu que a União Européia pudesse em breve introduzir novos regulamentações para as criptomoedas.

Coreia do Sul planeja permitir uso de criptomoeda

O país asiático está implantando uma série de regulações para o mercado de bitcoins e outras criptomoedas. Desde 30 de janeiro, os sul-coreanos têm de ir a um banco caso queiram fazer alguma transação em moeda digital.

A Bithumb, maior bolsa de criptomoedas da Coreia do Sul, ganhou uma missão no início do ano. Eles têm que melhorar drasticamente a adoção de moedas digitais no país. Além de evoluir para um negócio bancário para garantir que seus usuários possam usar criptomoedas com facilidade, como dinheiro.

Resultado: o Bitcoin registrou um volume de negócios mensal elevado nas corretoras de criptomoedas do país. Mais de US$250 milhões em Bitcoin foram negociados em 24 horas na Bithumb, principal corretora de criptomoedas da Coreia do Sul.

Onde o bitcoin pode chegar?

Apesar de cada vez mais popular, a moeda digital ainda é usada por um pequeno número de pessoas. Seu sucesso futuro dependerá das reações de governos a sua expansão. Alguns Estados ainda mostram-se reticentes em abrir mão do monopólio sobre a emissão de divisas e a política monetária.

No entanto, no ano passado, representantes de 25 países se reuniram em Tóquio para trabalhar na definição de parâmetros internacionais para o blockchain. A tecnologia apresentada pela moeda virtual Bitcoin que despertou muito interesse de muitas empresas e governos.

Cada vez mais popular, o bitcoin se consolida como alternativa para quem busca aplicações fora da curva. O FinanceOne ensina a investir em bitcoin e outras criptomoedas.







Mais lidos

FGTS inativo: quem tem direito e como sacar
Todo trabalhador brasileiro com contrato formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, a ...
Férias de julho no Brasil: para onde ir?
O meio do ano está chegando e é hora de decidir onde passar as férias em família. Mesmo com algu...
Como limpar seu nome no SPC e Serasa
Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milh...
Escolas de negócios: Brasil tem 3 das melhores do mundo
Três das melhores escolas de negócios do mundo em 2018 estão no Brasil. São elas: a Fundação ...
Como vender plano de saúde e ganhar dinheiro
Ganhar uma renda extra é o que muitos brasileiros têm buscado para superar a crise que o país vem...
Treasuries americanos: os títulos “mais seguros do mundo”
Muito conhecido no Brasil, o Tesouro Direto - Programa do Tesouro Nacional desenvolvido com a BM&...




Publicidade