BM&FBOVESPA inicia hoje a negociação dos novos contratos de etanol com liquidação financei | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,4167
Bitcoin R$ 31.890,94
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,054
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


BM&FBOVESPA inicia hoje a negociação dos novos contratos de etanol com liquidação financei

A BM&FBOVESPA inicia hoje a negociação dos novos contratos futuro e de opções sobre futuro de etanol. O contrato futuro de etanol hidratado com liquidação financeira e formação de preço da região de Paulínia (SP) está autorizado para negociação a partir do vencimento junho de 2010 e pode ser negociado pelo código ETH, das 9h às 15h15. Cada contrato futuro é cotado em reais, tem 30 metros cúbicos (30.000 litros) e vencimento no último dia útil do mês de vencimento do contrato. A oscilação de preço máxima diária será de 6,5% para mais ou para menos, em relação ao preço de ajuste do dia anterior.

A partir de hoje também estão disponíveis para negociação os contratos de opção de compra e venda sobre futuro de etanol hidratado. As opções são do tipo americano e podem ser exercidas a partir do dia útil seguinte ao de negociação da opção até a data do vencimento desta. A unidade, o código, os horários de negociação e os vencimentos são os mesmos válidos para o contrato futuro.


Liquidação do contrato terá indicador criado pela Bolsa e Cepea

Assim como os contratos futuros de boi gordo e milho, o novo contrato de etanol terá liquidação financeira. Ela será realizada utilizando o Indicador de Preços Disponível do Etanol Hidratado Paulínia (SP) Esalq-BM&FBOVESPA. O indicador passou a ser divulgado em 31 de março de 2010, e é coletado pelo Centro de Pesquisas em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP).

A formação de preço na região de Paulínia foi escolhida por ser o maior polo de distribuição de combustíveis no Brasil. O novo contrato foi discutido com toda a cadeia produtiva do etanol por meio da Câmara Consultiva de Açúcar e Etanol da BM&FBOVESPA.


Instrumentos para redução de risco de preço e proteção

O objetivo da BM&FBOVESPA com o lançamento dos novos contratos é contribuir para a redução do risco de preço dos participantes do mercado de etanol no Brasil, um dos setores mais dinâmicos da economia latino-americana. Os novos contratos devem trazer mais participantes para o mercado de etanol e promover a eficiência na comercialização do produto.

A liquidação financeira possibilita atrair a participação de usinas e distribuidores de combustível, por permitir a fixação de preços e a oportunidade de arbitragem entre os preços do mercado físico e do mercado futuro. Participantes como pessoas físicas, tesourarias de bancos e investidores estrangeiros também podem contribuir para o crescimento das negociações.

O contrato de etanol anidro, com liquidação física, cotado em dólar e com formação de preço no Porto de Santos, continuará sendo negociado na BM&FBOVESPA.



Fonte: Enfoque Informações
Financeiras
Ltda.


Recebido em:
17/05/2010 08:50:33

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

Como fazer cartão de crédito pela internet
As compras com cartões de crédito são cada vez maiores. A Abecs, associação das empresas de ca...
Como escolher o seguro de vida mais adequado para você
Você já pensou o quanto um seguro de vida pode ser útil nos dias de hoje? Quando as pessoas busca...
7 livros sobre Bitcoin, Blockchain e Criptomoedas
Algumas pessoas aprendem mais lendo, outras vendo vídeos ou até mesmo escutando música. Cada um t...
FGTS inativo: quem tem direito e como sacar
Todo trabalhador brasileiro com contrato formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, a ...
Férias de julho no Brasil: para onde ir?
O meio do ano está chegando e é hora de decidir onde passar as férias em família. Mesmo com algu...
Como limpar seu nome no SPC e Serasa
Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milh...




Publicidade