Bolha da bitcoin e outras criptomoedas: será que existe? | FinanceOne
FinanceOne

Onde suas finanças começam!

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Bolha da bitcoin e outras criptomoedas: será que existe?

A bolha da bitcoin é um assunto que vem surgindo quando não se fala em outra coisa que não as criptomoedas. Os cuidados inclusive foram alertados pelo presidente do Banco Central, em entrevista coletiva realizada no último dia 13. Segundo a Agência Brasil, Ilan Goldfajn, alertou para o risco de bolha.

“Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular, levam a um risco tal que o Banco Central emitiu um comunicado alertando para os riscos”, disse o presidente do BC, que alertou também para esquemas de pirâmide envolvendo as moedas virtuais.

O comunicado 31.379, divulgado em novembro, fala sobre os riscos de guarda e negociação das moedas virtuais. O principal ponto é que as criptomoedas não são emitidas e nem garantidas por autoridades monetárias. Com isso, não têm garantia de conversão e não possuem lastro em ativo real.

As empresas que negociam ou guardam essas moedas não possuem vínculo com o Banco Central. A autoridade também não regula e nem supervisiona as operações com moedas virtuais. Já surgiram casos também de fraudes e esquemas envolvendo a criptomoeda, que permanece forte no mercado. Mas e a ideia de bolha?

bolha da bitcoin
Bitcoin é um ativo digital com valor expresso em dinheiro, mas não é dinheiro, segundo Vinicius Maximiliano Carneiro em entrevista exclusiva com FinanceOne

O cenário da criptomoeda

Se é moeda virtual, as transações são todas no mundo online. O que garante a segurança dessas operações é o blockchain, ou cadeias em bloco. É um sistema de contabilidade que valida esse tipo de transação. Entenda o que são e como surgem as bitcoins.

“A funcionalidade e a praticidade das cadeias de segurança para o uso de moedas digitais (chamadas de blockchain) é, sem dúvida, uma das mais bem estruturadas tecnologia para descentralização da gestão monetária que se tem notícia”, diz Vinicius Maximiliano Carneiro, advogado corporativo e gestor contábil.

Ele lembra que apesar da praticidade e anonimato, a criptomoeda é um ativo digital com um valor monetário, expresso em dinheiro, mas não é dinheiro. O diretor executivo da Etecon Contabilidade comenta sobre o momento atual da moeda virtual, dizendo que quando há muita procura e pouca oferta, o ativo torna-se mais caro e ainda mais desejado.

“Dessa forma, comprar e vender ativos digitais é tão emocionante quanto arriscado, e pode apresentar ganhos extraordinários, mas com prejuízos igualmente desastrosos. Além disso, as moedas digitais têm valor alto no mercado por mais uma característica: elas vendem o anonimato. Em um mundo onde privacidade e anonimato são cada vez mais raros e difíceis (até a Suíça acabou com o sigilo bancário em 2017!), qualquer ativo que preserve essa característica é igualmente valioso.”

O boom das criptomoedas

Vinicius Maximiliano aponta que a demanda atual pela criptomoeda é alta, principalmente, por dois motivos: a mídia contribuindo para que a procura seja maior, quando famosos passam a investir e cria-se uma credibilidade “frágil”, estimulando investidores menores; e a ideia de guardar a criptomoeda como um patrimônio financeiro, já que ela não é comercializável fisicamente.

vinicius maximiliano carneiro
O advogado Vinicius Maximiliano Carneiro

“Baseado nisso, avalio o mercado como uma excelente opção de investimento de altíssimo risco, com altíssimos ganhos, para quem esteja disposta a perder dinheiro. Quem precisa de um instrumento de investimento (e no Brasil, particularmente não temos um perfil investidor, mas sim um perfil de poupador), eu jamais recomendaria se aventurar em um mercado dessa natureza”, opina.

Diante desse boom, pode vir o momento de quebra. E exemplos na história são o que não falta. Para o advogado, a oferta baixa causada pela dificuldade em “minerar” mais moedas e a alta procura forçam a cotação a um patamar muito elevado.

“A história se repete, quase que à perfeição: um ativo espetacular, com valorização estrondosa, com investidores de credibilidade, uma bolha de mercado e uma quebra sem precedentes quando o sistema se torna insustentável”, fala o advogado, comparando às histórias das crises das Tulipas e da Companhia dos Mares Azuis.

“Estamos vivendo uma Serra Pelada digital, que ao invés de pás e picaretas no meio do barro, usam CPUs e GPUs ultra-potentes para decifrar milhares de algoritmos.”

A origem da bolha e crises especulativas

Muito tem se falado, e comparado, inclusive na imprensa internacional. Um exemplo é a reportagem do britânico The Guardian, que também compara o cenário da bitcoin aos acontecimentos da Tulipamania, a Companhia dos Mares Azuis e a Bolha da Internet. Entenda os casos a seguir.

A história da Quebra dos Mares Azuis começou em 1711, quando ações da companhia eram negociadas a 1 mil libras, sem ajuste de inflação, e foram reduzidas a nada em meados do ano 1720.

crise das tulipas

A Crise das Tulipas foi antes, lá em 1630, e foi o primeiro caso que originou de bolha especulativa relatado. A flor, na época, era muito apreciada e símbolo de luxo e status. Chegou a custar mais que uma casa e, para investir no plantio dos bulbos, as pessoas trocavam até mesmo suas propriedades. Com a crise, as tulipas, com valores equivalentes a um imóvel, passaram a valer o mesmo que um legume, por exemplo.

A Bolha da Internet é uma das mais recentes, entre o final dos anos 1990 e início dos anos 2000. Foi um período de grande especulação com alta das ações das empresas de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Nesse período, investidores aplicaram e apostaram em startups desse setor, que acabaram não gerando lucro, causando a crise.

Existe uma bolha da bitcoin e outras moedas virtuais?

Os exemplos existem e são históricos. Vinicius Maximiliano explica que, esse tipo de crise no mercado financeiro costuma ser precedida por alguns fatores. Entre eles as altas cotações e mais e mais pessoas querendo comprar às pressas.

bolha bitcoin“Outro fator que sinaliza a explosão são quando as intermediadoras começam a criar dificuldades de aquisição, transferência e informação de saldos. É um indício forte de que o mercado está colapsando e que, mais cedo ou mais tarde, alguma noticia ruim vai afetar essas cotações”, explica o advogado.

Ele ainda acrescenta que outro ponto de destaque é quando os participantes originários começam a se desfazer de seus ativos para gerar liquidez.

“O que não consigo compreender é essa pré-disposição das pessoas em hipotecar suas casas, vender tudo e adquirirem um ativo. Novamente: ativo não é dinheiro, ao menos não no conceito de mercado. Dinheiro é algo que está ligado a liquidez, a conversão imediata. E a grande dificuldade que vejo nas moedas digitais é exatamente isso: não há liquidez”, pondera.

Cuidados com o mercado das criptomoedas

Se você é um entusiasta da criptomoeda, é importante saber que como qualquer tipo de investimento há riscos e cuidados a serem tomados. A seguir, veja os tópicos apontados pelo advogado Vinicius Maximiliano Carneiro.

cuidados com criptomoedas

1 – É preciso estar consciente da pré-disposição em perder dinheiro, estar disposto ao risco;

2 – Ter cuidado com empresas intermediadoras, como “bolsas” ou exchanges. “Essas empresas, além de não terem qualquer responsabilidade pela segurança, liquidez ou resultado do seu investimento, podem causar enormes prejuízos caso a base de dados delas seja invadida por hackers que pretendam roubar os ‘saldos’ do ativo digital. Inclusive já tivemos várias notícias no mercado sobre isso agora.”

3 – Ter cuidado com as pirâmides e correntes se formando na Internet com o intuito de agregar interessados.

4 – Cuidado com a possibilidade de utilização de ativos digitais para financiar crimes. “Como as cadeias de transmissão preservam a origem e o destino dos pagamentos, é muito fácil conseguir alimentar toda uma rede de crimes apenas com criptomoedas, e que só não é maior, a meu ver, porque ainda existem limitações para transformar saldos de moedas digitais e dinheiro real.”

5 – A falta de legislação que proteja os envolvidos no mercado de moedas digitais.

Deixe uma resposta

Receba novidades

Cadastre-se em nossa newsletter para receber novidades em seu email.

Posts relacionados

13 de setembro de 2018
Aprenda a aumentar a produtividade no home office

Trabalhar em casa, à primeira vista, pode ser incrível. Mas com o passar do tempo isso pode se tornar empecilho para a realização das tarefas. A d...

27 de julho de 2018
Nova consulta ao INSS: hora marcada ou pela internet

O  Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inaugurou um novo modelo de atendimento, que tem como principal objetivo facilitar a vida dos segurados...

23 de fevereiro de 2018
10 estratégias de marketing para captar clientes na internet

Precisa captar novos clientes? Atualmente, é possível elaborar estratégias de marketing para a sua pequena empresa sem precisar de muito recurso. O...

23 de fevereiro de 2018
Sites e apps para comprar moeda que você deve conhecer

Viajar, hoje em dia, sem o auxílio da tecnologia é quase impossível. Há aquelas viagens em que você vai justamente para se afastar de aparelhos t...

19 de fevereiro de 2018
Técnicas para melhorar a produtividade no trabalho

A produtividade no trabalho é algo cada vez mais cobrado pelas empresas. Aquelas que estabelecem uma cultura própria para seus empregados, querem em...

Mais lidos

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Quais são as moedas mais valorizadas do mundo?
Sabe quais são as moedas mais valorizadas do mundo? Você vai se surpreender! O Real é a terceira ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando quase no fim e as empresas não param de crescer. Para se ter uma ideia, a  p ...







Ebook do FinanceOne

Ebook gratuito investidor iniciante

Quer investir mas não sabe como? O Guia Completo do Investidor Iniciante traz os primeiros passos para você começar a investir e ganhar dinheiro!

BAIXAR AGORA!

Publicidade


     

Guias

Calculadoras