Bolsas de NY fecham em alta impulsionadas por PIB acima do esperado | FinanceOne
FinanceOne

Onde suas finanças começam!

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Bolsas de NY fecham em alta impulsionadas por PIB acima do esperado

SÃO PAULO  –  Os dados econômicos americanos divulgados nesta quarta-feira (30) ofuscaram as recentes preocupações internas e externas nos EUA, como a crise dos mísseis norte-coreanos, a tempestade Harvey e o impasse sobre a questão do teto de endividamento federal. As bolsas de Nova York sustentaram ganhos, principalmente, após a subida acima do esperado do PIB da maior economia do mundo.

Após ajustes, o Dow Jones fechou em alta de 0,12%, a 21.892,43 pontos. O S&P 500 avançou 0,46%, a 2.457,59 pontos. O Nasdaq subiu 1,05%, a 6.368,30 pontos.

O S&P 500 viu nove de seus 11 setores terminarem no positivo nesta quarta. E, mesmo assim, as quedas de 0,02% e 0,29% de consumo básico e serviços públicos (utilities) foram pouco expressivas.

No Dow Jones, Cisco, Caterpillar e Microsoft lideraram os ganhos com subidas de, respectivamente, 1,62%, 1,33% e 1,31%.

O Nasdaq se beneficiou com a forte alta das ações de Netflix, de 3,48%, e do novo recorde da Apple, que fechou a sessão com avanço de 0,27%, com cada ação cotada a US$ 163,35.

A empresa de entretenimento por streaming ganhou impulso após relatório da Bernstein que minimizou o impacto da saída da Disney do portfólio a partir de 2019.

“Quase todo o crescimento futuro da Netflix vai vir do mercado internacional e, embora os investidores estejam céticos sobre a continuidade do crescimento da empresa, a não-renovação da Disney não terá efeito sobre essa perspectiva de expansão”, escreveu o analista Todd Juenger em nota a clientes.

A Apple, por sua vez, beneficia-se da especulação em torno do lançamento do novo iPhone, programado para 12 de setembro.

Os números econômicos de hoje vieram tão positivos que se sobrepuseram às recentes  e ainda presentes – preocupações internas e externas. Os problemas que ainda pairam sobre os mercados ajudaram a moderar os ganhos, mas não impediram os investidores de se voltar aos ativos considerados mais arriscados, com exceção do petróleo, que ainda sente o impacto do fechamento das refinarias pela passagem do furacão Harvey.

Trump

O aguardado discurso do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre o plano de reforma tributária teve pouco impacto sobre os mercados, embora tenha ocorrido a menos de uma hora antes do fechamento das bolsas de Nova York. A fala do republicano apresentou quase nenhum detalhe adicional ao que já se conhecia sobre as propostas.

Trump apenas reiterou o pedido de um esforço conjunto do Congresso, tanto de seu partido quanto dos democratas, para a aprovação dos cortes de impostos. O presidente mencionou apenas a ideia de reduzir para 15% a taxa máxima de tributos pagos pelas empresas.

Mas, se não chegou a deixar os mercados eufóricos, como no início do mandato, mal também não fez. Os índices acionários americanos seguiram em altas sólidas, com destaque para os papéis de tecnologia. O setor foi um dos destaques do dia no S&P 500, com subida de 0,72%, junto com matérias-primas e consumo discricionário, que registraram avanços de 0,74% e 0,72%.

PIB 

O cardápio do otimismo econômico incluiu a revisão do PIB americano do segundo trimestre acima do esperado, o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) ainda bem abaixo da meta de inflação do Federal Reserve (Fed) e a criação líquida de vagas no setor privado dos EUA em agosto muito mais forte do que projetavam os analistas.

O PIB funcionou como catalisador do dia. A forte revisão, acima do esperado, para a atividade dos EUA no segundo trimestre, em expansão de 3%, ante expectativa de analistas de revisão para 2,8% e leitura preliminar de 2,6% ao ano, impulsionou o otimismo dos investidores.

Os motores do crescimento econômico para o período foram o consumo, com alta revisada para 3,3% ante 2,8% iniciais, e o investimento corporativo, que avançou 6,9% frente a uma leitura preliminar de 5,2%. Os dados deram impulso para as ações de varejistas e outras companhias de consumo, além de empresas de matérias-primas, tecnologia e saúde.

Outra divulgação positiva nesta quarta-feira veio do relatório de empregos produzido pela ADP e Moody´s Analytics. Os dados apontaram para uma geração líquida de 237 mil vagas de trabalho no setor privado da economia dos EUA em agosto, acima da expectativa de consenso, de 185 mil, para o mês.

O índice de preços de gastos com consumo ajudou a sustentar a demanda pelas ações. O PCE avançou 0,3% no trimestre, enquanto o núcleo avançou 0,9% no período, em linha com as expectativas.

O dado reforçou a forte desaceleração da alta de preços em relação ao período anterior, quando o indicador registrou crescimento de 2,4%, enquanto o núcleo teve subida de 2%. A inflação ainda fraca restringe as expectativas para uma nova alta de juros neste ano pelo Fed.

A zona do euro também deu sua contribuição para as altas das bolsas nesta quarta-feira. O índice de sentimento econômico no bloco, que agrega o nível de confiança dos consumidores e das empresas, atingiu em agosto o nível mais elevado desde julho de 2007.

Fonte: Valor Econômico







Mais lidos

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando quase no fim e as empresas não param de crescer. Para se ter uma ideia, a  p ...
Os jogadores mais bem pagos do mundo em 2018
Quem são os jogadores mais bem pagos do mundo? Muito provavelmente você vai responder Cristiano Ro ...




Ebook do FinanceOne

Ebook gratuito investidor iniciante

Quer investir mas não sabe como? O Guia Completo do Investidor Iniciante traz os primeiros passos para você começar a investir e ganhar dinheiro!

BAIXAR AGORA!

Publicidade


 

Guias

Calculadoras