Bolsas despencam forte no segundo dia pós-Brexit; dólar sobe 0,6% | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,2693
Bitcoin R$ 27.790,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,874
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Bolsas despencam forte no segundo dia pós-Brexit; dólar sobe 0,6%


São Paulo, 27/06 (Enfoque) –

No segundo dia de “ressaca” pós-Brexit, esta segunda-feira foi mais um dia difícil para os mercados. Logo pela manhã, já era possível notar que o dia seria marcado por baixas consideráveis, e assim foi até o fechamento. Com Petrobras afundando 6% junto de quedas dos bancos, o Ibovespa caia, logo na abertura, quase 2%, mesmo índice das bolsas americanas. O dólar, por sua vez, abriu estável e foi intensificando levemente sua valorização, fechando o dia subindo pouco mais de 0,5%. Mesmo com pessimismo ainda tomando conta, Ipea diz que setor industrial é um indicativo positivo sobre um respiro de recuperação para os próximos episódios da crise, que, segundo eles, “vem perdendo fôlego”.

Após uma alta acumulada de 2,5 pontos nos três meses anteriores, o Índice de Confiança da Construção (ICST), da Fundação Getulio Vargas, caiu 1,1 ponto em junho de 2016, atingindo 68,0 pontos. O índice volta a ceder, influenciado pela acomodação das expectativas. Em médias móveis trimestrais, o índice subiu 0,4 ponto no mês.

Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas subiu 3,4 pontos entre maio e junho, ao passar de 67,9 para 71,3 pontos, o maior desde junho do ano passado. A alta foi inteiramente determinada pela melhora das expectativas, já que os indicadores que medem a percepção sobre a situação atual ficaram estáveis.

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou, em junho, taxa de variação de 1,52%, acima do resultado do mês anterior, de 0,19%. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,26%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,04%. O índice referente à Mão de Obra registrou variação de 2,64%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,32%. O INCC-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.
 
Na manhã desta segunda-feira, o Banco Central divulgou mais uma edição do Relatório Focus para a última semana de junho. O documento apontou para a elevação do IPCA indo de 7,25% para 7,29% no ano de 2016, enquanto a projeção para o final de 2017 se manteve, mais uma vez, em 5,50%, como tem sido há tempos. As apostas do BC para a cotação do dólar apresentou estabilidade da semana passada para cá, mantendo-se em R$ 3,60. Para o próximo ano, o valor também prossegue o mesmo, em R$ 3,80. No caso da Selic, a expectativa de 2016 subiu de 13% para 13,25%, enquanto a de 2017 apresentou uma leve queda de 11,25% para 11%. O mercado manteve a aposta do PIB em -3,44%. Para o ano que vem, a projeção continua sendo de 1%.

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), crise econômica que persiste no Brasil perdeu fôlego. Mesmo reafirmando que ainda existe um longo caminho para um total recuperação, dados da indústria nacional são principais indicativos de recuperação.O órgão afirma ainda que a desvalorização ante o dólar beneficia o setor exportador do país, com foco nos setores têxtil, de calçados e madeireiro.

Nesta segunda-feira, o único índice norte-americano divulgado foi o da Balança Comercial referente ao mês de abril, que fechou em $ -60.6 bilhões. Déficit é maior do que foi divulgado no mês de março, atingindo a marca dos $ -57.5 bi. O resultado divulgado na manhã desta segunda-feira foi mais negativo do que era esperado na previsão de $ -59.3 bi.

Neste começo de semana, pessimismo ainda toma conta das bolsas e os valores encerram o dia negativos. O Ibovespa encerra a jornada desta segunda-feira caindo forte: 1,72% com 49.246 pontos – na semana passada, a bolsa trabalhou superior à casa dos 51 mil pontos. Já o dólar subiu a valorização durante a tarde, mesmo que de forma discreta, e sobe hoje 0,65%, valendo 3.4000. As bolsas americanas, no mesmo ritmo, cairam forte também. Dow Jones obteve queda de 1,50%, com 17.140,2 pontos, enquanto SP500 cai 1,81%, pontuando 2.00,54. Confira, abaixo, os gráficos indicativos de cada um:


 

(por Oscar Brandtneris)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 27/06/2016 17:17:43







Mais lidos

Foi demitido? Saiba como obter o seguro desemprego
O seguro desemprego tem sido um recurso importante para os milhares de desempregados no Brasil. Os d...
Como começar a investir com R$3 mil?
Investir com pouco dinheiro é uma questão para muitas pessoas. Parece que para fazer uma aplicaç...
Restituição do Imposto de Renda 2018: veja cronograma
Em 2018, os milhares de contribuintes tiveram até 30 de abril para declarar o Imposto de Renda. Ago...
Cerca de 7 milhões de brasileiros têm FGTS atrasado
FGTS atrasado é uma realidade para cerca de 7 milhões de brasileiros. De acordo com a Procuradoria...
Brasileiros no Japão: emissão de vistos cresce 145%
Muitos brasileiros estão buscando novas oportunidades em outros países, e o motivo desse fluxo mig...
BC aumenta oferta do swap cambial e dólar fecha em queda
Após seis altas consecutivas, o dólar fechou em queda nos últimos dias esta semana. Para o alívi...




Publicidade