Cai expectativa dos empresários sobre vendas para o Dia das Mães, aponta Serasa | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,256
Euro R$ 4,011
Bitcoin R$ 35.966,66
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,552
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Cai expectativa dos empresários sobre vendas para o Dia das Mães, aponta Serasa

O número de empresários otimistas com as vendas para o Dia das Mães caiu três pontos percentuais na comparação com o ano passado. Segundo pesquisa divulgada hoje (2) pela empresa de consultoria Serasa Experian, 56% dos varejistas apostam que o faturamento vai crescer. Em 2011, o índice registrado foi 59%. O decréscimo dessa expectativa é resultado da evolução do endividamento e da inadimplência do consumidor, segundo os economistas da Serasa.
Apesar da queda na expectativa, a Serasa Experian acredita que o Dia das Mães deve se manter como segunda melhor data do ano em vendas, perdendo apenas para o Natal. Foram entrevistados 1014 empresários do varejo, entre os dias 9 e 16 de abril. A pesquisa é realizada desde 2006 e o recorde de otimismo para as vendas do período foi registrado em 2010 (60%).
A pesquisa mostra ainda que 35% dos empresários acreditam que o faturamento ficará estável – 9% estimam que cairá.
Quando avaliadas pelo porte, as grandes empresas do varejo são as mais otimistas com a data, com 80% dos empresários confiantes no aumento de faturamento. Na empresas de médio porte, esse índice cai para 72%. Nas pequenas empresas, a expectativa reduz ainda mais, ficando em 56%. Na análise regional, as empresas do Sul e do Norte aparecem em primeira posição, com 58% de otimismo, seguidas pelas regiões Nordeste (57%), Sudeste (56%) e Centro-Oeste (54%).
Segundo a expectativa de venda dos empresários, os presentes mais ofertados este ano devem ser roupas, sapatos e acessórios, com 32%, seguidos por eletrodomésticos (16%), celulares e smartphones (14%), perfumaria e cosméticos (13%), flores (11%), eletrônicos (6%) e joias e relógios (3%). Os itens chocolate e doces, utensílios domésticos, produtos de informática, jantar/almoço em restaurante e outros registraram 1% cada.
Os entrevistados avaliam que o gasto médio com os presentes deve ser maior na faixa de R$ 50 a R$ 100 (38%), seguido pela faixa de R$ 101 a R$ 200, com 26%. Em relação à forma de pagamento, 50% das vendas devem ser feitas à vista e 50% a prazo.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
02/05/2012 12:47:32

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

Blockchain: o que é e como funciona
Provavelmente você já ouviu falar em Blockchain por causa das moedas digitais. Mas, afinal, o que ...
Como ganhar dinheiro com renda fixa?
Os investimentos em renda fixa costumam ser para um perfil de investidor mais conservador. Geralment...
10 criptomoedas além do Bitcoin que você precisa conhecer
Você já deve ter escutado algo sobre Bitcoin. As criptomoedas estão revolucionando o mercado fina...
Índices da bolsa de valores que você precisa conhecer
Se você está pensando em investir na bolsa, mas não sabe por onde começar, entender os termos e ...
Inteligência Artificial: é possível aplicar no mercado financeiro?
A inteligência artificial é uma realidade cada vez mais presente no mercado financeiro. As chamada...
Técnicas para melhorar a produtividade no trabalho
A produtividade no trabalho é algo cada vez mais cobrado pelas empresas. Aquelas que estabelecem um...




Publicidade