Início Notícias Finanças Pessoais Casa Verde e Amarela: entenda quais as regras para participar

Casa Verde e Amarela: entenda quais as regras para participar

0
Chaveiro com formato de casa pendurado em um suporte de madeira
Se preferir, escute o áudio completo da matéria aqui:
3.3
(3)

Já ouviu falar no programa do governo federal Casa Verde e Amarela? Ele foi criado com o objetivo de reformular o Minha Casa Minha Vida.

Com a intenção de que, até 2022, 1,2 milhões de famílias de baixa renda sejam beneficiadas por esse programa, em 2021, ele foi regulamentado e pretende atender a três tipos de grupos diferentes. São eles:

  • financiamento a juros mais baixos,
  • regularização fundiária,
  • reformas dos imóveis.

Subsidiado pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e tendo a Caixa Econômica Federal como agente financeiro, esse programa casa própria governo irá beneficiar os moradores de áreas rurais.

Principalmente, os que possuem renda mensal de até R$7 mil ou anual de até R$84 mil.

Além disso, as regiões com histórico de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), como o Norte e Nordeste do Brasil, terão taxas de juros diferenciadas. Que poderão chegar a 4,25% ao ano, enquanto, nas demais regiões do Brasil, esse valor fica a 4,5% ao ano.

+ Casa Verde e Amarela e Minha Casa, Minha Vida: qual diferença?

Quais são as diferenças entre os juros dos dois programas?

Enquanto o Minha Casa, Minha Vida possuía 4 faixas de beneficiários (1; 1,5; 2 e 3), o programa Casa Verde e Amarela conta com 3 grupos e mais duas divisões. São eles: juros para o Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além de Norte e Nordeste.

Veja como fica dividido:

1 – Juros para Sul, Sudeste e Centro-Oeste:

  • Grupo 1: 5% a 5,25% (não cotista do FGTS) e 4,5% a 4,75% (cotista do FGTS);
  • Grupo 2: 5,5% a 7% (não cotista do FGTS) e 5% a 6,5% (cotista do FGTS);
  • Grupo 3: 8,16% (não cotista do FGTS) e 7,66% (cotista do FGTS).

2 – Juros para Norte e Nordeste:

  • Grupo 1: 4,75% a 5% (não cotista do FGTS) e 4,5% a 4,5% (cotista do FGTS);
  • Grupo 2: 5,25% a 7% (não cotista do FGTS) e 4,75% a 6,5% (cotista do FGTS);
  • Grupo 3: 8,16% (não cotista do FGTS) e 7,66% (cotista do FGTS).

Programa Casa Verde e Amarela: onde usar?

O programa Casa Verde e Amarela ainda permite a negociação e a regularização de dívidas dos beneficiários da faixa 1, o que o Minha Casa, Minha Vida não fazia nos moldes de classificação.

O recurso facilitará o acesso de até R$140 mil para comprar a casa própria.

Além desses benefícios, você consegue aproveitar esse programa do governo para reformar algum imóvel que já possui. Para isso, será oferecido o valor máximo de até R$23 mil.

Novos contemplados

As faixas de renda do Minha Casa, Minha Vida foram mudadas, priorizando famílias de baixa renda, chefiadas por mulheres. Tais quais idosos, pessoas com deficiência física, crianças ou adolescentes.

Portanto, núcleos familiares que estão em estado de vulnerabilidade social são o foco do programa Casa Verde e Amarela.

Assim, utilizando esses critérios, o Ministério do Desenvolvimento separou três grupos distintos para receber os benefícios do programa Casa Verde e Amarela.

  • Grupo 1: famílias com renda de até R$2 mil;
  • Grupo 2: famílias com renda entre R$2 e R$ 4mil;
  • Grupo 3: famílias com renda entre R$4 mil e R$7 mil.
Substituto do Minha Casa Minha Vida, o programa Casa Verde e Amarela apresenta mudanças importantes para o setor habitacional brasileiro

Como se inscrever?

O processo de inscrição no Casa Verde e Amarela é basicamente o mesmo do seu antecessor, Minha Casa Minha Vida. Veja a seguir as etapas para participar do programa:

1 – Famílias com renda mensal de até R$7 mil podem contratar de forma individual, intermédio de construtora ou de entidade organizadora caso esta seja vinculada a um empreendimento financiado pela Caixa.

Basta saber quanto será possível investir e, em seguida, entregar a documentação necessária em um Correspondente Caixa Aqui ou agência bancária mais próxima.

2 – A próxima etapa consiste na avaliação do cadastro encaminho pela Caixa. Após receber a documentação do imóvel escolhido, a estatal apresenta as melhores condições para o financiamento.

3 – Com a validação e aprovação do cadastro, bem como de toda a documentação, o último passo consiste na assinatura do financiamento.

Quais os documentos necessários?

Agora que você já sabe como se inscrever, é importante saber dos documentos que são necessários para se cadastrar no programas.

Veja a lista a seguir:

  • Comprovação De Renda Feita (Holerite/Contracheque);
  • Documentos De Identificação (RG E CPF);
  • Comprovação De Estado Civil (Certidão De Nascimento Para Solteiros, Certidão De Casamentos Para – Quem É Casado E Certidão De Casamento Averbada Para Divorciados);
  • Comprovante De Residência Atual;
  • Declaração De Contribuição Do Imposto De Renda, Se Necessário

E os autônomos? A comprovação de renda para esses trabalhadores deve ser feita por meio de extrato bancário de pessoa física.

Ficou interessado? Confira os detalhes de como se cadastrar no Programa Casa Verde e Amarela

O que achou disso?

Média da classificação 3.3 / 5. Número de votos: 3

Seja o primeiro a avaliar este post.

O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui