Início Notícias Finanças Pessoais Saiba como criar a cultura de guardar dinheiro

Saiba como criar a cultura de guardar dinheiro

0
Pote de vidro cheio de moedas e outras empilhadas fora
0
(0)

Guardar dinheiro é algo difícil no atual momento para a maioria dos brasileiros. Afinal, a crise econômica e o desemprego encurtaram consideravelmente a renda da população.

Por isso, a inadimplência já atinge 71.4% da população adulta brasileira. Dado revelado pelo levantamento feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)

Segundo a entidade, os números elevados são reflexo direto de uma junção de fatores ruins da economia.  E o principal vilão das dívidas é o cartão de crédito.

Com base no cenário, é muito comum encontrar pessoas ou famílias inteiras que não conseguem guardar dinheiro para o futuro, para as emergências ou para realizar um sonho. A falta de educação financeira pode ser a explicação para isso.

Disciplina é fundamental para guardar dinheiro

Não importa o quanto você ganha, fazer sobrar dinheiro para poupar depende de disciplina. Depende ainda de assumir uma posição preocupada com o futuro financeiro, sem deixar de lado a qualidade de vida presente.

Um passo importante para começar a guardar dinheiro é saber quais atitudes você precisa tomar para que isso comece a ser realizado.

Você possui dívidas? Tem algum dinheiro na poupança? Quanto você recebe por mês e quanto gasta? Qual seu salário fixo e outras fontes de renda?

Pensar nisso vai ajudar a traçar o seu perfil. A partir dele será possível fazer um plano de ação, tanto para acabar com dívidas quanto para poupar e investir.

Planejar é o primeiro passo

Um bom orçamento familiar é o primeiro passo no processo da educação financeira.

Confira um passo a passo bem simples para que você consiga guardar dinheiro. E você pode utilizar esse passo a passo para guiá-lo na organização do dinheiro da família.

– Agrupe ganhos e custos;
– Negocie suas dívidas e não crie novas;
– Minimize gastos e aumente os ganhos;
– Defina objetivos a curto, médio e longo prazo;
– Invista o dinheiro conforme os seus planos.

Para você conseguir esses objetivo, existem diversos aplicativos e planilhas para você colocar tudo no papel. Procure a ferramenta mais fácil para você.

Após isso, você terá uma visão geral das entradas, saídas e dívidas acumuladas. Se você está gastando mais do que ganha, a primeira medida deve ser cortar os custos.

Organização é a palavra de ordem para guardar dinheiro

Não gaste mais do que pode

Parece óbvio, mas algumas pessoas ainda insistem em gastar valores maiores do que o salário que recebem. Isso tem causado endividamento.

O melhor a fazer é separar parte do seu salário para seus gastos essenciais, como comida e aluguel. Além das contas essenciais, das quais você não pode abrir mão.

Busque ainda outras fontes de renda e force sua disciplina. Uma excelente alternativa para educar os mais reticentes ao hábito da poupança é o uso da previdência privada.

Ela é uma forma de se forçar a acumular recursos e gerar rentabilidade nas reservas mensais. Essa atitude vai auxiliar nos objetivos finais do planejamento financeiro.

Outro tipo de investimento que também é interessante para quem possui ansiedade em gastar são aqueles com algum tipo de carência. Ou seja, o investidor não conseguirá resgatar pelo período determinado.

Uma característica fundamental para aquele que deseja criar um planejamento financeiro eficiente é o aprendizado sobre investimentos.

Conhecer os ativos, suas rentabilidades, prazos, riscos e demais regras pode fazer com que uma pessoa multiplique o seu dinheiro com o passar dos anos.

A poupança não é mais uma forma de investimento atrativa. Existem outras aplicações que são tão seguras quanto ela e que podem gerar ganhos financeiros consideravelmente maiores.

Basta que você busque conhecer esses ativos e estudar todas as possibilidades que eles proporcionam.

Estipule metas e monte uma reserva

Estipular metas para guardar dinheiro vai te ajudar a manter o foco na tarefa. Além disso, traçar objetivos para o montante guardado dará mais propósito ao esforço que você está fazendo.

Por exemplo, uma meta pode ser “Guardar R$100 em 12 meses para viajar”. Você tem o valor, o prazo e o objetivo, o que torna o processo mais próximo à sua realidade, ao invés de ser apenas algo genérico como “Economizar mais dinheiro”.

Com um valor definido para cada meta, ele deve ser descontado do total das receitas para então a pessoa se organizar com as demais despesas com o valor restante.

Assim, ao receber o salário, a pessoa já destina o valor para seus objetivos e fica muito mais claro o quanto ela deve poupar, sendo assim uma boa forma de conseguir guardar dinheiro.

Outra dica que colabora neste processo, caso a pessoa não tenha metas muito bem definidas, é destinar parte de sua renda para uma reserva de emergência.

A reserva é o dinheiro destinado a imprevistos financeiros e evita que, caso algo aconteça e você não tenha dinheiro para arcar com a despesa, não precise recorrer a um empréstimo.

Gostou das dicas de aplicativos para ganhar dinheiro? Então compartilhe com os amigos e deixe um comentário!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui