Início Notícias Finanças Pessoais Veja as 10 melhores dicas de como decorar a casa com pouco...

Veja as 10 melhores dicas de como decorar a casa com pouco dinheiro

0
Sala de uma casa, simples com algumas plantas
2
(1)

Decorar a casa com pouco dinheiro é um desafio, sim, mas não é impossível. Existem várias dicas que podem te ajudar a passar por essa fase sem comprometer o orçamento.

Para isso é importante pensar tanto em aspectos mais práticos, como customizar itens que você já tem, pintar as próprias paredes e etc.

É possível decorar ambientes com pouco dinheiro

Mas também é necessário um bom planejamento para não sair no prejuízo depois.

Neste artigo você vai encontrar dez dicas para decorar a casa com pouco dinheiro, sendo cinco delas relacionadas a esses aspectos mais práticos e outras cinco para você pensar antes de iniciar a decoração.

Como planejar uma decoração mais barata

O planejamento do seu projeto é essencial para evitar gastos mal pensados e futuros problemas. Por isso, antes mesmo de iniciar a decoração, pense bem a respeito dos seguintes tópicos.

1. Faça o orçamento da sua decoração

Antes de qualquer coisa faça as contas e determine o limite de gastos para o seu projeto. Não arrisque comprar nem um tapetinho sequer sem antes ter o orçamento definido.

Uma das maiores armadilhas que levam as pessoas a gastar dinheiro desnecessariamente é a falta de planejamento financeiro em seus projetos.

Você provavelmente se sentirá tentado a comprar tudo de bonito que ver nas lojas. Por isso tenha o seu limite sempre em mente, um montante de dinheiro carimbado.

2. Avalie a contratação de um profissional

Sim, se você quer decorar a casa com pouco dinheiro com certeza já descartou a possibilidade de contratar ajuda profissional. Mas será mesmo que isso vai ser vantajoso?

Não é raro que alguém decida pintar a casa por conta própria e acabe manchando tudo, tendo que gastar novamente com tintas.

Isso quer dizer que você necessariamente não pode fazer isso sozinho? Não! Mas antes de concluir que não vai contratar um profissional, tenha certeza de que ele não será preciso depois.

Alguns serviços, se feitos sem o devido conhecimento, podem acarretar necessidade de mais manutenção depois. Caso decida fazer a contratação, procure alguém com boas indicações, que cobre dentro do seu orçamento e, se possível, que ofereça bons descontos.

3. Tire as ideias do papel, faça um projeto

Não meta os pés pelas mãos. A decoração da casa é algo que ficará visível para todos. Logo se você não gostar do resultado, pode acabar não conseguindo se adaptar e acabar gastando mais depois.

Uma boa dica é utilizar um desses sites gratuitos, nos quais é possível elaborar projetos em 3D. Tire as medidas da sua casa e faça um esboço para ter uma ideia das cores, da disposição dos móveis e dos itens de decoração.

4. Troque itens ou peça descontos

Diversas redes sociais possuem grupos de troca, nos quais as pessoas negociam itens e serviços. Por exemplo, se você sabe fazer bolos de aniversário, pode trocar este serviço com alguém que saiba fazer puffs.

Também é possível trocar objetivos. O sofá que não combina mais com a sua sala, por exemplo, pode ser trocado com o de outra pessoa que também está interessada em um móvel novo.

Obviamente, é importante checar a procedência do serviço ou produto e se certificar de que não está sendo vítima de um golpe. Se tiver amigos com quem possa realizar essas trocas a transação pode ser mais segura.

5. Comece a pesquisa cedo e aproveite promoções

Não haja por impulso. Se está com a ideia de decorar a casa com pouco dinheiro, pesquise bem antes de iniciar o processo, avalie preços e serviços para conseguir a melhor oferta.

Quanto mais cedo você planejar e começar a pesquisa, mais chances terá de encontrar boas promoções. Se você cumpriu a dica 1 e fez um planejamento financeiro, ter o dinheiro a vista pode possibilitar ainda mais descontos.

Decorar a casa com pouco dinheiro é possível com planejamento e criatividade

Como decorar a casa com pouco dinheiro

Agora partindo para as dicas mais práticas, depois de planejar o projeto e o orçamento, é hora de colocar a mão na massa. Neste momento, tudo que possa evitar o gasto de dinheiro é válido.

1. Aproveite móveis antigos

Essa dica já é um clichê, mas não pode deixar de ser mencionada. Muitas vezes as pessoas têm o hábito de olhar para coisas velhas como se fossem lixo e isso é um pensamento ultrapassado.

Você pode aproveitar seus móveis antigos de duas formas: os reformando e dando uma cara totalmente nova; ou simplesmente lixando, deixando com uma cara vintage.

2. Reciclagem e faça você mesmo

Continuando com o pensamento de que nem tudo que é velho é lixo, a reciclagem é uma das saídas mais utilizadas por quem quer decorar a casa com pouco dinheiro.

Seja reciclando seus objetos ou comprando em ferro velhos e lojas de produtos usados.

+ Economia circular: você sabe o que é?

Caixotes de feira, que muitas vezes podem ser conseguidos de graça, têm uma infinidade de utilidades: podem ser lixados e pintados e funcionar como uma mesinha de canto ou centro, cabeceira de cama, puffs, guarda volumes, porta revistas e até mesmo como uma estante. Empilhando alguns, você consegue usar para guardar livros e outros objetos de decoração. E, além disso, garantir um ar retrô no seu cômodo.

Para iluminar um cantinho, você pode pegar um recipiente de vidro que não é mais usado e encher com luzinhas de Natal.

Aquelas luzes que você fica metade de um dia para desembolar perto das festas de final de ano podem ser reaproveitadas dessa forma também.

Além disso, dá para decorar uma penteadeira ou estante. Mas, cuidado para não deixar perto de papéis ou objetivos inflamáveis, para evitar causar um desastre.

Se você está buscando inspiração, além de assistir a esses programas na televisão e pesquisar no Google, existe uma terceira excelente opção: o Pinterest. A mídia social de compartilhamento de imagens e infográficos funciona como um grande arquivo de ideias.

Você pode, por exemplo, criar pastas para salvar as imagens por assuntos, seguir pessoas e perfis inspiradores. Depois é deixar a criatividade rolar solta.

3. Troque o mais difícil pelo mais simples

Antes de trocar determinados itens do seu cômodo, avalie outras possibilidades mais baratas de mudar o ambiente, causando o mesmo impacto.

Por exemplo: ao invés de trocar o piso, experimente um tapete novo; no lugar de trocar janelas, uma cortina pode causar o mesmo efeito; se pensa em pintar as paredes, talvez utilizar papel de parede seja mais econômico.

+ Dicas para construir sua a casa própria com pouco dinheiro

4. Ressignifique objetos

Olhar para os objetos que você já tem e ver neles uma outra utilidade pode te fazer poupar muito dinheiro. E isso não necessariamente implica em trabalhos manuais e restauração de móveis.

Pratos que você não usa podem virar quadros na parede; bancos velhos podem se transformar em mesas de canto ou de centro. Bibelôs, broches e outros objetos pequenos podem virar puxadores de gavetas ou ganchos de parede.

5. Evite materiais muito frágeis

A quinta e última dica não pode ser esquecida. Seja na reciclagem, em trocas ou mesmo na compra de objetivos de decoração, pense no custo benefício.

A decoração da sua casa é algo que, provavelmente, vai precisar durar meses e anos. Então se você utilizar itens com materiais muito frágeis, como papel, por exemplo, pode precisar trocá-los em períodos curtos de tempo.

Para não precisar ter esses gastos a mais, opte por materiais mais duradouros ou tente usar artifícios para deixá-los mais resistentes (envernizando, reforçando costuras e colagens etc).

Lembre-se: a economia com a decoração da sua casa não se limita ao momento em que está acontecendo. Pense também na manutenção e se não vai sair muito cara.

O que achou disso?

Média da classificação 2 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui