Como é calculado o PIB? | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,285
Euro R$ 3,874
Bitcoin R$ 55.461,01
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,388
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Como é calculado o PIB?

Há ainda muitas dúvidas sobre o objetivo e o valor do PIB para um país. Se você é um desses não há problema. Após ler esse texto, tudo ficará mais fácil.

Entenda sobre PIB

Entenda sobre o PIB

O Produto Interno Bruto é uma estatística identitária que serve para visualizarmos melhor a economia de um lugar (cidade, estado, país e outros). São levados em conta vários fatores de entrada e saída de dinheiro naquela região para se ter noção de seu poder econômico. Porém quando sabemos exatamente o que é analisado, fica ainda mais fácil de saber o que acontece com o local estudado. Com esse intuito iremos apresentar agora os critérios avaliados para o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) de uma região.

Oferta

Nesse primeiro critério é analisado os principais meios produtivos da região. É levado em conta os ganhos da Indústria, produção de bens manufaturados; Serviços, atividades provenientes do comércio, educação e transporte; Agropecuária todos os trabalhos envolvendo o cultivo agrícola e criação de animais.

Demanda

O segundo critério é mais complexo. Uma equação tenta achar o número que representa todos os principais gastos do país como nação em geral. A equação a ser feita é representada por: PIB = C + I + G + (X – M)

Vamos então explicar o que cada letra significa.

C: consumo das famílias em bens e serviços;
I: investimento das empresas;
G: gastos do governo em bens e serviços;
(X – M): balanço comercial = exportação – importação.

Exemplificação

Para melhor compreendimento iremos usar o cenário brasileiro de 2016.
Nos primeiros meses do ano passado o nosso país já sofria com a crise econômica. E você vai entender como é possível saber como vai o país calculando o PIB.

No primeiro trimestre do país em 2016, comparado com o último trimestre de 2015, a fabricação de produtos manufaturados tinha caído 1,2%, o comércio, os transportes e a educação abaixavam 0,2% e a produção agrícola pecuária, referência internacional, acompanhava a queda em 0,3%. O nível de desemprego influenciava uma baixa na ida da família ao supermercado, empresários mais tímidos na expansão de seus negócios, apesar do nível de exportação superar o de importação.

Tudo isso jogado na balança resultaria em um déficit no nosso PIB. Essa queda pode ser chamada de “recessão técnica” quando persistida após dois trimestres. A avaliação dos nossos números indicam uma crise econômica. Portanto o PIB pode ser usada, também, como indicador que regulariza as condições vividas por tal região.







Mais lidos

Principais Indicadores de Valor de uma Empresa
Quando você está no processo de compra e venda de empresas, precisa pensar nas dívidas que essa e...
Como escolher o plano de saúde?
Diante de tantas opções, a contratação de um plano de saúde pode gerar muitas dúvidas. Antes d...
Leilão de imóveis: entenda os leilões judiciais e extrajudiciais
O leilão de imóveis pode se judicial ou extrajudicial. No caso do judicial, como o próprio nome d...
Tesouro Direto ou CDB: qual a melhor aplicação?
Já falamos aqui que dinheiro só na poupança não rende. E aí, apostar em uma Renda Fixa é uma b...
Alugar ou comprar imóvel 2018?
Esse é um momento de alugar ou comprar imóvel? Na dúvida, algumas questões devem ser avaliadas. ...
Investimento além da poupança: formas de aplicar seu dinheiro
A poupança viu uma melhora de cenário em novembro de 2017. Quando em outubro houve retirada líqui...




Publicidade