Como é calculado o PIB? | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,2693
Bitcoin R$ 28.050,01
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,874
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Como é calculado o PIB?

Há ainda muitas dúvidas sobre o objetivo e o valor do PIB para um país. Se você é um desses não há problema. Após ler esse texto, tudo ficará mais fácil.

Entenda sobre PIB

Entenda sobre o PIB

O Produto Interno Bruto é uma estatística identitária que serve para visualizarmos melhor a economia de um lugar (cidade, estado, país e outros). São levados em conta vários fatores de entrada e saída de dinheiro naquela região para se ter noção de seu poder econômico. Porém quando sabemos exatamente o que é analisado, fica ainda mais fácil de saber o que acontece com o local estudado. Com esse intuito iremos apresentar agora os critérios avaliados para o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) de uma região.

Oferta

Nesse primeiro critério é analisado os principais meios produtivos da região. É levado em conta os ganhos da Indústria, produção de bens manufaturados; Serviços, atividades provenientes do comércio, educação e transporte; Agropecuária todos os trabalhos envolvendo o cultivo agrícola e criação de animais.

Demanda

O segundo critério é mais complexo. Uma equação tenta achar o número que representa todos os principais gastos do país como nação em geral. A equação a ser feita é representada por: PIB = C + I + G + (X – M)

Vamos então explicar o que cada letra significa.

C: consumo das famílias em bens e serviços;
I: investimento das empresas;
G: gastos do governo em bens e serviços;
(X – M): balanço comercial = exportação – importação.

Exemplificação

Para melhor compreendimento iremos usar o cenário brasileiro de 2016.
Nos primeiros meses do ano passado o nosso país já sofria com a crise econômica. E você vai entender como é possível saber como vai o país calculando o PIB.

No primeiro trimestre do país em 2016, comparado com o último trimestre de 2015, a fabricação de produtos manufaturados tinha caído 1,2%, o comércio, os transportes e a educação abaixavam 0,2% e a produção agrícola pecuária, referência internacional, acompanhava a queda em 0,3%. O nível de desemprego influenciava uma baixa na ida da família ao supermercado, empresários mais tímidos na expansão de seus negócios, apesar do nível de exportação superar o de importação.

Tudo isso jogado na balança resultaria em um déficit no nosso PIB. Essa queda pode ser chamada de “recessão técnica” quando persistida após dois trimestres. A avaliação dos nossos números indicam uma crise econômica. Portanto o PIB pode ser usada, também, como indicador que regulariza as condições vividas por tal região.







Mais lidos

Foi demitido? Saiba como obter o seguro desemprego
O seguro desemprego tem sido um recurso importante para os milhares de desempregados no Brasil. Os d...
Como começar a investir com R$3 mil?
Investir com pouco dinheiro é uma questão para muitas pessoas. Parece que para fazer uma aplicaç...
Restituição do Imposto de Renda 2018: veja cronograma
Em 2018, os milhares de contribuintes tiveram até 30 de abril para declarar o Imposto de Renda. Ago...
Cerca de 7 milhões de brasileiros têm FGTS atrasado
FGTS atrasado é uma realidade para cerca de 7 milhões de brasileiros. De acordo com a Procuradoria...
Brasileiros no Japão: emissão de vistos cresce 145%
Muitos brasileiros estão buscando novas oportunidades em outros países, e o motivo desse fluxo mig...
BC aumenta oferta do swap cambial e dólar fecha em queda
Após seis altas consecutivas, o dólar fechou em queda nos últimos dias esta semana. Para o alívi...




Publicidade