Início Notícias Finanças Pessoais Saiba como funciona o refinanciamento de empréstimo

Saiba como funciona o refinanciamento de empréstimo

0
Mulher realizando cálculo com calculadora e moedas na mesa
0
(0)

Levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que o percentual de brasileiros com dívidas atingiu patamar de 67,3% em março deste ano. O que faz do refinanciamento de empréstimo uma necessidade para muitos.

Ainda segundo a CNC, a parcela das famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso – e que, portanto, permanecerão inadimplentes – manteve-se estável (10,5%) na passagem mensal. O indicador mostrou alta de 0,3 ponto percentual em relação a março do último ano.

Aliado a isso, o desemprego no país alcança um novo recorde e atinge 13,4 milhões de brasileiros. O que, de acordo com especialistas, é reflexo da ausência de medidas capazes de conter o avanço do coronavírus.

E, se você está em situação na qual seus ganhos estão quase que completamente comprometidos com o pagamento de dívidas, considere substituir dívidas caras e que comprometem muito da sua renda mensal, por dívidas mais baratas.

Ou seja, com taxas de juros mais baixas e com parcelas que permitirão a você ter uma folga monetária no seu orçamento mensal.

Reduza o valor da sua dívida

Quem já passou por situações em que esteve endividado, sabe muito bem como isso pode tirar o sono à noite e como a sensação de quitar as dívidas é libertadora. Mas você sabe como tornar isso ainda melhor?

Uma boa maneira é o refinanciamento de empréstimo. Para isso, é necessário renegociar diretamente com o credor, em feirões para limpar o nome ou por portabilidade de uma instituição para outra.

Você deve sempre buscar por canais oficiais para realizar a negociação. Para isso, basta ir na agência de seu banco ou contatar a empresa pelos canais de atendimento oficiais.

Inicialmente, os bancos tentarão cobrar o valor total da dívida com juros. Entretanto, é possível insistir e conseguir condições melhores, que se adequem a sua realidade. Portanto, dite as regras da negociação.

Portabilidade de crédito

Ao contrário do refinanciamento de empréstimo, a portabilidade é a mudança de um contrato de crédito de uma instituição para outra. Ou seja, trata-se da chance de levar uma dívida de um banco para outro.

Desde que – claro – você tenha condições melhores. Pode ser com juros menores ou mais prazo para pagar. Na prática, é a oportunidade de trocar uma dívida mais cara por outra mais barata.

Mesmo que consiga fazer o refinanciamento de empréstimo, reorganize suas finanças

Além disso, o desejo de mudar de banco também pode vir por conta do atendimento. Nesse sentido, a portabilidade é um direito de todo brasileiro. E você pode solicitá-la a qualquer momento.

Uma vez que os clientes podem pedir a portabilidade a qualquer instante, aumenta a concorrência entre os bancos. Por consequência, melhora a oferta de crédito e as condições para os bons pagadores.

Para realizar a portabilidade da dívida basta solicitar ao novo banco o início do processo. Porém, é preciso ficar atento para que o valor e os prazos não sejam piores do que o contrato atual.

Depois de fazer o refinanciamento do empréstimo, reorganize as finanças!

Ao escolher o refinanciamento de empréstimo para sair do endividamento, o ideal é que você crie ou atualize suas planilhas financeiras.

Você negociou contas mensais, trocou planos e substituiu dívidas, por isso, para evitar perder novamente o controle das finanças.

Portanto, revise e reorganize o seu controle mensal, seja ele via planilhas, aplicativos ou no caderninho. O importante é ele estar atualizado.

Liste seus objetivos, coloque-os em categorias de curto, médio e longo prazo. Dessa forma, será possível se organizar para realizar cada um deles e criar estratégias com foco no cumprimento dentro do prazo estabelecido.

Esse artigo te ajudou? Confira aqui alguns cuidados antes de pedir um empréstimo!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui