Início Criptomoeda Como identificar uma pirâmide de criptomoedas? Confira!

Como identificar uma pirâmide de criptomoedas? Confira!

0
Dois homens carregando uma grande criptomoedas, cada
Investidor deve ficar atento às oscilações do mercado cripto antes de apostar em ativos alternativos. (Fonte: Divulgação)
5
(2)

É bem provável que você já tenha escutado falar em golpes de pirâmides. E, apesar de ser muito comum, ainda existem pessoas que caem e até mesmo não reparam neste tipo de golpe. Agora ele chegou ao mercado financeiro, é a chamada pirâmide de criptomoedas. 

O assunto ganhou ainda mais destaque após a notícia de que o fundador da JJ Invest enganou dois atletas muito conhecidos pelos brasileiros: Zico e Neymar. Juntos, eles tiveram um prejuízo de R$170 milhões.  

Outro famoso que também teve o nome ligado a pirâmide de criptomoedas foi o cantor Gusttavo Lima. Em uma live que realizou em maio de 2021, Lima disse que uma das empresas patrocinadoras prometia lucros de até 5% por dia em quem investisse nas moedas digitais.

+ Conheça os golpes mais praticados em criptomoedas

Com tantos golpes de pirâmides no mercado financeiro, fica a pergunta: “como identificar e se proteger da pirâmide de criptomoedas?” E é possível sim você conseguir evitar cair nesses golpes. Mas para isso, é preciso ter muita atenção.

Até porque quem cai em uma pirâmide de criptomoedas acaba, infelizmente, tendo a perda dos ativos. 

Entenda o que é a pirâmide de criptomoedas

A pirâmide de criptomoedas também pode ser chamada de pirâmide financeira. Esse tipo de golpe é muito parecido com o esquema Ponzi, que talvez você já tenha escutado falar também.

Para quem não sabe, Charles Ponzi realizou uma das maiores fraudes da história, isso ainda em 1919. Foi ele quem incentivou os investidores a aplicarem dinheiro em uma empresa que não existia. 

E você imagina como Ponzi convenceu os investidores? Foi com a promessa de um retorno de 40% do valor em apenas três meses. Com o dinheiro dos novos membros, ele compensava os antigos e assim por diante.

As criptomoedas estão ganhando cada vez mais destaques e com isso os golpes de pirâmide de criptomoedas também estão crescendo

A estimativa é que mais de 30 mil pessoas tenham caído na fraude, durante sete meses. Por isso, o golpe com pirâmide também ficou conhecido como Esquema Ponzi, quando tem as seguintes características:

-> Falta de algum produto comercializado, a renda vem somente das indicações de novos membros;

-> Compensar os membros antigos com recursos dos novos;

-> Sumir com o dinheiro das vítimas quando o fluxo de dinheiro acabar.

Apesar de parecer fácil a identificação, muitas pessoas caem no golpe da pirâmide de criptomoedas. Principalmente porque esses golpes são disfarçados de projetos comuns ou até mesmo por meio de empresas de investimentos.

Como identificar o golpe de pirâmide no mundo das criptomoedas

Os golpes são comuns em várias áreas, mas nem sempre quem cai consegue identificar com facilidade como chegou a esse ponto. E em muitos casos o prejuízo pode ser grande.

No mundo das criptomoedas, é possível o investidor identificar os golpes de pirâmides com apenas algumas características, por exemplo:

1) Documentação não encontrada

Uma das formas de você identificar se está caindo em um esquema de pirâmide é prestar atenção na parte documental. Isso porque geralmente o link da documentação de desenvolvimento é colocado em um lugar fácil de encontrar.

Por exemplo, é possível encontrar essas informações em qualquer site oficial de um projeto de criptomoeda.

Além disso, você ainda consegue encontrar essas informações em portais como o da GitHub. Nele, os códigos mostram o mecanismo do projeto de uma forma ainda mais transparente.

+ Descubra como se prevenir de roubo de criptomoedas

Outra forma de você verificar e confirmar essas informações é com as principais exchanges, que também disponibilizam a documentação API nas suas plataformas. 

É importante ressaltar que esse golpe coloca um foco no processo de depósito, com o intuito de evitar a exposição do seu mecanismo e deixando os códigos em questão, os códigos básicos, inacessíveis.

2) Sistema de remuneração suspeito

O sistema de remuneração nesses esquemas não é 100% transparente. Ele funciona, por exemplo, pela indicação de membros. Isso funciona com o pagamento dos antigos com o dinheiro dos novos.

Vale destacar que a renda provém de forma única pela indicação de novos investidores. E por isso o esquema atua com esse método de pagamento, por ser mais viável, prático e vantajoso para os golpistas.

O incentivo maior fica sendo por atrair mais pessoas e aumentar ainda mais a pirâmide. Eles fazem isso em vez de captar  investimentos verdadeiros.

3) Promessa de alto retorno

Como em todo golpe envolvendo dinheiro e um processo de pirâmide, quem está em cima promete altos ganhos e um retorno imediato. Isso quase nunca é verdade, ainda mais se tratando de investimento. 

Eles também dão uma promessa que tem como proposta cuidar do ativo da vítima. Isso ocorre no módulo P2P. Com isso, eles prometem altos ganhos sobre os ativos investidos.

+ Guia completo para você começar a investir em criptomoedas

Neste processo, os golpistas deixam claro para os possíveis investidores uma oferta vantajosa. Mas, vale destacar sempre que quanto maior for o retorno prometido que o restante do mercado, maior será a possibilidade de golpe de pirâmide. 

Dessa forma, o final é sempre o esperado. Com o fluxo de dinheiro do esquema sendo interrompido e não sendo possível mais sustentar a pirâmide, a empresa acaba sumindo com o dinheiro das pessoas até então enganadas. Quase 5 milhões de pessoas já foram enganadas com golpes aplicados por pirâmides financeiras.

4) Outros sinais de alerta

Além desses três indícios, há outros sinais de alerta que podem ser observados. Por exemplo, retornos consistentes, incompatíveis com as oscilações de mercado ou vantagens cedidas a novos investidores, que garantem lucro acima dos demais.

Além disso, os investimentos em pirâmide não são registrados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), do Banco Central, nem por qualquer outra entidade reguladora.

Outros pontos de atenção são os atrasos no pagamento de valores mais altos e a dificuldade em comprovar as estratégias de investimento.

Dicas para não cair em esquemas de pirâmide

A primeira dica para não ser vítima de um esquema de pirâmide é, justamente, desconfiar de promessas de altos retornos garantidos. Ainda mais se tratando de um investimento em criptomoedas, que se trata de um mercado variável.

Além disso, é sempre importante procurar empresas de confiança para fazer seus investimentos. Pesquise sobre sua reputação no mercado antes de investir. E, verifique se há algum processo em andamento com as instituições reguladoras, como a CVM.

Por fim, não seja motivado pela ganância, nem invista em um mercado que não conhece. Dessa forma, as chances de cair em um golpe diminuem.

Pesquise, estude e entre em contato com pessoas que, de fato, conhecem este mercado, antes de investir em negócios duvidosos. Lembre-se que é a constância nos investimentos que vai te ajudar a alcançar bons resultados.

Esse conteúdo te ajudou? Então compartilhe com outras pessoas para ajudá-las a saber dessas informações e alertar para que não caiam nesses golpes.

Colaboração: Letícia de Jesus

Veja também no FinanceOne:

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui