Início Notícias Carreiras Como planejar a transição de carreira? Confira 6 dicas

Como planejar a transição de carreira? Confira 6 dicas

0
menina lendo livro
0
(0)

Mais da metade da população brasileira tem o desejo de fazer transição de carreira. Foi o que mostrou uma pesquisa divulgada recentemente pela Organização Kaspersky.

Aproximadamente 53% dos respondentes disseram que têm o desejo de mudar de emprego em um ano, devido à pandemia. Mas afinal, como se preparar para dar esse salto?

Mudar de cargo ou de empresa pode ser uma escolha muito positiva, mas também é complexa. Exige planejamento em vários sentidos, organização, estratégia e um bom direcionamento.

O primeiro passo

A primeira coisa a se entender no processo de mudança é a fonte da sua insatisfação. Pode parecer bobo, mas é uma etapa que muitas pessoas se atrapalham e acabam tomando algumas decisões equivocadas para si.

Isso porque existem três cenários de mudanças: de emprego, de carreira e de profissão.

Então, urge saber a qual dessas vertentes a sua insatisfação está acentuada. Você não gosta do seu emprego ou da empresa que você atua? A sua área é desvalorizada ou você sente que escolheu a profissão errada? Existem uma série de variáveis que precisam ser consideradas nesse processo.

Para começar a entender, faça uma lista das coisas que se desagradam e veja em que cenário elas se encaixam. A partir daí, perceba o que deve ser feito para corresponder com as suas expectativas profissionais.

As dicas, abaixo, vão te ajudar melhor nesse processo.

Dicas para ajudar na sua transição de carreira

Acontece que mesmo com os desafios, é algo que muitos profissionais consideram e não é baixo o número de pessoas que resolve recalcular a rota profissional. A questão é: como mudar de emprego da forma mais segura e eficiente possível?

Para ajudar, o FinanceOne lista a seguir cinco passos para planejar a transição de carreira. Confira!

#1 Transição de carreira exige saber onde quer chegar

Um comportamento muito comum, principalmente em pessoas que estão muito insatisfeitas no trabalho atual, é querer muito mudar de carreira, mas sem saber qual caminho seguir.

É preciso ter cautela com esse pensamento, porque mudar de direção sem saber para qual lado está indo pode gerar ainda mais frustração. É o famoso dar de cara com a parede.

Por isso, antes de iniciar o processo de transição entenda onde está e onde quer chegar. Procure refletir sobre o seu momento atual e o que te trará mais felicidade no curto, médio e longo prazo.

A partir disso será mais fácil delinear as rotas da sua trajetória profissional na direção certa. Leve em conta os seus valores inegociáveis e o que te motiva.

+ Quer mudar de profissão em 2021? Veja dicas!

#2 Trabalhe o seu autoconhecimento

Esse tópico está diretamente relacionado ao que foi dito no final do anterior. Só sabe realmente onde quer chegar, os valores inegociáveis e as motivações pessoais, quem tem autoconhecimento.

Responder com sinceridade a essas perguntas pode ajudar na transição de carreira:

  • Quais são as coisas que te trazem felicidade, satisfação?
  • O que você espera conquistar profissionalmente? Dinheiro, fama, estabilidade?
  • Quais são seus dons e habilidades? Em quais deles você é excelente? Sobre quais pode aprender mais?
  • Pelo que você gostaria de ser lembrado? Que marca você gostaria de deixar no mundo?

Encontrar essas respostas pode não ser fácil em um primeiro momento. Pode levar um tempo para refletir sobre todos esses tópicos, talvez precise conversar com amigos e família sobre seus comportamentos.

Mas o importante é realizar uma reflexão profunda, e não superficial, sobre si e sobre os próprios objetivos de vida. Esse processo de autoconhecimento não só vai contribuir para uma mudança de emprego mais certeira, como também para a vida em geral.

A transição de carreira pode trazer mais satisfação profissional

#3 Avalie as possibilidades e caminhos

Tendo entendido onde está e onde quer chegar, por meio de um processo de autoconhecimento, é hora de avaliar as possibilidades. Ou seja, quais caminhos se pode tomar para atingir aquela meta.

Por exemplo: a empresa onde trabalha atualmente já consegue te proporcionar o que quer? A outra carreira ou área que deseja explorar pode ser encontrada lá?

Muitas vezes a transição de carreira ocorre de forma interna, sem que o profissional necessariamente mude de empresa. Se não for o caso, talvez seja necessário voltar para o mercado.

Ou seja, enviar currículo para outros lugares que contemplem melhor os seus novos objetivos profissionais.

#4 Entenda as exigências do mercado

Seja mudando de empresa ou apenas mudando de carreira, se aventurar em um mercado novo pode exigir toda uma preparação inédita. Será que o seu currículo atual já atende as necessidades desse novo cenário que você quer desbravar?

+ Mudança de carreira: 5 passos para começar

É fundamental avaliar criticamente os pré-requisitos mais exigidos pelo mercado para contratação na nova carreira. Quais são os cursos, certificados, experiências, soft skills, idiomas etc que se buscam nos profissionais dessa nova área?

Tendo entendido as exigências do mercado, é hora de analisar e lidar com as lacunas no currículo. Ser um profissional qualificado é a base para ter uma transição de carreira efetuada com sucesso.

#5 Networking ajuda na transição de carreira

Ter um bom relacionamento profissional com as pessoas é importante mesmo para quem não vai fazer transição de carreira. Mas no caso de alguém que vai mudar drasticamente o rumo da vida profissional isso tem um papel ainda mais significativo.

Dependendo de como a mudança está sendo feita, talvez seja como reiniciar toda a trajetória profissional. Por isso converse com os mais experientes na função desejada, capte suas percepções sobre o mercado.

Fazer trabalhos voluntários é uma oportunidade de iniciar esse tipo de rede de apoio ao mesmo tempo que já adquire experiência.

#6 Planejamento financeiro importa

Antes de tomar essa decisão, é preciso ter um bom planejamento financeiro. Em alguns cenários, você terá que recomeçar e, consequentemente, terá que lidar com remunerações mais baixas durante um tempo.

Sendo assim, é importante economizar e criar reservas de emergências para os possíveis gastos que possam surgir nesse período mais escasso.

No início de uma nova carreira, se possível, é preciso deixar as expectativas de altas remunerações de alto e focar na experiências que certas oportunidades podem trazer.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui