Como viajar usando milhas? Entenda como funciona | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,285
Euro R$ 3,874
Bitcoin R$ 55.461,01
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,388
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Como viajar usando milhas? Entenda como funciona

Os programas de milhas são programas de relacionamento das companhias aéreas, em que a cada viagem realizada é possível acumular milhas e, posteriormente, trocá-las por outras passagens. Para acumular milhas, além dos programas das próprias aéreas, existem os serviços de pontuação e recompensas dos cartões de créditos.

Esses serviços permitem o acúmulo de pontos que serão trocados por milhas. O acúmulo de pontos é de acordo com os seus gastos no cartão. Outro ponto que deve ser observado é, caso você escolha um cartão básico que não possui a cobrança de anuidade, pode não ter esse serviço de pontos.

Como economizar para a sua viagem

O programa de recompensas ou benefícios faz parte do cartão diferenciado, em que há cobranças um pouco maiores de anuidade do que os básicos. Entenda como funciona aqui.

viajar com milhas
O primeiro passo para viajar usando milhas é escolher um programa de fidelidade e se cadastrar

Como usar pontos do cartão para milhas?

Para transferir a pontuação do cartão de crédito para milhas, é preciso estar cadastrado em um programa de fidelidade das aéreas. Os programas das companhias brasileiras são Avianca Amigo, Multiplus da Latam, Smiles da GOL ou TudoAzul da Azul.

Existem ainda os programas de fidelidade das companhias internacionais. Mas, geralmente, as passagens dessas empresas acumulam pontos através de parcerias com os programas nacionais.

Segundo o Procon-RJ, essa transferência pode ser de graça ou através da cobrança de alguma taxa. O cartão poderá impor também um número mínimo de créditos para permitir a transferência e nem todo cartão permite esse acúmulo de pontuação. Portanto, antes de contratar um cartão de crédito, tenha em mente seus objetivos além do valor das tarifas e juros cobrados.

Como se cadastrar em um programa de milhas?

Para se cadastrar um um programa de milhas, é necessário acessar o site da companhia desejada. Os cadastros geralmente informam um número de inscrição, que será o número da sua conta para depósito das milhas.

Esse número deverá ser informado sempre no check-in ou no momento da compra das passagens, e também para a transferência de pontos do cartão de crédito para o programa. O Procon-RJ recomenda alguns cuidados necessários ao aderir o programa de milhas.

Um desses cuidados é acompanhar a milhagem acumulada no seu programa de fidelidade, já que podem haver problemas como perda dos pontos por emissão de passagens indevidas em nome de terceiros, por exemplo. Para evitar isso, fique atento ao seu login e senha para acessar sua conta de milhas e não forneça os dados de acesso a ninguém.

Outro cuidado é acompanhar o regulamento do programa de milhagem, que pode ser alterado pela companhia sem aviso prévio. O Procon-RJ adverte que as empresas são obrigadas a fornecer todas as informações aos seus clientes e, em caso de prejuízo, eles podem recorrer judicialmente.

Atenção ainda à validade! Alguns programas têm validade dos créditos por apenas dois anos. Outros podem nunca vencer enquanto o cartão estiver ativo e a taxa anual em dia.

Como funcionam os programas de milhas?

Em sua cartilha de milhagens, o Procon explica como funcionam os programas de milhas. As empresas internacionais possuem programas de milhas, divididos em três categorias:

1 – O itinerário determinará o prêmio e o cliente acumulará 100% das milhas. Para primeira classe ou executiva, existe bonificação.
2 – O número de milhas em cada voo corresponde ao número real de milhas voadas. Dependendo da classe, pode render ainda mais.
3 – A quantidade é de acordo com a distância e a tarifa paga. Dependendo da classe, pode-se acumular de 50% a 100%.

Sites para encontrar passagens aéreas baratas

Nos programas nacionais, existem também três tipos de acúmulo de pontos para viajar de graça, ou seja, usando apenas as milhas para trocar por passagens. Conheça a seguir:

Programa 1:

No programa 1, funciona o acúmulo de pontos, valendo também para as companhias aéreas parceiras. Por exemplo, no Smiles, da GOL, é possível acumular por passagens emitidas pela AirFrance, Delta, Alitalia, Copa, entre outras.

Ainda no programa 1, em um voo de tarifa básica, o cliente é contemplado com 1.000 pontos quando voar na classe econômica pelo Brasil e América do Sul. Com 10.000 pontos é possível resgatar um trecho dentro da América do Sul em classe econômica, sem limitação de assentos e datas.

Programa 2:

Nesse programa, o cliente inscreve-se em um programa de milhas, que vale também para a compra online e de empresas parceiras. O total de milhas por voo varia de acordo com a distância e a tarifa – escalas não são consideradas.

Nos sites das empresas é possível simular o acúmulo de milhas, que podem ser convertidas em passagens para o Brasil, Caribe e em passagens de companhias parceiras. Para viajar por trecho no Brasil e na América do Sul são necessárias 10.000 milhas em ordem crescente proporcional a outros destinos, em classe econômica.

Programa 3:

O terceiro tipo de programa refere-se a cada trecho doméstico rendendo 1.000 pontos, que valem por dois anos. Entretanto, é preciso consultar a regra da tarifa na compra do bilhete, já que alguns não acumulam pontos. Oferecem resgate de passagens/prêmios válidos para voos nacionais. Para trechos grátis são necessários 10.000 pontos. Acumula-se pontos e não créditos.







Mais lidos

Principais Indicadores de Valor de uma Empresa
Quando você está no processo de compra e venda de empresas, precisa pensar nas dívidas que essa e...
Como escolher o plano de saúde?
Diante de tantas opções, a contratação de um plano de saúde pode gerar muitas dúvidas. Antes d...
Leilão de imóveis: entenda os leilões judiciais e extrajudiciais
O leilão de imóveis pode se judicial ou extrajudicial. No caso do judicial, como o próprio nome d...
Tesouro Direto ou CDB: qual a melhor aplicação?
Já falamos aqui que dinheiro só na poupança não rende. E aí, apostar em uma Renda Fixa é uma b...
Alugar ou comprar imóvel 2018?
Esse é um momento de alugar ou comprar imóvel? Na dúvida, algumas questões devem ser avaliadas. ...
Investimento além da poupança: formas de aplicar seu dinheiro
A poupança viu uma melhora de cenário em novembro de 2017. Quando em outubro houve retirada líqui...




Publicidade