Confiança da indústria avança em julho | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,785
Euro R$ 4,411
Bitcoin R$ 23.760,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,020
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Confiança da indústria avança em julho


São Paulo, 29/07 (Enfoque) –

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas subiu 3,7 pontos em julho, alcançando 87,1 pontos, o maior nível desde novembro de 2014 (87,5 pontos). Com o resultado, o índice acumula alta de 13,6 pontos desde o mínimo histórico de agosto do ano passado.

“A boa notícia de julho foi a alta mais expressiva do indicador de satisfação com a situação presente dos negócios, dando mais consistência à tendência de recuperação da confiança da indústria. Associada à alta do Nível de Utilização da Capacidade no mês, esta informação sinaliza que o setor entra no segundo semestre em fase de aceleração da produção. Apesar das incertezas ainda presentes no ambiente político e econômico, o resultado consolida a percepção de melhora gradual do ambiente dos negócios no setor”, afirma Aloisio Campelo Jr., Superintendente Adjunto para Ciclos Econômicos da FGV/IBRE.

 
A disseminação do resultado favorável foi expressiva em julho: o ICI subiu em 18 dos 19 principais segmentos da pesquisa. A alta no mês foi determinada majoritariamente pelas avaliações em relação à situação atual: o Índice da Situação Atual (ISA) subiu para 85,2 pontos, ficando 4,0 pontos acima do mês anterior, enquanto o Índice de Expectativas (IE) cresceu 3,3 pontos, para 89,0 pontos. Apesar da evolução positiva no mês, o ISA continua inferior ao IE, indicando que o setor industrial continua mais otimista com o futuro que satisfeito com o presente.
 
A principal contribuição à alta do ISA em julho veio do indicador que mensura a satisfação com a situação atual dos negócios, que subiu 8,0 pontos entre junho e julho, para 83,1 pontos. O percentual de empresas avaliando a situação atual dos negócios como boa passou de 5,4% para 10,4% do total, enquanto a parcela dos que a avaliam como fraca caiu de 46,9% para 41,0%.
 
A maior influência para a alta do IE no mês foi a do indicador de expectativas com o total de pessoal ocupado nos três meses seguintes, que passou a 90,8 pontos em julho, 6,2 pontos acima do resultado de junho. Apesar da melhora, há ainda mais empresas prevendo desmobilização de mão de obra que o contrário: o percentual de empresas prevendo aumento do pessoal ocupado nos meses seguintes aumentou de 9,5% para 12,6% do total, enquanto a parcela de empresas que preveem redução passou de 24,5% para 19,6%. Em síntese, o ajuste do mercado de trabalho continua, mas a um ritmo cada vez menos intenso.
 
O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) da Indústria alcançou 74,3% em julho, 0,4 ponto percentual acima do resultado de junho. Com o resultado, o NUCI do setor retorna ao nível de abril passado, um patamar ainda historicamente baixo, ilustrando como a recuperação do setor é cada vez mais evidente mas continua ocorrendo de forma lenta e gradual.
  
A edição de julho de 2016 coletou informações de 1.116 empresas entre os dias 04 e 26 deste mês.
 

A próxima divulgação da Sondagem da Indústria ocorrerá em 29 de agosto de 2016. A prévia deste resultado será divulgada no dia 23 de agosto.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 29/07/2016 08:21:09







Mais lidos

11 eventos de empreendedorismo em 2018 para você ficar ligado
Empreender é a sua meta para 2018, mas você não sabe por onde começar? E o que todo empreendedor...
Fuja desses 5 erros ao administrar suas finanças pessoais
Você sabe como administrar suas finanças pessoais? A sua resposta pode até ser sim, se você est...
Franquia home office: como lucrar trabalhando em casa
Abrir uma franquia home office é mais fácil e barato do que você imagina. E a notícia boa é: o ...
Cuidados ao contratar um seguro de celular
Ter um seguro é essencial para garantir a segurança e a comodidade caso algo dê errado ou não sa...
Investir em Portugal vale a pena? Descubra!
Vale investir em Portugal. Não é só a facilidade da língua que pode atrair investidores brasilei...
Conheça os 31 planos de saúde suspensos pela ANS
Muitas pessoas têm planos de saúde para evitar que em momentos de necessidade tenham que recorrer ...





Notice: Undefined variable: hidden in /var/www/finance-one/wp-content/themes/financeone_estrategia/single.php on line 46

Publicidade