Confiança do consumidor cai 4,8% em abril, aponta FGV | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$3,91
Euro R$4,47
Libra R$4,98
Peso R$0,13
Bitcoin R$25.224,36
Ethereum R$1.172,66
Litecoin R$224,70
Ripple R$1,34
Bovespa 81.533,08
CDI 2,64% a.a
Selic 6,40% a.a
Poupança 0,50% a.a
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Confiança do consumidor cai 4,8% em abril, aponta FGV

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) da Fundação Getulio Vargas apresenta queda de 4,8% em abril de 2012, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, ao passar de 135,3 para 128,8 pontos. O resultado apresenta um recuo frente ao observado em março, quando a taxa interanual ficou em -1,0%.
A piora na comparação interanual do ICS foi influenciada, sobretudo, pelas avaliações dos empresários em relação ao momento presente: em abril, o ISA-S registra queda interanual de 8,3%, contra 2,7% em março. O indicador apresenta seu pior resultado desde outubro de 2009, quando a queda interanual chegou a -8,7%. Na mesma base de comparação, o Índice de Expectativas (IE-S) também apresenta piora, ainda que bem mais suave: de 0,3% em março para -1,9% em abril, ao passar de 148,9 para 146,0 pontos.
O índice que mede as expectativas continua com os resultados bem mais favoráveis que os observados na avaliação do momento presente, o que pode ser reflexo de uma percepção de melhora gradual no nível de atividade econômica nos próximos meses.
O quesito que mede a percepção dos empresários do setor sobre a demanda atual foi o que mais contribuiu para a queda do ISA-S entre os meses de abril deste ano e abril de 2011: o indicador recuou 9,2% ao passar de 114,7 para 104,2 pontos. Das 2.846 empresas consultadas, 20,2% avaliam a demanda atual como forte contra 26,2% há um ano atrás; enquanto 16,0% a consideram fraca (contra 11,5%).
Ainda na comparação interanual, os indicadores do nível de demanda para os próximos três meses e do ambiente dos negócios nos seis meses seguintes influenciaram na mesma proporção a queda do IE-S. No caso da demanda prevista, a proporção de empresas prevendo crescimento passou de 51,8% em abril de 2011 para 49,2% em abril de 2012, enquanto a parcela das que esperam queda passou de 3,5% para 3,7% do total.

Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/05/2012 08:13:08

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora







Mais lidos

Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando na metade e as empresas não param de crescer. Esse é o resultado da pesquisa ...
Os jogadores mais bem pagos do mundo em 2018
Quem são os jogadores mais bem pagos do mundo? Muito provavelmente você vai responder Cristiano Ro ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...




Publicidade