Contas do Governo Central têm pior resultado primário para meses de maio desde 1999 | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,865
Euro R$ 4,381
Bitcoin R$
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,914
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Contas do Governo Central têm pior resultado primário para meses de maio desde 1999

(Ag. Brasil) – O resultado primário do Governo Central (Banco Central, Tesouro Nacional e Banco Central) foi deficitário em R$ 509,7 milhões em maio, segundo informou hoje (29) o Ministério da Fazenda. Foi o pior resultado para o mês desde de 1999, quando foi registrado um déficit de R$ 650 milhões.

O resultado primário é a diferença entre o que o país arrecada e o que gasta, da qual é tirado um percentual para honrar compromissos financeiros do país, inclusive o pagamento de juros da dívida pública.

 

Em maio, o Tesouro Nacional registrou superávit de R$ 2,1 bilhões, enquanto a Previdência Social e o Banco Central registraram déficits de R$ 2,6 bilhões e R$ 39,3 milhões, respectivamente.

 

Em maio do ano passado, o Governo Central também registrou resultado negativo, de R$ 366,9 milhões.

 

No acumulado do ano, o resultado passou para R$ 24,209 bilhões, acima dos R$ 19,157 bilhões de igual período do ano passado. A meta do governo para o segundo quadrimestre é de R$ 40 bilhões.

 

De acordo com o Tesouro Nacional, os investimentos cresceram 79,9% em 2010 em comparação com 2009. As despesas com o PAC aumentaram 89%. No período, o crescimento da receita bruta do Tesouro Nacional, de 8,43%, reflete a recuperação dos principais indicadores econômicos.

 

As transferências para Estados e Municípios nos cinco primeiros meses do ano tiveram um aumento de R$ 6,4 bilhões em comparação com o mesmo período do ano passado (12,4%), elevando-se para R$ 58,2 bilhões frente aos R$ 51,7 bilhões do ano passado.

 

As despesas do Tesouro Nacional totalizaram 11,9% do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de bens e serviços produzidos no país – até maio de 2010, contra 10,47% no mesmo período do ano passado.

 

Em termos nominais, verificou-se aumento de R$ 27,6 bilhões (21,5%) na mesma comparação, com destaque para as despesas de custeio e de capital de R$ 22,4 bilhões (33,3%), e de R$ 5,1 bilhões (8,4%) nos gastos com pessoal e encargos sociais.

 



Fonte:Enfoque Informações Financeiras Ltda.

Recebido em:
29/06/2010 10:59:36

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora







Mais lidos

Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando na metade e as empresas não param de crescer. Esse é o resultado da pesquisa ...
Descubra quais são as 20 profissões em alta no Brasil em 2018
São muitas profissões. Mas, qual escolher? É necessário analisar alguns fatores. Entre eles, sua ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...




Publicidade