Início Notícias Finanças Pessoais Controle de gastos é o principal desafio da geração hiperconectada, diz estudo

Controle de gastos é o principal desafio da geração hiperconectada, diz estudo

0
Pessoa fazendo cálculos em um caderno com várias notas de dinheiro
0
(0)

Você costuma fazer controle de gastos de todas as suas despesas? Tem o costume de anotar todos os valores que gasta?

Uma pesquisa realizada no primeiro semestre deste ano, pelo Banco Next em parceria com a empresa Consumoteca, identificou novos hábitos e desafios que envolvem a vida financeira dos jovens.  

De acordo com o estudo, 87% dos jovens têm algum tipo de hábito para controle financeiro. Sendo que deste total, 56% possuem uma planilha, seja ela online ou física para fazer o controle de gastos. Enquanto 45% das pessoas realizam anotações.

Controle de gastos é uma das dificuldades dos jovens com a vida financeira

Com a pesquisa, foi possível saber que o modelo que prevalece é o não automatizado para realizar o controle das despesas. Vale lembrar que a hiperconexão é o que caracteriza o perfil do público do estudo. Foram entrevistadas 2.225 pessoas, na faixa etária de 18 a 25 anos de idade.

A prática usada pelos jovens requer disciplina e tempo. Além de ela não se encaixar perfeitamente na rotina frenética desse público.

O resultado é a mistura do dinheiro de hoje com a reserva para o futuro, criando ao longo do tempo desorganização financeira. E até mesmo o endividamento por falta de controle.

Jovens não tiveram ensinamentos de controle de gastos

Quando perguntados se tiveram algum ensinamento de controle de gastos, a resposta dos jovens foi não. Eles relataram não terem aprendido sobre gerenciamento do dinheiro durante a formação, nem dos pais e nem das escolas.

Além de terem alegado aprender a cuidar das finanças “em um jogo de acerto e erro”. Para 78% dos entrevistados, o grande desafio de ter o controle de gastos é a falta de disciplina para prever, controlar e registrar todos os gastos.

E 67% gostariam de ver as finanças pessoais divididas por categorias e também gostariam de gerenciar o “dinheiro do amanhã”.

A importância de se ter um controle de gastos

Manter um controle das finanças pessoais é fundamental nos dias de hoje. Já que é dessa forma que você evitará possíveis dívidas e saberá quanto é gasto com cada conta a ser paga. Além de poder economizar e guardar dinheiro caso ocorra algum imprevisto.

Sem ter o controle de gastos será mais difícil você conseguir adquirir um bem, como por exemplo a casa própria ou até mesmo comprar um carro. Se o seu sonho é fazer uma viagem internacional, sem a organização das despesas isso ficará mais difícil.

É importante frisar que todo gasto deve ser anotado, seja na planilha ou no celular. E que por menor que seja a despesa, ele deve sempre ser considerado no planejamento financeiro. Sendo assim, não ignore a água que você comprou e nem a bala, que custaram pouco.

Lembre-se que na hora de ter um controle de finanças, todo o dinheiro gasto precisa ser anotado e isso conta muito no final.

3 passos para ter um controle de gastos

Se você quer manter suas finanças em ordem e saber para onde vai o seu dinheiro, mas não sabe por onde começar a montar o controle de gastos, fique calmo.

Separamos três passos que irão te ajudar nessa empreitada.

1º passo: anote todos os seus gastos

Essa é considerada uma prática fundamental para controlar os gastos pessoais. E para isso você pode usar aplicativos, cadernos ou até mesmo planilhas de computador. O que funcionar melhor para você.

E faça disso um hábito: gastou, anotou. Dessa forma, dificilmente você esquecerá de alguma compra ou pagamento que realizou. Independentemente do valor que foi, seja ele alto ou não.

passo: organize as despesas e alinhe por categoria

Separe um tempo para realizar a organização das despesas mensais. A ideia é que você consiga alinhá-las por categorias. Como por exemplo: alimentação, estacionamento, saúde, carro e extras. 

Essa etapa pode ser considerada um pouco trabalhosa no início, porém você irá se acostumar. Não se esqueça que todos os gastos devem ser registrados e pertencer a uma categoria.

3º passo: identifique para onde o dinheiro vai

Depois de um tempo realizando os passos anterior, você vai saber para onde o dinheiro está indo. Isso será possível porque ficará mais fácil de analisar com o que mais está gastando, se é alimentação, transporte, entre outros.

E assim, você poderá reorganizar melhor o dinheiro. Caso você veja que precisa cortar gastos, saberá o que é necessário e o que não é.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui