Copom eleva taxa básica de juros para 11,75% ao ano | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,4167
Bitcoin R$ 31.700,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,054
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Copom eleva taxa básica de juros para 11,75% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) em 0,5 ponto percentual, a taxa básica de juros (Selic) para 11,75% ao ano. O novo índice ficará em vigor pelos próximos 45 dias, até nova reunião do colegiado de diretores do BC, agendada para dias 19 e 20 de abril. Foi o segundo aumento consecutivo de 0,5 ponto percentual depois da retomada do processo de ajuste monetário, iniciado em janeiro.

Em nota divulgada logo depois da reunião, o Copom diz que “dando seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias, [o Copom] decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 11,75% ao ano, sem viés.”

A decisão foi em linha com a expectativa majoritária dos analistas financeiros, expressa no boletim Focus divulgado pelo BC na última segunda-feira (28).

Houve quem tivesse estimado um ajuste maior, por causa dos bons indicadores liberados hoje cedo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) sobre a produção industrial de janeiro e a venda de veículos em fevereiro, respectivamente.

De acordo com o IBGE, a produção industrial de janeiro cresceu 2,5%, comparado ao mesmo mês do ano passado, com desempenho melhor do que o previsto. Já a Fenabrave informou que as vendas de automóveis aumentaram 23,06% em fevereiro. Esses resultados acabam se tornando sinalizações para os defensores da tese de que existe espaço para um aperto monetário mais forte.

Em contrapartida, a Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) caiu em seis das sete capitais pesquisadas, na última semana de fevereiro, de 0,61% para 0,49%, na comparação com a semana anterior. Essa constatação é um indicativo de que as pressões inflacionárias começaram a ceder.



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
03/03/2011 09:25:31

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

FGTS inativo: quem tem direito e como sacar
Todo trabalhador brasileiro com contrato formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, a ...
Férias de julho no Brasil: para onde ir?
O meio do ano está chegando e é hora de decidir onde passar as férias em família. Mesmo com algu...
Como limpar seu nome no SPC e Serasa
Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milh...
Escolas de negócios: Brasil tem 3 das melhores do mundo
Três das melhores escolas de negócios do mundo em 2018 estão no Brasil. São elas: a Fundação ...
Como vender plano de saúde e ganhar dinheiro
Ganhar uma renda extra é o que muitos brasileiros têm buscado para superar a crise que o país vem...
Treasuries americanos: os títulos “mais seguros do mundo”
Muito conhecido no Brasil, o Tesouro Direto - Programa do Tesouro Nacional desenvolvido com a BM&...




Publicidade