Início Notícias Finanças Pessoais Como emitir a DARF para devolução do auxílio emergencial – Passo a...

Como emitir a DARF para devolução do auxílio emergencial – Passo a passo

0
montagem de cadeado em cima de notas de cinquenta e cem reais
1
(1)

Os brasileiros que precisam devolver o auxílio emergencial já estão sendo notificados pelo Governo Federal. Mas muitos ainda não sabem como deve ser realizada a devolução, ou  até mesmo como emitir o DARF.

Em agosto, de acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 650 mil pessoas foram notificadas para devolver o valor para os cofres públicos.

No último dia 4 de setembro uma nova leva de cidadãos foi notificada: mais 627 mil pessoas que receberam o benefício indevidamente.

E como você sabe se deve ou não essa devolução ao governo?

Simples, eles estão enviando uma mensagem de texto para o seu celular. O comunicado traz as principais orientações sobre o que você precisa fazer para devolver o dinheiro. 

As mensagens de celular, tipo SMS, estão sendo enviadas pelos números 28041 ou 28042.

“Qualquer SMS enviado de números diferentes desses, com este intuito, deve ser desconsiderado”, alertou o ministério.

+ Parcela extra do auxílio emergencial: confira o calendário!

Desse total de brasileiros que precisarão emitir o DARF para devolver o auxílio emergencial, existem duas situações:

  • Quem recebeu o auxílio mesmo declarando um rendimento tributável acima do limite estabelecido;
  • Quem recebeu o auxílio de forma indevida.

Vale ressaltar ainda que o Governo Federal ainda não divulgou qual será o valor que espera receber dos cidadãos.

Descubra quem vai precisar devolver o auxílio emergencial

Se você está na dúvida se vai precisar ou não devolver o valor que recebeu durante a pandemia, fique calmo. Quem deverá devolver o dinheiro para o governo são as pessoas que declararam à Receita Federal terem um rendimento acima de R$22.847,76.

As pessoas que forem notificadas receberão uma guia de DARF para restituir o valor. Alguns brasileiros já até mesmo receberam esse documento, mas ainda não realizaram o pagamento. 

Alguns brasileiros precisam emitir o DARF para devolver o dinheiro do auxílio emergencial

Além destes, ainda precisarão devolver o dinheiro quem recebeu o auxílio emergencial, mesmo não estando mais dentro dos critérios estabelecidos pelo programa, como: 

  • Pessoas que se aposentaram;
  • Receberam seguro-desemprego;
  • Fazem parte do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm);
  • Quem conseguiu um emprego formal registrado em carteira.

É um dos brasileiros que precisarão restituir o dinheiro para o governo? Então continue lendo este artigo para saber como emitir o documento DARF caso você ainda não tenha recebido.

Como emitir o DARF de devolução?

O procedimento a ser adotado para a devolução do auxílio emergencial é bem fácil. Quer saber como? O FinanceOne te explica o passo a passo:

1º passo: acesse o site da Receita Federal destinado à devolução;

2º passo: a página vai perguntar se você é um beneficiário do Bolsa Família;

3ª passo: se você for um beneficiário do Bolsa Família, informe CPF ou NIS (Número de Identificação Social). Mas, caso não, vai prosseguir informando apenas o CPF;

4º passo: agora, você vai precisar informar por qual banco vai querer pagar a GRU, seja Banco do Brasil ou outro de sua escolha;

5º passo: por fim, clique em “Emitir GRU” e faça o pagamento dentro da data de vencimento escolhida.

Vale destacar que é possível quitar o valor do Guia de Recolhimento da União pela internet, caixa-eletrônico, guichês ou na própria agência bancária. 

Atenção: o Governo Federal já informou que este é o único site oficial para realizar a devolução do auxílio emergencial. Qualquer outro que exija procedimentos diferentes, não faça. Cuidado para não cair em golpes!

Imposto de Renda já acusou DARF para devolução

Quem realizou a declaração do Imposto de Renda e entrou nas regras acima para devolução do auxílio emergencial já foi notificado durante a própria declaração. A Receita Federal alertou o usuário de que deveria devolver o valor recebido.

A devolução ocorreu em cota única, de acordo com a quantia recebida pelo trabalhador. 

+ Imposto de Renda: qual prazo para devolver auxílio emergencial?

Se você não conseguiu emitir ou não recebeu tal notificação, pode pedir a ajuda de um contador ou profissional da área que possa te auxiliar.

É muito importante devolver o valor para que você não tenha maiores complicações, além de pagar dentro do prazo para evitar os juros de mora e demais aplicações. 

Gostou dessas informações? Conhece alguém que precisa devolver o auxílio emergencial e não sabia que tinha que gerar um DARF? Então compartilhe com ele este conteúdo!

O que achou disso?

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui