Depois de interromper negócios, bolsa brasileira mantém forte queda | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,285
Euro R$ 3,874
Bitcoin R$ 55.461,01
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,388
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Depois de interromper negócios, bolsa brasileira mantém forte queda

SÃO PAULO  –  As ações de empresas brasileiras têm forte desvalorização, nesta quinta-feira, em consequência da grave denúncia de corrupção contra o presidente Michel Temer (PMDB) divulgada ontem à noite, a qual faz o país parecer instável e pouco confiável aos olhos dos investidores.

Ontem à noite, o jornal “O Globo” informou que Joesley Batista, um dos donos do frigorífigo Marfrig, gravou conversa com Temer na qual o presidente avaliza o pagamento de proprina ao ex-deputado Eduardo Cunha, preso no âmbito da Operação Lava-Jato desde outubro, para que o parlamentar não envolva o governo e seus aliados em relatos de ilegalidades.

O clima no mercado financeiro local é de preocupação com os rumos da economia agora que a crise política ameaça o andamento das reformas estruturais que são vistas como essenciais para tirar o país da recessão e garantir o seu crescimento sustentável no futuro. As mudanças na legislação trabalhista e no sistema de Previdência Social devem ser no mínimo adiadas, a expectativa de que o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) pudesse acelerar o corte de juros diminui bastante. De uma redução de 1,25 ponto percentual na reunião do final deste mês, a aposta majoritária passou a ser de 0,25 ponto percentual.

O Ibovespa recuava 8,99%, para 61.469 pontos, às 13h. Quando o índice atingiu 10,47% de baixa, aos 20 minutos de pregão, o sistema de limitação de perdas da bolsa – conhecido como “circuit breaker” – foi acionado, e as negociações ficaram suspensas por 30 minutos. A última vez em que o mecanismo disparou foi em outubro de 2008, em meio às turbulências globais que começaram com o colapso das hipotecas nos Estados Unidos.

As construtoras, que tinham subido bastante recentemente por conta do otimismo com as reformas e da perspectiva de redução dos juros, tinham as maiores baixas da bolsa hoje. O Índice Imobiliário da B3 (antiga BM&FBovespa) perdia 12,44% há pouco, na maior queda entre sete grupos setoriais.

Dentre as estatais, a Eletrobras exibia o pior desempenho, recuando 18,64%, para R$ 12,92. A ação preferencial da Petrobras perdia 14,99%, para R$ 13,27, e o Banco do Brasil despencava 18,37%, para R$ 27,60.

Fonte: Valor Econômico







Mais lidos

Principais Indicadores de Valor de uma Empresa
Quando você está no processo de compra e venda de empresas, precisa pensar nas dívidas que essa e...
Como escolher o plano de saúde?
Diante de tantas opções, a contratação de um plano de saúde pode gerar muitas dúvidas. Antes d...
Leilão de imóveis: entenda os leilões judiciais e extrajudiciais
O leilão de imóveis pode se judicial ou extrajudicial. No caso do judicial, como o próprio nome d...
Tesouro Direto ou CDB: qual a melhor aplicação?
Já falamos aqui que dinheiro só na poupança não rende. E aí, apostar em uma Renda Fixa é uma b...
Alugar ou comprar imóvel 2018?
Esse é um momento de alugar ou comprar imóvel? Na dúvida, algumas questões devem ser avaliadas. ...
Investimento além da poupança: formas de aplicar seu dinheiro
A poupança viu uma melhora de cenário em novembro de 2017. Quando em outubro houve retirada líqui...




Publicidade