Dólar perde força e vale R$3,24 nesta quinta; especialistas acreditam em mais quedas | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,4167
Bitcoin R$ 32.300,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 5,054
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Dólar perde força e vale R$3,24 nesta quinta; especialistas acreditam em mais quedas


São Paulo, 30/06 (Enfoque) –

Nas duas últimas semanas, o dólar vem perdendo sua força perante ao real. Para se ter uma ideia, a moeda americana chegou na casa dos R$ 4 perante uma crise econômica levada também pela situação política conturbada que acabou assolando o Brasil. Entretanto, situação externa e diversos acontecimentos acabaram puxando o dólar para baixo, fazendo com que, nesta quarta-feira (29), ele tivesse a maior baixa dentro de, em média, um ano, e maior queda entre os meses de junho desde 1994, quando foi implantado o Plano Real no país, valendo R$ 3,24 até o momento. Enquanto isso, especialistas continuam afirmando que valor deve cair até R$ 3 em pouco tempo, conforme previsão sobre os próximos episódios.

Há algum tempo, houve uma discussão bem movimentada em relação ao aumento da taxa de juros nos EUA, que, por opção do Fed, acabou não acontecendo. Mesmo que a chefe do Federal Reserve, Janet Yellen, tenha afirmado que sempre é priorizado o aumento, cenário não é favorável, mas também não é tão impróprio, mesmo com dados negativos, reafirmando que acreditam: os aumentos devem acontecer. Por outro lado, especialistas vêem a possibilidade de apenas um aumento dos juros este ano, e somente no mês de dezembro.

A chegada de Ilan no Banco Central despertou uma sensação de otimismo sobre um corte rápido da Selic, entretanto, seu posicionamento acabou reforçado que o processo deve ser mais lento do que era esperado. Os analistas devem assistir uma realidade diferente da prevista,  corte dos juros deve acontecer de uma forma mais gradual.

A autoridade monetária diminuiu sua exposição no mercado com a redução de swaps. Hoje, o valor está em cerca de US$ 62 bilhões, metade das posses do Banco Central há alguns meses atrás.

Mesmo com o Brexit tendo se consolidado após o referendo britânico que aconteceu na quinta-feira (23) da semana passada, minério de ferro e petróleo são algumas das commodities que mantiveram-se em alta, e isso acaba favorecendo o enfraquecimento do dólar perante as outras moedas, principalmente em relação às que representam países ligados de maneira intensa com os ativos. O Brasil, por exemplo, é um exemplo claro que se encaixa neste caso e, por isso, tendência é que o dólar continue descendo frente ao real.

(por Oscar Brandtneris)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 30/06/2016 09:18:45







Mais lidos

FGTS inativo: quem tem direito e como sacar
Todo trabalhador brasileiro com contrato formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, a ...
Férias de julho no Brasil: para onde ir?
O meio do ano está chegando e é hora de decidir onde passar as férias em família. Mesmo com algu...
Como limpar seu nome no SPC e Serasa
Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milh...
Escolas de negócios: Brasil tem 3 das melhores do mundo
Três das melhores escolas de negócios do mundo em 2018 estão no Brasil. São elas: a Fundação ...
Como vender plano de saúde e ganhar dinheiro
Ganhar uma renda extra é o que muitos brasileiros têm buscado para superar a crise que o país vem...
Treasuries americanos: os títulos “mais seguros do mundo”
Muito conhecido no Brasil, o Tesouro Direto - Programa do Tesouro Nacional desenvolvido com a BM&...




Publicidade