Início Notícias Economia Eletrônicos devem ser os mais procurados na Black Friday 2020

Eletrônicos devem ser os mais procurados na Black Friday 2020

0
Várias roupas em cabides de uma loja
5
(1)

A Black Friday 2020 está chegando. A segunda melhor data do comércio, perdendo apenas para o Natal, acontecerá no dia 27 de novembro. Nesse sentido, muitos clientes já estão ansiosos para os anúncios das promoções.

Além disso, será primeira Black Friday após a pandemia do coronavírus. Aliás, ela vai estrear novos hábitos dos consumidores, mas o padrão de buscas por produtos eletrônicos deve continuar.

Primeiramente, é bom lembrar que o brasileiro comprou mais pela internet desde o começo da quarentena imposta pelo novo coronavírus.

Dessa forma, a imagem de lojas cheias e ruas com aglomerações não deve se repetir este ano. Isso porque o Ebit apontou que o e-commerce ganhou 7,3 milhões de novos consumidores entre janeiro e julho deste ano.

+ Black Friday: o que esperar da edição de 2020?

Black Friday 2020: setor de aparelho eletrônico deverá ofertar os maiores descontos

Se você fez algumas economias para aguardar as promoções da Black Friday para adquirir algum aparelho, esta Black deverá ser sua melhor oportunidade. De acordo com estudos realizados, o setor está entre os mais procurados e deverá oferecer o maior número de ofertas.

O levantamento foi realizado pela Méliuz e indicou que as mercadorias mais vendidas na temporadas passadas foram: TVs e Smart TVs, notebooks, tablets, roupas e calçados, smartphones, PS4 e PS5, além de Xbox One.

Apesar do desconto oferecido na linha de eletrônicos ser menor que em outros produtos, como roupas e móveis, os clientes ainda aproveitam a data para economizar. 

E a Black Friday 2020 também tem a lista de desejos. A seguir, os produtos mais cobiçados, de acordo com a empresa Méliuz, plataforma de cashback.

A lista de aquisições é longa e entre os produtos mais procurados estão:

  • celulares;
  • notebooks;
  • roupas e calçados;
  • TVs e Smart TVs;
  • PS4;
  • Xbox One;
  • passagens aéreas;
  • geladeira e eletrodomésticos.
Black Friday 2020: 59% dos consumidores admitem que a decisão de compra vai depender dos descontos

59% dos consumidores admitem que a decisão de compra vai depender dos descontos

Apesar dos descontos, será o preço que vai definir o canal de compra do consumidor. Pelo menos é o que mostra um estudo realizado pela TracyLocke Brasil, em parceria com a Behup, em que revelou que 59% das pessoas admitiram que a decisão entre lojas físicas e virtuais vai depender dos descontos oferecidos em cada uma.

A mesma pesquisa demonstrou que 43% dos brasileiros também já estão se preparando a Black Friday desde o início do ano.

E com as compras online é possível, também, monitorar os preços de produtos com antecedência. Ou seja, é possível saber se as ofertas da Black Friday 2020 valerão a pena.

Além da vantagem da pesquisa antecipada, a compra online tem outros benefícios apontados na pesquisa da TracyLocke Brasil e Behup. São eles:

  • comodidade (64%); 
  • preço e praticidade (60%); 
  • evita aglomerações (58%).

Veja como comprar na Black Friday com segurança

Para garantir uma boa experiência de compras durante a Black Friday 2020, é importante seguir algumas dicas de segurança que poderão fazer a diferença na hora da compra. Abaixo, listamos algumas delas:

  • Desconfie de descontos muito abaixo da estimativa do mercado;
  • Compre apenas o necessário e utilize o cartão de crédito com cautela;
  • Confira a política de entrega e troca da loja;
  • Veja se a loja física ou online possui credibilidade e é de confiança;
  • Atenção nas taxas de envio do produto ou do serviço que você está adquirindo;
  • Liste, por ordem de prioridade, todas as aquisições que você deseja fazer.

+ 5 erros mais comuns ao utilizar o cartão de crédito

Em resumo, a Black Friday 2020 deve manter a alta tendência de faturamento no mercado, apesar da pandemia do coronavírus. Isso se explica devido ao crescimento do comércio online.

Se você também quer aproveitar a Black Friday em novembro e, além disso, quer economizar, veja o texto “5 melhores aplicativos para monitorar preços” que separamos para você!

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui