Início Notícias Carreiras Empregos: veja como definir sua pretensão salarial?

Empregos: veja como definir sua pretensão salarial?

0
0
(0)

Em decorrência do coronavírus, o desemprego está em alta. E quando aparece, as oportunidades costumam pedir a pretensão salarial dos candidatos. O que fazer nesse momento?

Muitos não enviam a pretensão ou colocam o famoso “a combinar”. Essa atitude pode ser interpretada pelos recrutadores como medo de “errar a mão” ao colocar um valor e acabar ficando fora do processo seletivo.

Quando uma empresa solicita essa informação, ela quer ter certeza que poderá atender as expectativas salariais dos candidatos. Isso evita, inclusive, possíveis frustrações, desgastes e otimiza o tempo de recrutamento.

Ao mesmo tempo, ela também visa atrair bons profissionais que poderiam não responder ao anúncio caso o valor anunciado não fosse considerado tão atrativo.

Definir a pretensão salarial para vaga de emprego pode ser uma das tarefas mais difíceis

A empresa tem um orçamento a cumprir mas também está de olho no momento da economia, se a vaga em questão possui poucos candidatos ou se a oferta de mão de obra é grande.

Ao solicitar a pretensão salarial, a empresa tem condições de analisar o que o concorrente oferece no seu perfil descrito no currículo, alinhado ao valor que ele atribui a si mesmo como profissional.

5 dicas para fazer sua pretensão salarial

1 – Consulte tabelas salariais

Em primeiro lugar, é preciso ter uma noção geral do que o mercado está pagando para a sua vaga. Procure alguma tabela oficial antes de definir o seu valor.

Além de evitar que você envie uma pretensão fora da realidade, o dado serve como argumento se houver alguma negociação presencial.

2 – Considere sua posição no mercado

Para lançar um valor, o candidato também precisa refletir sobre sua situação atual. Se você tem um emprego, é uma boa ideia pedir um salário igual ou superior ao que você já recebe.

No caso de quem está fora do mercado, a dica é pedir até 10% menos, com base na sua última remuneração. Se você ganhava R$10 mil por exemplo, vale propor algo em torno de R$9 mil.

3 – Estabeleça um “mínimo viável”

Não adianta pesar apenas fatores externos para definir a sua pretensão salarial. O candidato precisa definir um mínimo que precisa ganhar para pagar suas contas e se motivar para o trabalho.

A dica do especialista é pedir um pouco a mais do que esse “piso”, para haver margem de negociação numa conversa posterior com o recrutador.

4 – Converse com seus pares

Saber quanto ganham ex-colegas de faculdade também ajuda a estimar um valor. Não dá para confiar totalmente, mas vale a comparação para saber como vai o mercado.

Isso porque essas pessoas têm algumas variáveis em comum com você, como formação acadêmica, instituição de ensino e tempo de experiência. Só não confie cegamente nessa informação, porque há muitos outros fatores em jogo.

Por mais que você procure informações para balizar a sua pretensão salarial, sempre há espaço para questionamentos. O melhor a fazer, portanto, é não cravar um número fechado.

5 – Use a expressão “na faixa de”

Dizer que você quer um salário na faixa de R$9 mil, por exemplo, demonstra flexibilidade e abertura para o diálogo. Além disso, o intervalo deixa um importante espaço para “manobras”.

+ Conheça os melhores sites para procurar empregos temporários

O que não fazer quando perguntarem sua pretensão salarial

1 – Informe-a apenas quando for perguntado: se o anúncio da vaga não solicitou essa informação, não cometa a gafe de enviá-la. Com certeza, o recrutador já tem um valor bem definido para a posição.

2 – Não abra o currículo com a pretensão salarial: isso pode soar como deselegante. Especialistas recomendam que o dado seja o último da página para que o recrutador tenha acesso primeiro às suas experiências e qualificações.

3 – Não se desespere na procura: mesmo sem experiência ou desempregado, não aceite a primeira proposta que aparecer, se estiver pensando em continuar a busca. Pular de vaga em vaga não é um comportamento bem visto pelos especialistas de RH.

4 – Não se menospreze ou supervalorize: não exagere na sua pretensão salarial nem a diminua muito, na tentativa de conseguir o emprego dos sonhos. Seja justo com a sua experiência e considere a descrição da vaga para avaliar o grau de responsabilidade atribuído. Reconheça o seu valor!

Este conteúdo te ajudou? Qual é a sua opinião sobre as empresas pedirem pretensão salarial na descrição das vagas? Você concorda ou discorda? Comente aqui em baixo!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui