Início Notícias Finanças Pessoais Empréstimo para pequenas e médias empresas: veja se vale a pena

Empréstimo para pequenas e médias empresas: veja se vale a pena

1
0
(0)

Por conta da pandemia, as pequenas e médias empresas sofreram vendo o faturamento cair devido às restrições. Foi necessário fechar os negócios, se adaptar para home office e, dependendo, começar a vender online. Porém, muitos ainda necessitaram em solicitar um empréstimo. 

Em abril de 2020, o Governo Federal anunciou empréstimos para as pequenas e médias empresas, com o objetivo de ajudá-las. Essa foi uma forma que o Ministério da Economia encontrou para que os empresários mantivessem os salários dos funcionários por dois meses.

Na época, foram disponibilizados no máximo R$20 bilhões por mês ou R$40 bilhões em dois meses. A previsão do governo era que 1,4 milhões de pequenas e médias empresas fossem beneficiadas com esse empréstimo.

Vale lembrar que essa linha de crédito emergencial era um empréstimo e que o dinheiro só poderia ser utilizado de forma exclusiva para pagar os funcionários

Governo Federal estuda um novo empréstimo para pequenas e médias empresas

Em fevereiro deste ano, o Ministério da Economia divulgou que estava preparando um novo pacote de concessão de empréstimo para as pequenas e médias empresas. A finalidade deste novo crédito é o mesmo do que aconteceu em 2020, dar um respiro para esses empreendedores.

Vale lembrar que este setor foi um dos mais afetados pela pandemia. Além disso, as pequenas e médias empresas são as responsáveis por grande parte dos empregos gerados no Brasil.

O assunto chegou a ser debatido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em um almoço com empresários. Na época, o ministro falou que poderia liberar até R$100 bilhões em empréstimos.

Quais foram as regras para poder solicitar o empréstimo em 2020?

Para quem tinha uma pequena ou média empresa e queria solicitar o empréstimo que o Governo Federal ofereceu, precisou seguir algumas regras. Sendo elas:

-> O empréstimo ficou disponível para as empresas com faturamento entre R$360 mil e R$10 milhões por ano;

 -> O dinheiro só poderia ser utilizado exclusivamente para a folha de pagamento;

-> Os juros pagos foram de 3,75% ao ano;

-> As empresas tiveram seis meses de carência para começar a pagar o empréstimo e de 36 meses para quitar a dívida.  

O programa foi implementado por uma Medida Provisória (MP). Além disso, foi possível solicitar o empréstimo nos bancos privados, os presidentes das instituições financeiras Bradesco, Santander e Itaú já afirmaram que vão oferecer a nova linha de crédito para as empresas.

Como foi o empréstimo oferecido pelo governo?

Segundo a autarquia federal, o programa funcionou por meio de uma Medida Provisória. É importante ressaltar que o empréstimo solicitado não foi utilizado como pagamento a outras empresas.

As pequenas e médias empresas são as que mais geram empregos

A medida serviu apenas para o pagamento dos salários dos funcionários. O Banco Central explicou na época que o dinheiro cairia diretamente na conta do empregado, a ser indicado pelo empregador que solicitou o empréstimo.

Além disso, as empresas que optaram em adotar essa medida provisória não puderam demitir funcionários por, pelo menos, dois meses. O empréstimo também não cobriu todos os salários. O valor financiou, no máximo, dois salários mínimos por trabalhador, o que a época era equivalente a R$2.090.

+ Empréstimo em banco digital: como funciona e se vale a pena

SIM Digital é opção de microcrédito para quem é MEI

Recentemente a Caixa divulgou o microcrédito para pessoas físicas e jurídicas, neste caso MEI. O valor a ser solicitado é de até R$1.000 e R$3.000, respectivamente.

É importante ressaltar ainda que será cobrado juros para ambos os públicos. O valor é a partir de 1,95% ao mês com a possibilidade de parcelar o empréstimo em até 24 meses. 

E como solicitar o empréstimo? Quem for pessoa física poderá fazer o pedido no próprio aplicativo do Caixa Tem. Agora que é MEI só pode fazer a solicitação presencialmente até o momento.

Sendo assim, é preciso que você compareça em uma agência da Caixa e oficialize o interesse pelo crédito. Vale ressaltar que em breve o processo se torne digital, facilitando o pedido do microcrédito.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com um amigo que esteja precisando de crédito para pequenas e médias empresas.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

1 COMENTÁRIO

  1. Governo ou quem quer que seja responsável por esses créditos fiscalizem pata onde estão indo esse dinheiro os pequenos não estão recebendo nada vocês até liberam mais erro de vocês passam total autonomia para bancos que por sua vezes só liberam pra quem eles querem…..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui