Início Notícias Empreendedorismo Espaço coworking: saiba o que é e como funciona

Espaço coworking: saiba o que é e como funciona

1
Mulher trabalhando em uma sala com outras pessoas e sorrindo
5
(3)

O espaço coworking é um escritório compartilhado ou colaborativo. Ou seja, um espaço de trabalho com associados.

Esses membros podem ser grupos de freelancers, trabalhadores remotos, profissionais independentes e até mesmo pequenas empresas, como startups.

Inovação é o que não falta nesses locais!

Primeiramente, coworking significa “trabalhando junto”, em tradução literal. Ou seja, o coworking é um espaço comunitário, onde é possível alugar um espaço em uma mesa ou uma estação de trabalho completa, por uma mensalidade.

Esse “aluguel” dá direito a uma série de benefícios no espaço, que vão além das contas de água e de luz como parte do pacote.

Em um artigo da Harvard Business Review, Why People Thrive in Coworking Spaces, fala-se sobre o porquê as pessoas prosperam nesses espaços.

O artigo foi concluído após uma pesquisa em uma série de entrevistas. Como resultado, chegou-se à conclusão de que membros de coworking acreditam que seus trabalhos são mais significativos.

Além da liberdade para escolher trabalhos que os freelancers têm, esses profissionais veem o significado em motivarem eles mesmos a irem trabalhar todos os dias. No entanto, outros pontos são relevantes para quem adotou um coworking como escritório. Conheça mais a seguir!

Espaço coworking funciona como o princípio da comunidade, onde membros interagem e podem trabalhar de forma integrada (Foto: Divulgação)

O que é um espaço coworking

Em primeiro lugar, um coworking não funciona como uma empresa comum. Vários membros podem fazer parte do espaço e pagam uma quantia mensal para direito ao uso.

Ali, estarão pessoas trabalhando independentes, freelancers escolhendo seus jobs, profissionais em projetos distintos e pequenas empresas buscando prosperar.

Nesse sentido, há uma diversidade nesses espaços, a competição direta ou políticas internas são mínimas, segundo aponta a pesquisa da HBR.

Além disso, uma outra conclusão é a de que trabalhar entre pessoas que fazem diferentes tipos de trabalho, pode ajudar a tornar a identidade de trabalho mais forte.

O trabalho é em uma espécie de comunidade. E é missão desses membros ajudarem uns aos outros com suas habilidades, assumindo o conceito de comunidade.

Ser parte de um movimento social é explicado no coworking pelos valores, que incluem comunidade, colaboração, aprendizado e sustentabilidade. Esses são alguns dos princípios que fazem parte desses espaços.

Além disso, o profissional que escolhe trabalhar em um coworking pode ter acesso, em muitos casos, todos os dias da semana e a qualquer hora. Isso permite maior liberdade profissional.

Apesar de toda essa autonomia, essas pessoas acreditam que é preciso haver alguma estrutura profissional.

É por isso que o trabalho em comunidade ajuda a criar essa estrutura e disciplina que os motiva.

Ser parte de uma comunidade é também uma das razões que levam as pessoas a buscar um espaço de coworking para trabalhar, em vez de ficar em casa ou alugar um escritório.

Em ambientes únicos, esses espaços promovem interação. E os gerentes de comunidade são responsáveis por gerar essa integração entre os membros.

Quem usa esse serviço?

Conforme já mencionado, diversos profissionais podem se beneficiar desse serviço. Entre eles, freelancers, profissionais de TI, empreendedores, consultores, arquitetos, engenheiros, e outros.

Além disso, as startups, que costumam ter equipes mais enxutas, usam esses espaços por conta do custo-benefício. Isso porque um coworking costuma ser muito mais barato que o aluguel de uma sala comercial.

Como funciona um espaço coworking?

Trabalhar em um ambiente inovador pode ajudar a ter novas ideias. O trabalho no coworking, embora seja um espaço criado como uma comunidade, é bastante flexível e livre.

É um lugar que busca criar o ambiente ideal para a força de trabalho. O que não inclui apenas ter um café ou um bar, por exemplo.

A flexibilidade permite atuar em um horário de trabalho colaborativo ou mais calmo. Além disso, esses espaços costumam promover uma série de eventos para seus membros.

Podem ser eventos para conectá-los a outros profissionais e praticar o famoso networking, treinamentos, eventos sociais, para citar alguns.

Com base nesse conceito, conheça alguns dos serviços que os espaços coworking podem oferecer.

1 – Espaço físico

A maior vantagem de um coworking é a disponibilidade de um espaço físico para trabalhar fora de casa. Além disso, esses ambientes estão preparados para isso, visto que contam com mobiliário e iluminação adequada, além de salas privativas e os equipamentos necessários para você realizar seu trabalho.

2 – Salas de reunião

A princípio, embora seja um local em que o clima é comunitário, há momentos em que você precisará se reunir com seu time, ou fazer uma reunião, ou apenas precisar de silêncio para desenvolver algum trabalho.

Então, salas para reuniões podem ajudar com esse trabalho, com possibilidade inclusive de fazer videoconferências.

3 – Conexão e telefonia

Como muitos dos membros são freelancers, como trabalhar sem conexão? Aliás, hoje em dia é difícil trabalhar sem estar conectado.

Nesse sentido, serviços de internet e telefonia podem e devem ser uma das ofertas nos espaços coworking.

4 – Serviço de recepção

Ter alguém para anotar os recados, cuidar da agenda e receber correspondências e encomendas, por exemplo, pode ser de grande ajuda para os membros do espaço.

Além disso, receber os visitantes é outra tarefa que pode ser incluída nessa função.

5 – Serviços de limpeza e manutenção

A vantagem de alugar uma mesa no coworking em vez de um escritório próprio está associada, principalmente, a não se preocupar com a manutenção do espaço.

Ou seja, esse é um serviço que deve ser oferecido, que inclui serviço completo de água, eletricidade, ar condicionado e manutenções necessárias como limpeza e do lugar.

6 – Segurança

Como um espaço que funciona e podem circular membros 24 horas por dia, a segurança é importante. Inclusive dentro do espaço e não só o controle de quem entra e sai.

7 – Espaço livre

Pode ser uma copa ou apenas um lugar para tomar um café, os espaços de coworking precisam ter esse lugar reservado para a interação entre os membros e networking.

Não só para bate-papo, mas para ter um intervalo do trabalho. É um ambiente de convivência.

Outros serviços como salas privativas, motoboy, correios e salas virtuais podem ser ainda outros oferecidos pelos espaços coworking.

8 – Estacionamento

Grande parte dos coworking também oferecem essa comodidade, visto que nem sempre é fácil encontrar uma vaga de estacionamento em uma grande cidade. Normalmente, o serviço é gratuito para associados, mas pode ser cobrado aos visitantes.

Obviamente, ao unir muitas pessoas em um mesmo espaço de trabalho existem vantagens e desvantagens. O fato de um coworking ser um espaço confortável, com boa infraestrutura e mais barato não quer dizer, necessariamente, que seja para você.

Vantagens e desvantagens do coworking

A possibilidade de networking é uma das grandes vantagens do coworking. Isso porque nesses espaços é possível interagir com profissionais de diferentes áreas.

Além disso, a infraestrutura é adequada para atender as demandas dos profissionais. O ambiente descontraído, segurança, um local físico para correspondência e a facilidade de “alugar” um espaço sem burocracias são atrativos.

A desvantagem fica por conta da movimentação e local um pouco mais barulhento em horários de pico. Além disso, o espaço requer regras de convivência para se manter agradável para todos.

Quanto custa um espaço coworking?

Os custos de um coworking dependem de diversas variantes, como idade, localização, estrutura e plano contratado. Espaços maiores e com mais adicionais (cafés e áreas de lazer, por exemplo) costumam ser mais caros.

Outro fator que influencia é o tipo de sala em que você vai trabalhar: será uma sala compartilhada ou privada? Esse, entre outros fatores do contrato, vão impactar no preço final do plano.

Para ter uma ideia de valores, em Florianópolis há oferta de coworking com planos ilimitados, a partir de R$630 por mês. Em São Paulo, o mesmo tipo de plano inicia em R$750 mensais.

Gostou do nosso conteúdo? Confira agora o que é melhor: home office ou coworking?

Colaboração: Letícia de Jesus

Veja também no FinanceOne:

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Seja o primeiro a avaliar este post.

O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui