InícioNotíciasInvestimentosCom corte, FGTS rende mais que a Selic

Com corte, FGTS rende mais que a Selic

Tempo de leitura: 3 minutos
0
(0)

Uma boa notícia para o trabalhador brasileiro em meio a pandemia do coronavírus: o FGTS rende mais que a Selic – que está, atualmente, em 2,75% ao ano.

Sim, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que sempre teve rentabilidade menor que a poupança, agora remunera o cotista a uma taxa de 3% ao ano.

Até bem pouco tempo, esses 3% tinham pouca representatividade perto de uma Selic que passava dos 6% ou 10% ao ano e sequer cobriam a inflação. No entanto, o cenário pode melhorar ainda mais em julho, quando o Copom deve fazer mais um corte na taxa básica de juros.

Boa parte das principais opções de investimentos de renda fixa do mercado acompanha a Selic, portanto, também caem com ela – é o caso de investimentos como a poupança e o Tesouro Selic, que são diretamente atrelados a ela.

Outros que são prejudicados são: CDBs, LCAs e LCIs que acompanham o Certificado de Depósito Interbancário, uma taxa do sistema bancário que replica de perto a Selic.

FGTS começa a render mais que CDI e Tesouro Selic. Veja os impactos

+ Com Selic a 2,75%, como ficam os investimentos em renda fixa?

O que fazer com o FGTS?

FGTS para quitar dívidas

O FGTS é um fundo composto por um dinheiro depositado pelas empresas a seus funcionários e é administrado pela Caixa Econômica Federal. Os recursos são usados, entre outras coisas, para financiamentos a obras de saneamento, habitação e infraestrutura. São dessas atividades que vêm os lucros.

Portanto, já que agora o FGTS rende mais que a Selic, a dica é só sacar em caso de dívida ou demissão. Ou seja, caso não esteja nessas suas situações, deixe o dinheiro render.

Além disso, também é válido retirar o FGTS para formar uma reserva de emergência, se for o caso. A reserva de emergência é um montante destinado a algum imprevisto e que deve cobrir pelo menos três meses de despesas fixas, por exemplo, em caso de desemprego ou algum acontecimento inesperado.

Existem ainda duas possibilidades para o saque do dinheiro. Desde do ano passado, a Caixa permite que o trabalhador possa sacar uma parte do saldo de qualquer conta ativa ou inativa do fundo a cada ano, no mês de aniversário, em troca de não receber parte do que tem direito em caso de demissão sem justa causa.

+ Governo pode liberar uma nova leva do saque emergencial do FGTS

Rendimentos do FGTS nos últimos anos

De acordo com dados dos últimos três anos, a rentabilidade do FGTS foi de:

  • 7,14% a.a em 2017;
  • 5,59% a.a em 2018;
  • 6,18% a.a em 2019.

A boa notícia não fica apenas no fato que o FGTS rende mais que a Selic. Ano passado, o governo federal anunciou que 100% dos rendimentos do FGTS serão repassados aos contribuintes.

Ou seja, com a alteração, não sacar o fundo de garantia pode ser mais rentável a curto prazo do que todas as opções de investimento em renda fixa, por exemplo.

É possível sacar o FGTS mesmo trabalhando

Uma dúvida comum entre os trabalhadores é se pode ou não sacar o FGTS se estiver trabalhando. Sim, é possível, pois existem diversas situações que os trabalhadores podem retirar o dinheiro, mesmo que estejam empregados.

Algumas dessas opções são até bem conhecidas. Como por exemplo, para pagar a casa própria ou caso a pessoa tenha alguma doença grave, como um câncer. Porém, recentemente, foram acrescentadas mais opções.

É o caso da retirada do FGTS através do saque-aniversário. Essa possibilidade foi liberada no ano passado pelo governo federal.

Gostou do nosso texto? Acha que ele pode ser útil para alguém? Então divulgue o texto em suas redes sociais e ajude outras pessoas sobre o assunto!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tempo de leitura: 3 minutos
Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui