FGV divulga nota sobre metodologia de cálculo do IGP-M | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,3630
Bitcoin R$ 31.750,02
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,975
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


FGV divulga nota sobre metodologia de cálculo do IGP-M

Em virtude de dúvidas levantadas acerca da metodologia de cálculo do IGP-M, especialmente quanto ao impacto do reajuste do minério de ferro, a FGV considera relevante prestar alguns esclarecimentos de natureza técnica.

O IGP-M é composto por três índices de preços: o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M).

É no IPA-M que estão retratados os movimentos de preços do minério de ferro. O impacto da variação de preço do minério de ferro, e de qualquer outro produto integrante do IPA-M, resulta da combinação do percentual de elevação (ou redução) deste item com o seu peso no índice.

É conhecida por todos a magnitude da recente elevação do preço do minério de ferro. O que tem suscitado dúvida é o procedimento usado para ponderar os integrantes do IPA-M, o minério de ferro em particular.

Para tanto, é necessário em primeiro lugar compreender os objetivos do IPA-M. Como a denominação sugere, trata-se de um índice de preços ao produtor – que registra as variações médias dos preços recebidos pelos produtores domésticos na venda de seus produtos.

Como índice de preços ao produtor, o IPA-M é ponderado segundo as Contas Nacionais e as pesquisas anuais do IBGE sobre a produção da agropecuária e da indústria. O peso do minério de ferro, à semelhança dos demais produtos industriais, é calculado com base na média trienal do valor das vendas do produto.

A escolha desse critério de ponderação obedece a recomendações internacionais. Por focalizarem a esfera da produção, os pesos não distinguem a destinação dos produtos, se absorvidos domesticamente ou exportados. 

A atualização mais recente da estrutura de ponderações do IPA-M, em vigor desde abril passado, fez corresponder a este item uma ponderação equivalente a 2,5876 de um total de 100. A multiplicação deste fator pelo percentual de reajuste é a medida do impacto do aumento de preço do minério de ferro sobre o IPA-M.

As ponderações do Índice de Preços ao Produtor Amplo serão atualizadas a cada dois anos, intervalo capaz de permitir que o índice reproduza de maneira fiel a estrutura da economia brasileira.



Fonte:Enfoque Informações Financeiras Ltda.

Recebido em:
15/06/2010 08:00:47

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

Como fazer cartão de crédito pela internet
As compras com cartões de crédito são cada vez maiores. A Abecs, associação das empresas de ca...
Como escolher o seguro de vida mais adequado para você
Você já pensou o quanto um seguro de vida pode ser útil nos dias de hoje? Quando as pessoas busca...
7 livros sobre Bitcoin, Blockchain e Criptomoedas
Algumas pessoas aprendem mais lendo, outras vendo vídeos ou até mesmo escutando música. Cada um t...
FGTS inativo: quem tem direito e como sacar
Todo trabalhador brasileiro com contrato formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho, a ...
Férias de julho no Brasil: para onde ir?
O meio do ano está chegando e é hora de decidir onde passar as férias em família. Mesmo com algu...
Como limpar seu nome no SPC e Serasa
Seu nome está no SPC e Serasa? Muitos brasileiros estão nessa situação. Em fevereiro, 61,7 milh...




Publicidade