FGV divulga nota sobre metodologia de cálculo do IGP-M | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,238
Euro R$ 4,030
Bitcoin R$ 36.470,00
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,546
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


FGV divulga nota sobre metodologia de cálculo do IGP-M

Em virtude de dúvidas levantadas acerca da metodologia de cálculo do IGP-M, especialmente quanto ao impacto do reajuste do minério de ferro, a FGV considera relevante prestar alguns esclarecimentos de natureza técnica.

O IGP-M é composto por três índices de preços: o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M).

É no IPA-M que estão retratados os movimentos de preços do minério de ferro. O impacto da variação de preço do minério de ferro, e de qualquer outro produto integrante do IPA-M, resulta da combinação do percentual de elevação (ou redução) deste item com o seu peso no índice.

É conhecida por todos a magnitude da recente elevação do preço do minério de ferro. O que tem suscitado dúvida é o procedimento usado para ponderar os integrantes do IPA-M, o minério de ferro em particular.

Para tanto, é necessário em primeiro lugar compreender os objetivos do IPA-M. Como a denominação sugere, trata-se de um índice de preços ao produtor – que registra as variações médias dos preços recebidos pelos produtores domésticos na venda de seus produtos.

Como índice de preços ao produtor, o IPA-M é ponderado segundo as Contas Nacionais e as pesquisas anuais do IBGE sobre a produção da agropecuária e da indústria. O peso do minério de ferro, à semelhança dos demais produtos industriais, é calculado com base na média trienal do valor das vendas do produto.

A escolha desse critério de ponderação obedece a recomendações internacionais. Por focalizarem a esfera da produção, os pesos não distinguem a destinação dos produtos, se absorvidos domesticamente ou exportados. 

A atualização mais recente da estrutura de ponderações do IPA-M, em vigor desde abril passado, fez corresponder a este item uma ponderação equivalente a 2,5876 de um total de 100. A multiplicação deste fator pelo percentual de reajuste é a medida do impacto do aumento de preço do minério de ferro sobre o IPA-M.

As ponderações do Índice de Preços ao Produtor Amplo serão atualizadas a cada dois anos, intervalo capaz de permitir que o índice reproduza de maneira fiel a estrutura da economia brasileira.



Fonte:Enfoque Informações Financeiras Ltda.

Recebido em:
15/06/2010 08:00:47

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras







Mais lidos

Para que serve realidade virtual? Vale a pena investir?
Para que serve a realidade virtual? Se você pensou em jogos, está certo. Mas, não é apenas para ...
Trader: o que é e como ele ganha dinheiro
O que é trader? É um investidor do mercado financeiro. Ele busca ganhar dinheiro com operações d...
Aplicativos de gestão: um guia completo
Gerenciar uma equipe e inúmeros projetos sempre foi uma tarefa trabalhosa que poucos davam conta de...
Planejamento financeiro: 5 dicas para fazer o seu
Planejar está no topo da lista de recomendações dos especialistas para quem quer ter sucesso na v...
Captação de recursos: saiba como funciona
A captação de recursos funciona para angariar fundos para financiar ONGs, projetos inovadores e at...
Sites de crowdfunding: como financiar seu projeto
O financiamento coletivo é uma forma de captação de recursos para seus projetos. Isso acontece at...




Publicidade