Início Notícias Investimentos FIDC: saiba o que é e como investir no fundo!

FIDC: saiba o que é e como investir no fundo!

0
Três pessoas reunidas apresentando gráficos de um investimentos
0
(0)

O Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, também conhecido apenas pela sigla FIDC, é um tipo de aplicação não muito conhecida dentro do universo de investimentos, até mesmo por quem já é experiente nesse assunto.

Como resultado, é comum encontrar investidores que aplicam em renda fixa, mas que desconhecem essa ótima opção de investimento.

Pensando nisso, o FinanceOne preparou esse artigo que conta tudo sobre esse tipo de investimento. Preparado? Basta continuar a leitura!

O que é o FIDC?

Em primeiro lugar, o FIDC é um fundo de investimento estratégico voltado para aplicações de títulos com crédito de contas a receber de alguma empresa.

Isso porque, empresas que possuem contas a receber normalmente estipulam um prazo de vencimento longo, fazendo com que esse dinheiro demore a cair em caixa.

Nesse sentido, os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios servem como uma maneira de adiantar os valores dessas contas. Ou seja, uma forma de garantir que essas empresas possuam dinheiro em caixa em menos tempo.

E, por isso, quem investe nesse tipo de título dá à empresa uma vantagem de aumento de caixa no curto prazo e é remunerado com um rendimento pré-definido.

Resumidamente, o FIDC é um fundo de investimento de renda fixa, que alia recursos financeiros dos investidores para uma estratégia de investimentos definida pelo gestor.

De acordo com a legislação, é obrigatório que um FIDC tenha, pelo menos, 50% do patrimônio líquido aplicado nos direitos creditórios. No entanto, o restante pode ser distribuído entre outras modalidades de ativos financeiros. 

O FIDC é uma aplicação muito semelhante aos investimentos de renda fixa

Como funciona esse tipo de investimento?

Quando uma pessoa decide aplicar o seu dinheiro em um FIDC junto com outros investidores, cria-se uma soma maior de dinheiro. E é justamente esse valor a mais que comprará os títulos de direitos creditórios.

Por outro lado, além de receber o seu dinheiro de volta, esse grupo de investidores recebe um lucro pré-determinado por uma taxa de juros. Exatamente como funcionaria um Certificado de Depósito Bancário (CDB), por exemplo.

Ainda exemplificando, as contas de duplicatas, cheques, aluguéis e pagamentos parcelados em cartão de crédito são algumas das possibilidades de FIDC, já que elas podem ser adiantadas e transformadas em títulos.

Por fim, todos saem ganhando: tanto a empresa, pelo adiantamento do valor, quanto o investidor que receberá esses rendimentos futuramente.

Existem duas possibilidades diferentes de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios: os de condomínio aberto e condomínio fechado. Confira agora suas diferenças!

  • Condomínio aberto: quando o investidor tem a possibilidade de resgatar suas cotas a qualquer momento. Mesmo nessa situação, as regras de liquidez estabelecidas em contrato são respeitadas;
  • Condomínio fechado: neste caso, o investidor de FIDC só resgatará o seu investimento no prazo estabelecido pelo fundo no momento da assinatura do contrato.

Vale lembrar que dentro dessas modalidades de FIDC, existem diferenças que afetam o seu rendimento e a sua liquidez. Por isso, é importante estar atento!

Vale a pena investir em FIDC?

Sim, vale muito! Principalmente para os investidores que desejam diversificar a sua carteira de investimentos. Entretanto, é importante entender se este tipo de investimento está alinhado com as suas expectativas e seu perfil de investidor.

Estou interessado, como investir nesse tipo de aplicação?

Antes de mais nada, o primeiro passo para investir em fundos de investimento em direitos creditórios é exatamente o de encontrar uma corretora que trabalhe com esse tipo de aplicação.

E, caso você já possua conta em uma corretora de investimentos, procure entender se ela trabalha exatamente com essa categoria de ativo financeiro.

Pronto! Agora é só analisar os FIDC disponíveis para o investimento. Em seguida, escolha o FIDC que preferir e tenha o valor necessário para investir nessa aplicação.

Agora que você já sabe o que é um FIDC, saiba 6 erros comuns sobre Fundos de Investimentos. Confira!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui