Fundo multimercado: o novo queridinho dos brasileiros
FinanceOne

Onde suas finanças começam!

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Fundo multimercado: o novo queridinho dos brasileiros

Fundo multimercado é a possibilidade que um investidor tem de ter como política de investimento a combinação de diversos mercados. Por exemplo, ações, renda fixa, câmbio e investimentos no exterior.

É justamente essa a vantagem do fundo multimercado, que tem como objetivo a flexibilidade para o gestor montar várias estratégias de acordo com as mudanças do mercado financeiro e do cenário econômico do país.

Para quem está em busca de aplicar o dinheiro em algum investimento, o fundo multimercado depende muito da experiência do investidor. Isso porque ele deve saber combinar o percentual que será aplicado em cada um dos mercados e a escolha do melhor momento para cada investimento.

fundo multimercado
O fundo multimercado permite o investimento em diversos setores

Outra informação importante é que o investidor não precisa ter um compromisso de concentrar o dinheiro a ser aplicado em nenhum fator de risco. Eles podem utilizar derivativos tanto para proteger quanto para alavancar o investimento.

Além disso, o prazo para resgatar o valor total ou parcial do que foi investido no fundo multimercado é de aproximadamente 30 dias.

Tipos de fundo multimercado

Os fundos multimercados são divididos em 12 diferentes tipos, que variam de acordo com a especialidade de cada um. Isso reflete diretamente nos fatores de risco ou nos mercados em que os mesmos irão atuar.

Confira quais são os 12 fundos multimercado existentes:

1 – Arbitragem;

2 – Marco;

3 – Multiestratégia;

4 – Trading;

5 – Multigestor;

6 – Juros e Moeda;

7 – Estratégia Específica;

8 – Balanceado;

9 – Long & Short – Direcional;

10 – Long & Short – Neutro;

11 – Long Biased;

12 – Capital Protegido.

Vantagens e desvantagens do fundo multimercado

Assim como todo investimento,  o fundo multimercado também tem as suas vantagens e desvantagens. Por isso, na hora de aplicar o dinheiro é preciso pesquisar antes para que você não acabe perdendo com o investimento que foi realizado.

Vantagens

Diversificação

De acordo com a Comissão de Valores Imobiliários (CVM) os fundos são divididos em quatro classes: renda fixa, cambiais, ações e multimercados. Porém, os que podem alcançar maiores oportunidades na hora de investir são os multimercados e os cambiais.

Flexibilidade

Esse tipo de investimento não precisa seguir apenas uma estratégia, como acontece na renda fixa, por exemplo. Você pode direcionar onde vai aplicar mais dinheiro de acordo com a situação econômica e com o mercado.

Gestão de um especialista

É importante ter um profissional da área que entenda de investimentos para ajudar a fazer as escolhas certas e dar mais tranquilidade. Além disso, esse profissional vai orientar da melhor forma para que você tenha um retorno de capital maior.

Alavancagem

É uma operação com recursos superiores em relação ao valor do capital aplicado. Tem como objetivo principal aumentar a rentabilidade e de proteger os recursos em uma mudança de estratégia para não haver prejuízos.

Desvantagens

– Esse tipo de investimento não é garantido pelo fundo garantidor de crédito;

– A taxa de administração pode ser alta, em alguns casos;

– Determinados fundos investem em ativos de alto risco, tome cuidado;

– Deve ser declarado no Imposto de Renda, mesmo em investimentos menores que R$20 mil.

Tributação do fundo multimercado

A tributação desse tipo de investimento pode variar de acordo com o tipo de aplicação que você pretende fazer. Ele pode ser tanto a curto prazo quanto a longo prazo. Conheça agora as principais características de cada um e escolha o seu.

Curto prazo

Para esse tipo de investimento é levado em conta um período inferior de 365 dias, ou seja, um ano. A tributação para o fundo multimercado funciona assim:

– Até 180 dias: 22,5% (sobre os rendimentos)

– De 181 a 360 dias: 20% (sobre os rendimentos)

Além disso, ainda existe a incidência de come-metas e uma alíquota de 20%. Há também outro tipo de tributação que investem em 67% das ações. Para esses casos, o valor tributado funciona como se fosse um fundo de ações, sendo o valor de 15% independente do prazo.

Longo prazo

Estão dentro dessa categoria os investimentos com fundos por um período superior de um ano. Nesse tipo de tributação, os fundos são feitos da mesma maneira que os de renda fixa. Sendo assim, eles decrescem conforme o passar dos anos.

– Até 180 dias: 22,5% (sobre os rendimentos);

– De 181 a 360 dias: 20% (sobre os rendimentos);

– De 361 a 720 dias: 17,5% (sobre os rendimentos);

– Mais de 720 dias (sobre os rendimentos).

Há a incidência, também, do come-cotas, a uma alíquota de 15%, cobrados a cada seis meses.







Mais lidos

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando quase no fim e as empresas não param de crescer. Para se ter uma ideia, a  p ...
Os jogadores mais bem pagos do mundo em 2018
Quem são os jogadores mais bem pagos do mundo? Muito provavelmente você vai responder Cristiano Ro ...




Ebook do FinanceOne

Ebook gratuito investidor iniciante

Quer investir mas não sabe como? O Guia Completo do Investidor Iniciante traz os primeiros passos para você começar a investir e ganhar dinheiro!

BAIXAR AGORA!

Publicidade


 

Guias

Calculadoras