IAEmp avança e atinge maior nível desde outubro de 2010 | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,4040
Euro R$ 4,2693
Bitcoin R$ 28.306,00
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,874
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


IAEmp avança e atinge maior nível desde outubro de 2010


São Paulo, 06/10 (Enfoque) –

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas subiu 3,5 pontos em setembro, atingindo 93,7 pontos. Após a sétima alta consecutiva, o IAEmp alcança o maior nível desde outubro de 2010 (94,3 pontos), sinalizando arrefecimento do ritmo de queda de pessoal ocupado na economia brasileira nos meses seguintes.
 
O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) por sua vez cresceu 2,8 pontos em setembro, para 98,6 pontos, o maior desde maio de 2016. Ao interromper uma série de três quedas consecutivas, o resultado sinaliza incerteza recuperação lenta das condições presentes do mercado de trabalho.
 
“O índice antecedente de emprego reforça a ideia de uma recuperação na geração de emprego ao longo do próximo ano, visto que sua melhora decorre das perspectivas de melhora dos negócios nos seis meses seguintes. Já o índice coincidente de emprego mostra que a situação atual do mercado de trabalho continua difícil, com os consumidores expressando dificuldade de se encontrar e manter o emprego. No momento, os sinais de retomada do mercado de trabalho ainda parecem frágeis, dependendo muito mais das expectativas acerca do futuro do que de uma melhora nas condições atuais da economia”, afirma Fernando de Holanda Barbosa Filho, Economista da FGV/IBRE.
 
Destaques do IAEmp e ICD
Os componentes que mais contribuíram para a alta do IAEmp em setembro foram os indicadores que medem o grau de otimismo com a evolução dos negócios nos seis meses seguintes e o grau de satisfação com a situação atual dos negócios, ambos da Sondagem da Indústria de Transformação,com variações de 11,3 e 7,1 pontos, respectivamente.
 

Em relação ao ICD, as classes de renda familiar que mais contribuíram para a alta do indicador foram as dos consumidores com rendimentos familiares mensais entre R$ 4.800, 01 e R$ 9.600,00 e até R$ 2.100,00, cujo Indicador de percepção de facilidade de se conseguir emprego (invertido) variou 1,0 e 0,9 ponto, respectivamente.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 06/10/2016 08:33:54







Mais lidos

Foi demitido? Saiba como obter o seguro desemprego
O seguro desemprego tem sido um recurso importante para os milhares de desempregados no Brasil. Os d...
Como começar a investir com R$3 mil?
Investir com pouco dinheiro é uma questão para muitas pessoas. Parece que para fazer uma aplicaç...
Restituição do Imposto de Renda 2018: veja cronograma
Em 2018, os milhares de contribuintes tiveram até 30 de abril para declarar o Imposto de Renda. Ago...
Cerca de 7 milhões de brasileiros têm FGTS atrasado
FGTS atrasado é uma realidade para cerca de 7 milhões de brasileiros. De acordo com a Procuradoria...
Brasileiros no Japão: emissão de vistos cresce 145%
Muitos brasileiros estão buscando novas oportunidades em outros países, e o motivo desse fluxo mig...
BC aumenta oferta do swap cambial e dólar fecha em queda
Após seis altas consecutivas, o dólar fechou em queda nos últimos dias esta semana. Para o alívi...




Publicidade