IBGE: INCC varia 1,61% em maio | FinanceOne
Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.




IBGE: INCC varia 1,61% em maio

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE em convênio com a CAIXA, variou 1,61% em maio, o que significa um crescimento de 1,24 ponto percentual em relação ao mês de abril (0,37%). Comparado com a taxa demaio de 2009(1,30%), o índice atual mostrou elevação. De janeiro a maio, 3,64%, acima do verificado no mesmo período de 2009 (3,31%). Nos últimos doze meses, a taxa de variação foi de 6,19%, acima dos (5,86%) registrados nos doze meses imediatamente anteriores.

O custo nacional da construção por metro quadrado, que no mês de abril havia sido R$ 730,66, em maio passou para R$742,44, sendo R$ 420,37 relativos aos materiais e R$ 322,07 à mão-de-obra.

A parcela dos materiais apresentou variação de 0,41%, inferior à taxa de abril (0,45%). A mão-de-obra avançou 2,95 pontos percentuais, passando de 0,27% (abril) para 3,22% (maio).

No ano, os materiais subiram 1,87%, abaixo dos 2,12% de igual período do ano passado, e a mão-de-obra subiu 6,05%, acima da taxa registrada em igual período de 2009 (4,98%). Nos últimos doze meses, os acumulados foram: 4,04% (materiais) e 9,13% (mão-de-obra).

Região Sudeste se destaca em maio

Pressionado fortemente pelo resultado de São Paulo, no Sudeste foi verificada a maior taxa regional no mês (2,34%). O Norte apresentou o menor resultado (0,40%).

Os demais índices regionais tiveram as seguintes variações: 2,26% no Centro-Oeste; 1,12% no Sul e 0,86% no Nordeste.

Os acumulados mais elevados no ano e nos últimos 12 meses foram registrados no Centro-Oeste (4,67% e 7,88% respectivamente). Os resultados mais baixos, nestes períodos, foram na região Sul (2,15% e 5,59% respectivamente).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 787,56 (Sudeste); R$ 743,87 (Norte); R$ 717,59 (Sul); R$ 716,63 (Centro-Oeste) e R$ 696,77 (Nordeste).

Goiás registra a maior alta

Devido aos reajustes salariais decorrentes do acordo coletivo, Goiás apresentou, em maio, o maior aumento no custo de construção (4,44%), seguido de perto por Santa Catarina (4,23%). Pelo mesmo motivo, devem ser relacionados também: São Paulo (3,59%), Ceará (3,55%), Sergipe (2,81%) e Distrito Federal (2,66%). As menores taxas mensais foram registradas por Maranhão (0,04%) e Roraima (0,07%). Roraima (0,51%), Pernambuco (0,59%), Paraná (0,61%) e Mato Grosso (0,91%) apresentaram os menores acumulados, no ano.

Estes resultados são calculados mensalmente pelo IBGE através de convênio com a CAIXA – Caixa Econômica Federal, a partir do SINAPI – Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil.

O SINAPI, criado em 1969, tem como objetivo a produção de informações de custos e índices de forma sistematizada e com abrangência nacional, visando a elaboração e avaliação de orçamentos, como também acompanhamento de custos.

Em 2002, o Congresso Nacional aprovou através da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) a adoção do SINAPI como referência para delimitação dos custos de execução de obras públicas.



Fonte: Enfoque Informações
Financeiras
Ltda.


Recebido em:
09/06/2010 14:27:43

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Receba novidades

Cadastre-se em nossa newsletter para receber novidades em seu email.

Posts relacionados

14 de novembro de 2018
Economia da América Latina apresenta sinais de melhora

A economia da América Latina melhorou entre julho e outubro. É o que diz o Indicador de Clima Econômico da América Latina (ICE). O estudo foi pr...

12 de novembro de 2018
62% dos trabalhadores da indústria temem perder empregos para robôs

Uma pesquisa recente realizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a organização Latinobarómetro mostrou que 62% dos brasileiros t...

9 de novembro de 2018
Natal deve movimentar R$53,5 bilhões, aponta pesquisa

Falta pouco mais de um mês para o Natal. E é nessa época que as pessoas começam a se preparar para comprar os presentes. A previsão é de que nes...

8 de novembro de 2018
Brasil sobe 16 posições em ranking de ambiente de negócios

O Brasil melhorou seu ambiente de negócios. É o que diz o diagnóstico feito pelo Banco Mundial. O país subiu 16 posições em ranking do relatóri...

15 de outubro de 2018
Os cargos que podem ter maiores aumentos salariais em 2019

A tendência é que em 2019 diversos setores se tornem mais interessantes financeiramente para os profissionais. Confira os maiores aumentos salariais em 2019.

Mais lidos

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Quais são as moedas mais valorizadas do mundo?
Sabe quais são as moedas mais valorizadas do mundo? Você vai se surpreender! O Real é a terceira ...
Aposentadoria por idade 2018: como funciona?
A aposentadoria é um dos benefícios da Previdência Social. O Regime Geral de Previdência Social ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando quase no fim e as empresas não param de crescer. Para se ter uma ideia, a  p ...

Ebook do FinanceOne

Ebook gratuito investidor iniciante

Quer investir mas não sabe como? O Guia Completo do Investidor Iniciante traz os primeiros passos para você começar a investir e ganhar dinheiro!

BAIXAR AGORA!

Publicidade


           




Guias

Calculadoras