IGP-DI registra deflação em julho | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,7470
Euro R$ 4,3501
Bitcoin R$ 26.010,15
Bovespa 74.538,54
CDI 6,39% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,949
Conversor de Moeda
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


IGP-DI registra deflação em julho


São Paulo, 08/08 (Enfoque) –

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) variou -0,39%, em julho. A variação registrada em junho foi de 1,63%. Em julho de 2015, a variação foi de 0,58%. A taxa acumulada em 2016, até julho, é de 5,61%. Em 12 meses, o IGP-DI acumulou alta de 11,23%. O IGP-DI de julhofoicalculado com base nos preços coletados entre os dias 1º e 31 do mês de referência.
 
O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) registrou, em julho, variação de -0,81%. Em junho, a taxa foi de 2,10%. O índice relativo a Bens Finais apresentou variação de 0,03%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 2,68%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de 16,07% para -3,09%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis para a consumo, registrou variação de 0,47%, ante 1,24%, no mês anterior.
 
O índice do grupo Bens Intermediários apresentou taxa de variação de -0,30%, ante 1,36%, no mês anterior. O principal responsável por este recuo foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de 2,18% para -0,60%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção, apresentou variação de -0,34%. No mês anterior, a variação foi de 1,51%.
 
No estágio das Matérias-Primas Brutas, a taxa de variação passou de 2,22%, em junho, para -2,34%, em julho. Os destaques no sentido descendente foram: soja (em grão) (11,90% para -8,04%), milho (em grão) (-0,23% para -9,26%) e suínos (18,20%para -5,17%).Em sentido ascendente, vale mencionar: leite in natura (4,27%para 8,89%), minério de ferro (-7,45% para -6,14%) e cana-de-açúcar (-0,07% para 2,09%).
 
O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,37%, em julho, ante 0,26%, no mês anterior. Seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. A contribuição de maior magnitude para o avanço da taxa do IPC partiu do grupo Alimentação (0,07% para 0,39%). Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item laticínios, cuja taxa passou de 5,35% para 8,87%.
 
Também apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Transportes (-0,22% para 0,25%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,54% para 0,85%), Educação, Leitura e Recreação (0,26% para 0,71%), Despesas Diversas (0,41% para 0,49%) e Comunicação (0,11% para 0,17%). Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: gasolina (-1,59% para 0,22%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,37% para 2,14%), show musical (-0,38% para 4,76%), tarifa postal (0,93% para 8,30%) e mensalidade para TV por assinatura (0,00% para 0,77%), respectivamente.
 
Em contrapartida, apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Habitação (0,63% para 0,14%) e Vestuário (0,37% para 0,18%). Nestas classes de despesa, os destaques foram: tarifa de eletricidade residencial (0,44% para -1,88%) e calçados (0,94% para 0,13%), respectivamente.
 
O núcleo do IPC registrou taxa de 0,52%, ante 0,49%, apurada no mês anterior. Dos 85 itens componentes do IPC, 48 foram excluídos do cálculo do núcleo. Destes, 30 apresentaram taxas abaixo de 0,29%, linha de corte inferior, e 18 registraram variações acima de 0,88%, linha de corte superior. Em julho, o índice de difusão, que mede a proporção de itens com taxa de variação positiva, foi de 63,02%, ante 62,13%, no mês anterior. 
 

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em julho, taxa de variação de 0,49%, abaixo do resultado do mês anterior, de 1,93%. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços mostrou variação de 0,02%. No mês anterior, a taxa foi de 0,23%. O índice que representa o custo da Mão de Obra registrou variação de 0,90%. No mês anterior, este índice variou 3,43%.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 08/08/2016 08:52:31







Mais lidos

Aposentadoria por idade 2018: como funciona?
A aposentadoria é um dos benefícios da Previdência Social. O Regime Geral de Previdência Social ...
Saiba como travar o dólar em compras no cartão
Muitas pessoas realizam compras pela internet em dólar por conseguirem assim produtos mais baratos,...
Negócios promissores com pouco investimento 2018
Depois da grave crise econômica que o Brasil passou nos últimos anos - e que ainda se recupera, po...
5 melhores investimentos a curto prazo em 2018
Cuidar do seu dinheiro é uma tarefa fundamental e um ponto de equilíbrio para a sua vida financeir...
Dólar em alta? Saiba até onde a moeda pode chegar
O cenário é de dólar em alta. Mas afinal, até onde vai esse movimento? Segundo os especialistas,...
Salário mínimo no Japão chega a R$5.035
Muitos brasileiros estão indo morar fora do país por inúmeros motivos. Alguns deles: a violência...





Notice: Undefined variable: hidden in /var/www/finance-one/wp-content/themes/financeone_estrategia/single.php on line 46

Publicidade