IGP-M desacelera e varia 0,42% no primeiro decênio de janeiro, diz FGV | FinanceOne
Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.




IGP-M desacelera e varia 0,42% no primeiro decênio de janeiro, diz FGV

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 0,42%, no primeiro decêndio do mês de janeiro. Para o mesmo período de apuração do mês anterior, a variação foi de 0,83%. O primeiro decêndio do IGP-M de janeiro compreendeu o intervalo entre os dias 21 e 31 do mês de dezembro.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) registrou variação de 0,40%, no primeiro decêndio de janeiro. No mesmo período do mês de dezembro, a taxa foi de 0,97%. A taxa de variação do índice referente a Bens Finais recuou de 0,69% para 0,36%. Contribuiu para este movimento o subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 3,25% para 0,19%. No estágio dos Bens Intermediários, a taxa de variação passou de 0,98% para 0,28%. A maior contribuição para esta desaceleração partiu do subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa passou de 1,44% para 0,30%.

O índice referente a Matérias-Primas Brutas registrou variação de 0,59%. No mês anterior, a taxa foi de 1,28%. Os itens que mais contribuíram para a trajetória de desaceleração deste grupo foram: bovinos (0,90% para -2,12%), milho (em grão) (4,94% para 0,93%) e suínos (4,88% para -6,31%). Com taxas em sentido ascendente, destacam-se: minério de ferro (-4,91% para -2,29%), café (em grão) (2,07% para 7,44%) e laranja (-2,66% para 5,64%).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou, no primeiro decêndio de janeiro, taxa de variação de 0,41%. No mesmo período do mês anterior, a taxa foi de 0,69%. Quatro das sete classes de despesa componentes do índice registraram decréscimos em suas taxas de variação, com destaque para o grupo Alimentação (1,43% para 0,64%). Neste grupo, as principais contribuições partiram dos itens: carnes bovinas (5,75% para -0,55%), frutas (2,84% para 0,95%) e adoçantes (6,92% para 1,33%).

Também contribuíram para o recuo da taxa do índice os grupos: Habitação (0,33% para 0,13%), Educação, Leitura e Recreação (0,32% para 0,20%) e Vestuário (1,19% para 1,08%). Nestas classes de despesa, cabe destacar os itens: aluguel residencial (0,96% para 0,08%), passagem aérea (10,48% para -2,98%) e roupas (1,19% para 1,01%), respectivamente.

Em sentido oposto, apresentaram acréscimos em suas taxas de variação os grupos: Transportes (0,31% para 0,43%), Despesas Diversas (0,27% para 0,34%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,43% para 0,44%). Nestas classes de despesa, os destaques partiram dos itens: álcool combustível (2,46% para 4,36%), cerveja (1,46% para 3,12%) e artigos de higiene e cuidado pessoal (0,50% para 0,60%), respectivamente.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou, no primeiro decêndio de janeiro, taxa de 0,62%. No primeiro decêndio de dezembro, a taxa foi de 0,28%. O índice que representa o custo da Mão de Obra apresentou variação de 1,22%, no primeiro decêndio de janeiro. Na apuração referente ao mesmo período do mês anterior, o índice variou 0,36%. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,06%, após elevação de 0,20%, no mês anterior.



Fonte:Enfoque Informações Financeiras Ltda.

Recebido em:
10/01/2011 08:54:26

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Receba novidades

Cadastre-se em nossa newsletter para receber novidades em seu email.

Posts relacionados

14 de novembro de 2018
Economia da América Latina apresenta sinais de melhora

A economia da América Latina melhorou entre julho e outubro. É o que diz o Indicador de Clima Econômico da América Latina (ICE). O estudo foi pr...

12 de novembro de 2018
62% dos trabalhadores da indústria temem perder empregos para robôs

Uma pesquisa recente realizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a organização Latinobarómetro mostrou que 62% dos brasileiros t...

9 de novembro de 2018
Natal deve movimentar R$53,5 bilhões, aponta pesquisa

Falta pouco mais de um mês para o Natal. E é nessa época que as pessoas começam a se preparar para comprar os presentes. A previsão é de que nes...

8 de novembro de 2018
Brasil sobe 16 posições em ranking de ambiente de negócios

O Brasil melhorou seu ambiente de negócios. É o que diz o diagnóstico feito pelo Banco Mundial. O país subiu 16 posições em ranking do relatóri...

15 de outubro de 2018
Os cargos que podem ter maiores aumentos salariais em 2019

A tendência é que em 2019 diversos setores se tornem mais interessantes financeiramente para os profissionais. Confira os maiores aumentos salariais em 2019.

Mais lidos

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Quais são as moedas mais valorizadas do mundo?
Sabe quais são as moedas mais valorizadas do mundo? Você vai se surpreender! O Real é a terceira ...
Aposentadoria por idade 2018: como funciona?
A aposentadoria é um dos benefícios da Previdência Social. O Regime Geral de Previdência Social ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando quase no fim e as empresas não param de crescer. Para se ter uma ideia, a  p ...

Ebook do FinanceOne

Ebook gratuito investidor iniciante

Quer investir mas não sabe como? O Guia Completo do Investidor Iniciante traz os primeiros passos para você começar a investir e ganhar dinheiro!

BAIXAR AGORA!

Publicidade


           




Guias

Calculadoras