Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Índice do Custo de Vida do paulistano sobe 1,04% em janeiro

Escrito por: Redação em 7 de fevereiro de 2017


São Paulo, 07/02 (Enfoque) –

O paulistano começou o ano gastando mais. O Índice do Custo de Vida (ICV) de São Paulo, capital, variou 1,04%, entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017, segundo cálculo divulgado hoje (7) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). No acumulado de 12 meses, entre fevereiro de 2016 e janeiro de 2017, a variação foi de 5,37%.

A maior alta foi observada no grupo educação e leitura (6,61%), puxada pela venda de material escolar e reajuste das mensalidades escolares com aumento de 8,02%. Em seguida, aparecem transporte (1,04%), habitação (0,90%) e alimentação (0,26%), que contribuíram com 0,97 ponto percentual na taxa de janeiro.

No grupo transporte (1,04%) houve reajuste do diesel ( 3,84%), do álcool (3,74%) e da gasolina (3,36%), itens do subgrupo transporte individual.

No grupo habitação, com alta de 0,90%, as taxas de locação, impostos e condomínio apresentaram queda de 0,02%; já a conservação do domicílio aumentou 0,33%; e operação do domicílio, 1,47%. O reajuste de 8,42% na telefonia fixa explica a alta do subgrupo operação do domicílio.

Comer fora de casa representou a maior alta do grupo alimentação, com reajuste de 0,94%. Os preços das refeições principais aumentaram 0,76% e dos lanches, 1,16%.

(por Gabriel Codas)


Fonte: Enfoque
Publicado em: 07/02/2017 14:10:40

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

economia da china
Reforma da previdência
Computador quântico
facebook
Desigualdade salarial entre homens e mulheres: mito ou verdade?