Início Notícias Investimentos Investimento em imóveis: saiba como funciona

Investimento em imóveis: saiba como funciona

0
Tempo de leitura: 4 minutos
0
(0)

Muitos brasileiros têm ou desejam ter investimentos em imóveis, porém poucos sabem como de fato funciona esse tipo de aplicação de dinheiro. Não é somente comprar uma casa  e sair alugando ela, tem toda uma estratégia por trás disso.

No Brasil, o mercado imobiliário é uma das formas mais tradicionais de investimento, assim como a poupança. E qual o motivo para isso? Culturalmente pela segurança e também pelo desejo das pessoas em terem uma renda extra.

O investimento em imóveis é uma vantagem para quem deseja diversificar a carteira. O que é fundamental para todo investidor. Lembre-se que você precisa aplicar o seu dinheiro em diversos tipos de investimentos.

Para quem não sabe, o movimento do investimento imobiliário começou há algumas décadas, quando o mercado precisava de boas alternativas de aplicações. Muitos possuíam dinheiro, entretanto não havia a possibilidade de investir em títulos públicos. 

E por conta desse contexto histórico, o Brasil garantiu que os imóveis se tornassem uma boa opção de negócio.

Além disso, existem diversos motivos que fazem do investimento em imóveis uma boa escolha. Entre eles estão as menores taxas quando comparadas com outros investimentos, maior estabilidade e com bons rendimentos.

Investimento em imóveis é lucrativo para brasileiros

Quem está buscando ter um patrimônio lucrativo, o investimento em imóveis é uma opção. De acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), isso se dá devido à contínua valorização através do tempo e, desta forma, construindo um portfólio com investimentos variados.

O funcionamento dos Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) segue a lógica do fundo de investimentos comum. Ele é a união de capital destinada à aplicação em ativos relacionados ao mercado imobiliário. 

Sendo assim, cabe a você ou à instituição financeira a captura de recursos através da venda de cotas, com a finalidade de utilizar o capital arrecadado para compra de outras aquisições em imóveis, independentemente do seu estado ou finalidade, títulos imobiliários e cotas em outros FIIs. 

E essa pode ser considerada uma boa opção para quem deseja investir em imóveis, sem adquirir um. Ao aplicar em fundos, as funções a serem executadas diminuem e, consequentemente, as taxas administrativas também.

O investimento em imóveis é uma boa chance de fazer o dinheiro render

Outras vantagens são a liquidez incorporada comparada a outros investimentos, como também as baixas taxas de corretagem, que tornam o investimento mais viável.

Entenda alguns detalhes antes de realizar investimento em imóveis

Muitos processos, como você bem já pôde ver, fazem parte dos investimentos em imóveis. E, por isso, é necessário ficar atento a detalhes importantes.

Dessa forma, antes de você de fato adquirir um imóvel, alguns detalhes não podem ser deixados para trás, tais como: localização, documentação e possíveis futuras despesas.

É importante destacar que, adquirindo uma casa, apartamento ou sala comercial, o comprador estará, sim, construindo um patrimônio. Além disso, um imóvel pode se transformar em uma fonte de renda ou uma receita extra.

Isso, logo, proporcionará maior segurança e comodidade financeira ao comprador.

+ FGTS para reduzir financiamento imobiliário: como solicitar?

Além disso, são várias as possibilidades de investimento no campo imobiliário, destinadas para diferentes perfis de investidores. Isso acaba tornando o mercado ainda mais abrangente.

Por exemplo, Marcelo Gomes, presidente do Grupo Pedra Branca, conta que com base em diversas opções do mercado imobiliário, e com um olhar para o futuro, a Cidade Pedra Branca desenvolveu um novo projeto.

Este, visa empreender reduzindo as emissões líquidas de gases de efeito estufa. E faz com que a cidade cresça de uma forma positiva para o clima, executando então, a Cidade Criativa. 

“Construímos um bairro-cidade onde os moradores podem, além de morar morar, também trabalhar, estudar e se divertir, tudo num só lugar. Queremos que os moradores e os investidores percebam que estão investindo no futuro. Mais do que um estilo em tendência crescente de moradia e empreendedorismo, eles encontram um novo conceito em estilo de vida”, revela Marcelo.

Conheça os melhores fundos imobiliários para 2021

Saiba que o investimento está em alta, e no setor de imóveis principalmente. Além disso, o cenário macroeconômico deve impactá-lo, bem como os fundos imobiliários para 2021

Isso se dará por conta de dois fatores principais, que são os desafios que a pandemia do coronavírus ainda impõe ao Brasil e a taxa Selic.

Por isso, o FinanceOne traz para você os melhores fundos imobiliários para 2021, que devem crescer, em meio ao cenário de juros baixos, com investidores buscando alternativas à renda fixa. 

Confira quais tipos de fundos podem se destacar e suas características.

  • CSHG Renda Urbana (HGRU11);
  • Vinci Logística (VILG11);
  • RBR Properties (RBRP11);
  • HSI Logística (HSLG11);
  • Kinea Índice de Preços (KNIP11); e
  • CSHG Recebíveis Imobiliários (HGCR11).

Gostou do conteúdo? Quer complementar a sua leitura? Então confira se Fundo imobiliário é renda fixa ou variável e depois conte o que achou.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui