Início Criptomoeda Mercado Bitcoin encerra junho com 2,64 milhões de operações

Mercado Bitcoin encerra junho com 2,64 milhões de operações

0
Pessoa segurando uma moeda de bitcoin
0
(0)

A exchange de criptoativos Mercado Bitcoin registrou 2,64 milhões de operações de compra e venda de criptomoedas, depósito e saque de dinheiro e de criptos em junho. O Bitcoin foi a moeda mais negociada na plataforma no mês, seguida da Ethereum.

O Bitcoin respondeu por 21,3% do volume de operações. O primeiro semestre de 2021 contou com o lançamento de 19 ativos digitais (13 tokens DeFi, 5 utility tokens, 1 fan token), além de um aumento de 574% no número de operações comparado ao mesmo período no ano passado.

O Ethereum (ETH) foi a segunda criptomoeda mais negociada da plataforma em junho, respondendo por 11,7% do volume de operações.

Logo em seguida, com 11,5%, vem o Chiliz (CHZ), que é a moeda da maior plataforma de fan tokens do mundo. Um pouco mais da metade das operações ficou concentrada em quatro criptoativos: Bitcoin, Ethereum, Chiliz e Ripple, com uma parcela combinada de 55,7%.

+ Criptomoedas para iniciantes: como funcionam as moedas digitais

Operações com criptomoedas em junho de 2021 no Mercado Bitcoin

Bitcoin (BTC): 21,27%
Ethereum (ETH): 11,70%
Chiliz (CHZ): 11,53%
Ripple (XRP): 11,2%

Criptomoedas brilham mais que o Bitcoin

As criptomoedas, que começaram o ano com bastante força, foram perdendo o brilho com o passar dos meses, em especial após Elon Musk voltar atrás e afirmar que sua fabricante de carros, a Tesla, não iria mais aceitar pagamento em criptos.

“Junho foi um mês de extrema volatilidade para o Bitcoin. Medidas do governo chinês, como a decisão de banir a mineração de Bitcoin, exerceram uma forte pressão negativa. O Bitcoin chegou a cair para perto de US$29 mil, o menor nível em seis meses”, explica Fabrício Tota, diretor de novos negócios do Mercado Bitcoin.

Em junho, a queda foi renovada, e o mês é o de menor valorização para as criptomoedas até o momento. A que se deu melhor no mês passado foi a Amp (AMP), com valorização de 54,35%.

Chiliz (CHZ) tem grande potencial de mercado e já aparece em terceiro no ranking de operações do Mercado Bitcoin

Entre as que tiveram pior desempenho, estão a Dfinity (ICP), em queda de 56,50% e a Polygon, que caiu 37,55%.

+ Onde comprar e negociar criptomoedas com segurança?

Conheça a Chiliz, terceira no ranking

Terceira no ranking das operações do Mercado Bitcoin, o Chiliz (CHZ) é o maior token de utilidade dedicado a e-sports, games e entretenimento.

O Chiliz funciona como um ecossistema onde ocorrem votações, interações com a equipe e benefícios para os fãs. Sendo que mais de 20 grandes organizações esportivas já fizeram parceria com a Socios.com para desenvolverem seus próprios Fan Tokens.

Como o token possui a capacidade máxima de 8,888,888,888 de CHZ em circulação, quanto mais pessoas participam, mais cresce a pressão no preço.

Ou seja, quanto mais o ecossistema CHZ cresce, maior se torna a demanda por Chiliz, o que resulta no aumento da pressão no preço do token. Essa é uma das razões pela qual esse token se valorizou tanto nos últimos 12 meses.

Um detalhe importante sobre o Chiliz, é que ele é categorizado como utility token, ou, em português, token de utilidade. Os utility tokens são ativos mistos. Isso significa que eles servem tanto para negociação, quanto como meio de troca para ter acesso a plataformas e ambientes.

Dessa forma, é possível usar o CHZ para especular visando lucros a curto prazo ou para usufruir de diversos benefícios como, por exemplo, acesso aos jogos do seu time.

Além disso, o Chiliz também possibilita o acesso ao mundo do UFC e dos e-sports e por isso, ele é conhecido como Fan Token (Token de fã).

Gostou do artigo? Confira 13 criptomoedas além do Bitcoin que você precisa conhecer

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui