Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Militares assumirão governo de transição no Egito

Escrito por: Redação em 11 de fevereiro de 2011

O governo de transição no Egito vai ser comandado pelo Conselho Supremo das Forças Armadas. Ao anunciar que também vai deixar o governo, o vice-presidente egípcio, Omar Suleiman, disse que o processo de transição será rápido. Ele, no entanto, não forneceu detalhes de como será a passagem para o regime democrático.

As informações são da BBC Brasil e da agência pública de notícias de Portugal, Lusa. Pela manhã, o Conselho Supremo das Forças Armadas se reuniu, sem as presenças de Mubarak e Suleiman, e manifestou apoio aos protestos das ruas contra o governo. Porém, manteve o tom de neutralidade.

Os militares, nos últimos dias, assumiram uma posição mais próxima aos manifestantes. Foi evitada a violência nas ruas e reações de críticas aos oposicionistas.

Uma das principais reivindicações dos manifestantes é a revogação do estado de emergência – em vigência no Egito há quase três décadas – que impõe censura e privações à liberdade de expressão. Porém, o fim desta lei é apenas uma das demandas da oposição.

Os manifestantes querem garantias de que as eleições serão realizadas seguindo orientações de observadores internacionais. Em setembro, haverá eleições presidenciais no Egito e também para a escolha dos integrantes da Assembleia Nacional Constituinte, que será responsável por mudanças na Constituição egípcia.



Fonte: Enfoque Informações Financeiras

Recebido em:
11/02/2011 15:35:42

HeadLines Enfoque
Copr 2007 Enfoque Informações Financeiras

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Cientista de Dados
fraude
Brasil e Chile
crise
Economia da América latina